Uso de máscaras volta a ser obrigatório em aviões e aeroportos

Em nova resolução, a Anvisa volta a impor o uso obrigatório de máscaras em aviões e aeroportos pela alta de números da COVID-19 no Brasil.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) realizou uma nova reunião com os especialistas em infectologia e representantes dos conselhos de saúde no Brasil. Dessa forma, o objetivo foi de tratar do atual cenário epidemiológico do vírus da COVID-19 em nosso país.

Leia também

Com efeito, os dados epidemiológicos obtidos resultaram no imediato retorno das medidas de proteção, como o uso de máscaras e álcool gel, principalmente nos ambientes de grande coletividade e locais fechados, como no caso dos aeroportos e aviões.

Além disso, mesmo o uso de máscara estando previsto como recomendação desde agosto deste ano, muitas pessoas deixaram de utilizá-las. Ainda, os fatores de sazonalidade da pandemia foram considerados pela Anvisa para a nova regulamentação, pois, no último ano, a transmissão do vírus foi agravada nos meses de novembro a janeiro.

O Brasil foi um dos países mais afetados pela pandemia global, registrando aproximadamente 690 mil mortes e mais de 35 milhões de infecções pelo vírus. Diante disso, a Anvisa busca com as novas regras a proteção da sociedade, visando diminuir os riscos de contágio à população.

Nesse mesmo contexto, o Ministério da Saúde também emitiu alerta sobre aumento da transmissão e novas variantes da ômicron no Brasil. Ainda, a Fiocruz informou que este aumento no número de casos está presente em 12 estados brasileiros.

Em suma, além do uso de máscara, a Anvisa autorizou o uso emergencial de duas novas vacinas bivalentes contra o coronavírus e suas variantes, feitas pela Pfizer.

Veja a seguir mais informações sobre as novas regras do uso de máscara.

O que diz a resolução da Anvisa sobre a obrigatoriedade do uso de máscaras?

A obrigatoriedade do uso de máscaras em aeroportos e aviões foi aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e entra em vigor nesta sexta-feira, dia 25 de novembro de 2022.

A medida, buscando reduzir o aumento do número de casos de transmissão da COVID-19, que vem crescendo novamente, prevê que sejam utilizadas as máscaras de proteção adequadas ao uso seguro e que observem os requisitos mínimos de fabricação presentes na norma ABNT PR 1002.

Desse modo, as máscaras de proteção devem ser ajustadas ao rosto, de forma que cubram todo o nariz, queixo e boca, para não permitir a entrada ou saída do ar e de gotículas respiratórias e evitar os riscos de contaminação.

No entanto, a obrigatoriedade do uso de máscaras fica dispensada para as seguintes pessoas: que possuem transtorno do espectro autista; tenham deficiência intelectual, sensorial, entre outras que impossibilitam a utilização adequada da máscara de proteção; e crianças que possuam idade inferior a três anos.

Por fim, vale destacar que somente será permitido remover a máscara, dentro dos aviões e aeroportos, nos casos de ter que se hidratar ou alimentar.

Ainda, a resolução aprovada dispõe que, nos veículos utilizados para o deslocamento dos viajantes seja no embarque ou desembarque, os passageiros e os motoristas devem fazer o uso de máscara. 

Leia também


você pode gostar também

Uber: agora é possível pedir corridas via WhatsApp; recurso está em fase de teste

Serviço disponibilizado recentemente continua em testes no Brasil e corridas podem ser solicitadas em alguns estados do país.

Imposto de Renda: novo lote residual da restituição é pago hoje, 30

O novo lote residual da restituição do Imposto de Renda será liberado nesta quarta-feira (30). Confira como realizar a consulta.

Google perdeu o 1° lugar entre as melhores empresas do mundo; veja o top 10

Neste ano, a gigante de tecnologia americana deixou a liderança do ranking das melhores empresas do mundo. Descubra neste texto a empresa que assumiu o primeiro lugar da lista.

Pela 1ª vez, Caixa e Enel participam do Feirão Serasa Limpa Nome

Pessoas que estão inadimplentes na Caixa Econômica Federal e Enel podem negociar as dívidas pelo Feirão Serasa Limpa Nome.

Mutirão para negociar dívidas com bancos termina nesta quarta, 30

Confira quais dívidas podem ser renegociadas em mais de 150 instituições e como ter acesso ao evento sem sair de casa.

BNDES libera até R$ 21 mil em empréstimo para MEI

A instituição financeira oferece linha de crédito para microempreendedores com limite de até R$ 21 mil e taxa de juros de até 4% ao mês.