INMET emite alerta de chuvas intensas nesta quinta (15) para 450 cidades

Alerta emitido pelo Inmet na manhã desta quinta-feira (15) é válido até as 10h desta sexta (16/12); conforme aviso, pode chover entre 30 mm/h e 60 mm/h ou 50 mm/dia e 100 mm/dia.

Nesta quinta-feira (15/12), o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), por meio do Centro Virtual para Avisos de Eventos Meteorológicos Severos para o Sul da América do Sul, emitiu alerta para chuvas intensas em pelo menos 450 cidades do país.

Segundo o aviso, há previsão de chuva entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia e ventos intensos, entre 60 e 100 km por hora. Além disso, há risco de corte de energia elétrica, alagamentos, queda de galhos de árvores, e de descargas elétricas. O alerta foi publicado às 09h16 desta quinta e tem validade até às 10h de sexta (16/12).

Entre os responsáveis pelas chuvas intensas, no Brasil, estão a nova Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS), que atua até domingo (18), e o La Niña.

O ZCAS é um intenso corredor de umidade que está acima de sua posição normal, provocando nuvens carregadas e maiores precipitações na Bahia, Espírito Santo, Norte de Minas Gerais e no Centro-Oeste brasileiro.

Regiões sob risco de chuvas intensas

  • Centro Sul Baiano;
  • Nordeste Mato-grossense;
  • Leste Goiano;
  • Norte de Minas;
  • Ocidental do Tocantins;
  • Sul Baiano;
  • Oriental do Tocantins;
  • Jequitinhonha;
  • Norte Goiano;
  • Extremo Oeste Baiano;
  • Noroeste Goiano,;
  • Vale São-Franciscano da Bahia;
  • Centro Norte Baiano;
  • Centro Goiano, Noroeste de Minas;
  • Sudeste Mato-grossense;
  • Centro-Sul Mato-grossense;
  • Norte Mato-grossense.

A lista completa de cidades que podem receber grandes acumulados nas próximas horas pode ser conferida no site Alert-AS.

La Niña

O cenário de chuvas intensas no país também é influenciado pelo fenômeno La Niña que, de acordo com a Organização Meteorológica Mundial (OMM), está em seu “episódio triplo” este ano. Evento que ocorreu pela última vez entre no final dos anos 90 e início dos anos 2000.

O La Niña atual começou em setembro de 2020, e a previsão é que prossiga até fevereiro de 2023. Em suma, o La Niña pode causar tanto secas intensas, quanto chuvas intensas.

Ele ocorre devido ao resfriamento das águas superficiais de partes central e leste do Pacífico Equatorial e por variações na circulação atmosférica tropical. Isso provoca impactos na temperatura e chuvas excessivas em várias partes do mundo, inclusive no Brasil.

No país, durante o La Niña, é verificado uma tendência no crescimento dos volumes de chuva, principalmente no Norte e Nordeste em contraste com o tempo seco na Região Sul, além de uma leve diminuição na temperatura no Sudeste e Centro-Oeste.

Orientações para os moradores

Em caso de tempestades, o Inmet orienta que os moradores tomem os seguintes cuidados:

  • Não se abrigue debaixo de árvores durante temporais, pois há risco de queda e descargas elétricas;
  • Não pare ou estacione seu veículo próximo a placas de propaganda e torres de transmissão;
  • Na sua residência, desligue aparelhos elétricos e quadro geral de energia, se possível;

Em caso de dúvidas, acione a Defesa Civil (telefone 199) e o Corpo de Bombeiros (telefone 193).

Leia também

você pode gostar também

Novidades do MEI 2023: veja o que muda para os empreendedores

Os microempreendedores individuais (MEIs) precisam ficar de olho no reajuste dos valores de contribuição e outras mudanças que ocorrerão neste ano de 2023.

Projeto regulamenta NOVA profissão no setor de turismo

O Projeto de Lei em tramitação no Senado Federal pretende regulamentar uma nova profissão no setor de turismo, a fim de promover mais segurança aos trabalhadores e viajantes.

Brasil criou 2 milhões de postos de trabalho em 2022, segundo o Caged

De acordo com dados divulgados pelo governo federal, houve saldo positivo de postos de trabalho com carteira assinada em 2022.

Valores a Receber: Banco Central alerta para golpe do dinheiro esquecido

Criminosos estão divulgando uma oferta falsa a respeito de montantes supostamente esquecidos no BC; veja como se proteger.

Reforma Tributária deve ser votada sem aumento nos impostos

De acordo com declaração do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, a reforma tributária deve ser neutra, sem aumento nos impostos.

Guia mensal do MEI 2023 já pode ser emitida com os valores atualizados

Reajuste do pagamento mensal está vigente. Taxas para microempreendedores individuais variam de R$ 66 a R$ 162.