Imposto de Renda: novo lote da restituição é liberado pela Receita Federal

IR 2022 disponibiliza restituições da malha fina de dezembro. Confira quem está no grupo e como consultar os pagamentos.

A Receita Federal paga nesta quinta-feira, 29/12, mais um lote residual da restituição do Imposto de Renda, totalizando R$ 903 milhões referentes ao mês de dezembro e destinados a quem teve pendências regularizadas após cair na chamada malha fina do leão. Mais de 488,6 mil contribuintes estão nesse grupo.

Atualizado pela taxa Selic, o valor da restituição é depositado diretamente na conta bancária informada na declaração do IR ou por meio da chave Pix indicada pelo contribuinte. A consulta ao lote do mês também já está liberada e contempla grupos prioritários e não prioritários.

Do total disponível, R$ 235,6 milhões pertencem a quem tem prioridade legal: idosos, contribuintes com alguma deficiência física ou mental e aqueles cuja principal fonte de renda é o magistério. Somente esse último grupo contempla 11,4 mil trabalhadores. Já os chamados grupos não prioritários abrangem 437 mil brasileiros.

Como consultar restituição do IR?

É possível recorrer aos seguintes canais para saber se a restituição do Imposto de Renda está disponível:

Quem não resgatar os valores de direito no prazo de um ano deverá solicitar o resgate no Portal e-CAC, por meio do seguinte passo a passo: “declarações e demonstrativos > meu imposto de renda > solicitar restituição não resgatada na rede bancária”.

Se o crédito for liberado, mas não estiver disponível para o contribuinte, os valores seguirão disponíveis no Banco do Brasil, também pelo prazo máximo de um ano. É o caso, por exemplo, de quem tiver tido desativada a conta bancária informada na época da declaração. Para esse grupo, o reagendamento pode ser solicitado pelos canais do BB: site, 4004-0001 (capitais) e 0800-729-0001 (demais regiões).

Saiba mais: malha fina 2022

malha fina Imposto de Renda, IR, Imposto de Renda
Imagem: Pixabay/Canva Pro

Segundo a Receita Federal, mais de um milhão de contribuintes caíram na malha fina do IRPF. Do total, a maioria tem imposto a restituir – 811 milhões de declarações com gastos essenciais como saúde, educação e transporte. Outras 198,5 mil são referentes a valores a pagar ao passo que a minoria – 21,9 mil – tem saldo zerado.

A omissão de rendimentos de titulares e dependentes lidera a lista de motivos que levaram o contribuinte a cair na malha fina em 2022, representando 41,9% dos casos.

O grupo é seguido por 28,6% relativo a deduções da base de cálculo, caso das despesas médicas, por exemplo, e 21,9% que apresentou divergências entre os valores informados pela fonte pagadora e os declarados pela pessoa física.

Leia também

você pode gostar também

Pesquisa mostra que salário mínimo ideal deveria ser 5 vezes maior

A pesquisa foi realizada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) para calcular o reajuste ideal do salário mínimo no Brasil.

Concurso PM DF vai pagar até R$ 6 mil; veja quando e como se inscrever

Concurso PM DF oferta 2.100 vagas para o cargo de Soldado. Certame é voltado para quem tem nível superior.

Conta de luz vai aumentar? Aneel anuncia bandeira tarifária de fevereiro

Aneel anuncia a bandeira tarifária que irá vigorar ao longo do mês de fevereiro. Contas de luz podem aumentar dependendo da bandeira.

Aneel: pagamento de conta de luz deverá ter Pix como opção

Medida tem como objetivo melhorar a experiência dos consumidores e companhias têm prazo de 120 dias para se adequar às normas.

Litígio Zero: saiba quem pode renegociar dívidas com o governo

O novo programa de renegociação de dívidas, lançado pelo governo federal, possibilitará que pessoas físicas e empresas obtenham descontos para quitar débitos junto à Receita Federal.

WhatsApp tem nova função de Comunidades no Brasil; veja como funciona

Entenda melhor o novo recurso do WhatsApp e aprenda como criar sua própria comunidade no mensageiro da Meta.