Imposto de Renda: novo lote residual da restituição é pago hoje, 30

O novo lote residual da restituição do Imposto de Renda será liberado nesta quarta-feira (30). Confira como realizar a consulta.

Um novo lote residual da restituição do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) será liberado nesta quarta-feira (30) pela Receita Federal. O crédito bancário deve ser feito para cerca de 556.685 contribuintes, com R$ 1,2 bilhão disponível para pagamento.

Estes lotes são referentes aos valores de contribuintes que caíram na malha fina, mas já regularizaram suas pendências. Neste sentido, deste total, R$ 607.928.834,99 são destinados aos grupos de contribuintes com prioridade legal.

Deste modo, o quantitativo de contribuintes se refere a 115.654 daqueles entre 60 e 79 anos; 47.774 cuja maior fonte de renda é o magistério; 15.889 idosos acima de 80 anos, e 10.306 contribuintes que tenham alguma deficiência mental, física ou uma doença grave. Da mesma forma, ainda foram contemplados outros 367.062 contribuintes que não eram prioridade.

Como consultar o lote do Imposto de Renda

O pagamento do crédito é realizado na conta informada na declaração do IR do usuário, e pode também ser efetuada diretamente ou por uma chave Pix. Vale lembrar que, pelas regras do imposto, o valor é atualizado pela taxa Selic, acumulada a partir do mês seguinte após o prazo da entrega da declaração, mais 1%.

Para consultar o lote, basta acessar a página da Receita e clicar em “Meu Imposto de Renda” e, em seguida, em “Consultar a Restituição”. No aplicativo da Receita, disponível para Android e iOS, o passo a passo é o mesmo.

Caso o crédito não seja realizado, por motivos como a conta informada ter sido desativada, os valores seguirão disponíveis para resgate por até um ano no Banco do Brasil. Para retirá-lo, é preciso reagendar o crédito dos valores pelo Portal BB, ou pela central de atendimento. Os números disponíveis são:

  • 4004-0001 para capitais;
  • 0800-729-0001 para demais localidades;
  • 0800-729-0088 para deficientes auditivos.

Contribuintes que não resgatarem os valores no prazo de um ano devem fazer um requerimento pelo Portal e-CAC (Centro Virtual de Atendimento), acessando o menu “Declarações e Demonstrativos”, logo após “Meu Imposto de Renda” e, então, “Solicitar restituição não resgatada na rede bancária”.

Malha fina do IR

Neste ano, de acordo com dados divulgados pela Receita, mais de 1 milhão de contribuintes já caíram na malha fina do IR. Até setembro, já forma entregues 38.188.642 declarações. Para descobrir se existem pendências ou não, o contribuinte só precisa realizar a consulta e regularizar a situação o mais rápido possível, para evitar cair na malha fina.

De todas as restituições que precisam ser regularizadas, pelo menos 811.782 ou 78,6% têm imposto a restituir, 198.541 ou 19,2% têm imposto a pagar e 21.956 ou 2,1% têm saldo zero. Os principais motivos para acabar na malha são:

  • Omissão de rendimentos de titulares e dependentes declarados (41,9%);
  • Deduções da base de cálculo, como despesas médicas (28,6%);
  • Divergências no valor de IRRF entre o que foi declarado pela fonte pagadora e o que a pessoa física declarou, bem como falta de informação do beneficiário (21,9%);
  • Deduções do imposto devido, divergência de informação sobre o pagamento de carnê-leão, imposto complementar e recebimento de rendimentos acumulados.

Vale lembrar que é possível descobrir facilmente a situação de um contribuinte por meio da consulta. Da mesma forma, basta acessar o extrato do Imposto de Renda no site da Receita Federal, por meio do Portal e-CAC.

Leia também

você pode gostar também

Litígio Zero: saiba quem pode renegociar dívidas com o governo

O novo programa de renegociação de dívidas, lançado pelo governo federal, possibilitará que pessoas físicas e empresas obtenham descontos para quitar débitos junto à Receita Federal.

WhatsApp tem nova função de Comunidades no Brasil; veja como funciona

Entenda melhor o novo recurso do WhatsApp e aprenda como criar sua própria comunidade no mensageiro da Meta.

Estágio Caixa tem 6,8 mil vagas abertas; saiba como se inscrever

Estágio Caixa Econômica Federal é destinado a estudantes do ensino médio, técnico e superior. Veja como participar.

Pagamento em cheque cai em desuso e Pix pode ter influenciado

Pagamento por meio de cheque especial segue caindo. Redução chega a 94% em comparação com o ano de 1995.

Venda de férias está prevista na CLT; veja as regras e como funciona

Comum entre os trabalhadores, prática acontece em empresas, entretanto existem algumas regras e limites previstos na lei para a venda de férias.

IPTU atrasado gera multa para o contribuinte

A multa para o contribuinte que não paga o IPTU no prazo correto é acumulativa, e varia de acordo com o período de inadimplência do cidadão.