Feirão Serasa Limpa Nome termina hoje (23); veja como obter os descontos

Os consumidores endividados podem conseguir até 99% de descontos nas renegociações; confira o que fazer para participar.

Termina nesta sexta-feira, 23, o Feirão Serasa Limpa Nome. A campanha é promovida para que pessoas endividadas possam renegociar os pagamentos e obter descontos, que chegam a 99%.

Fazem parte do Feirão 267 empresas de diversos setores (bancos, varejo, telefonia, instituições de ensino etc). De acordo com a Serasa, são mais de 250 milhões de ofertas para quem deseja pagar as dívidas atrasadas, em negociações rápidas, de até três minutos.

O Feirão começou em novembro e, no primeiro mês, já resultou em 4,5 milhões de renegociações — esse número foi 18% maior do que as negociações feitas no mesmo mês de 2021. De acordo com a Serasa, R$ 12 bilhões foram concedidos em descontos no intervalo de apenas quatro semanas.

O ranking dos acordos fechados foi liderado pelas empresas de telecomunicação (32% das renegociações). Depois, vieram as securitizadoras (28%) e o setor de varejo (15%). A maior parte dos acordos foi feita por pessoas com idades entre 31 a 40 anos e por mulheres (56,7% dos consumidores).

A Serasa realizou uma pesquisa com 2.800 pessoas, revelando que 64% delas pretendiam quitar as dívidas e outras contas básicas com o 13° salário.

Como renegociar dívidas com a Serasa

Para renegociar dívidas com a Serasa e aproveitar os descontos, os consumidores podem usar os canais oficiais da empresa, que são:

  • O site Serasa Limpa Nome;
  • O aplicativo Serasa (disponível para Android e iOS);
  • O telefone gratuito 0800-591-1222;
  • Mensagem via WhatsApp para o número 11 99575-2096.

A consulta das dívidas e as renegociações também podem ser feitas pessoalmente nas mais de 6 mil agências dos Correios em todo o país. As condições são as mesmas do atendimento online, mas, nesse caso, o consumidor deve pagar uma taxa de R$ 3,60.

Passo a passo da renegociação de dívidas pelo aplicativo da Serasa

Para renegociar suas dívidas usando o app da Serasa, siga as instruções abaixo:

  • Baixe o aplicativo, digite seu CPF e preencha os campos necessários para o cadastro. Depois, ao acessar o programa, todos os seus dados estarão disponíveis na tela;
  • Escolha a renegociação: na seção “Ver ofertas”, é possível conferir todas as condições disponíveis para a quitação de dívidas com desconto. Basta escolher a sua oferta e clicar sobre ela;
  • Revise e finalize o acordo: agora é preciso escolher a forma de pagamento da sua preferência e finalizar o acordo.
  • Realize o pagamento: Para concluir a ação e obter os descontos, é preciso realizar o pagamento conforme os critérios escolhidos. Se quiser pagar via Pix, vá em “Copiar chave Pix” e cole o código no app do seu banco.

Leia também

você pode gostar também

5G: Mais de 75 cidades brasileiras têm sinal autorizado pela Anatel

Nesta semana, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) liberou o sinal de 58 em mais de 75 cidades brasileiras, localizadas próximos de capitais. A expectativa é continuar ampliando o acesso à tecnologia.

Censo 2022: IBGE deve liberar os resultados em abril

Após uma sequência de adiamentos e entraves na realização do Censo 2022, o IBGE atualizou a previsão de divulgação dos resultados. As operações seguem ao longo de fevereiro.

Motocicletas ficarão isentas do IPVA 2023? Entenda a nova lei

No último ano, o projeto legislativo que prevê a isenção para motocicletas foi sancionado com força de lei. Porém, existem condições específicas de elegibilidade para a medida.

Bradesco tem mais de 40 vagas de emprego disponíveis; veja os cargos

Vagas de emprego disponíveis são destinadas a diversas áreas, em agências da instituição bancária, espalhadas por todo o país.

Detran fará mutirão de renovação da CNH; veja onde e como participar

A renovação da CNH deve ser feita periodicamente pelos motoristas. Caso não façam, estarão sujeitos ao pagamento de multa e a perda de sete pontos na carteira, por exemplo.

Vale-alimentação deve ter novas regras a partir de março de 2023

Vale-alimentação deixará de ser regulado pelo Banco Central, facilitando a entrada de novas empresas no mercado. Veja o que muda.