13º salário em 2022: veja prazo de pagamento e como calcular o valor

O 13° salário será pago em até duas parcelas para todos os trabalhadores formais que tiverem atuado por 15 dias ou mais em 2022.

Leia também
Leia também

Todo empregado formal de carteira assinada têm direito ao 13° salário. Para isso, é preciso ter trabalhado por período superior a 15 dias e não pode ter sido demitido por justa causa. A gratificação contempla diferentes categorias e já comemora 60 anos de sua criação. Veja até quando deve ser feito o pagamento do 13° salário em 2022.

Leia também

Esse abono foi proposto em 1959 e transformado em lei no ano de 1962, uma vez que várias empresas já repassavam valores extras aos seus funcionários na época do Natal. A ideia por trás da bonificação é impulsionar a economia, fazendo com que os trabalhadores tenham um dinheiro a mais para arcar com os gatos de final de ano.

Quando será pago o 13° salário em 2022?

Pelas regras do abono, o repasse pode ser feito em parcela única ou dividido em duas vezes. Sendo assim, cada empregador é livre para decidir como irá realizar os depósitos. Quem decidir pela primeira opção, tem até o dia 30 de novembro para fazer a transferência.

Já a empresa que optar por pagar duas parcelas do 13° salário em 2022, deve cumprir os seguintes prazos:

  • Primeira parcela: entre 1° de fevereiro e 30 de novembro, em valor equivalente a metade do salário do trabalhador, sem descontos;
  • Segunda parcela: até o dia 20 de dezembro do mesmo ano, em valor equivalente a metade do salário, com desconto do Imposto de Renda e do INSS.

Vale ressaltar que os trabalhadores que pediram adiantamento do 13° salário em 2022 por conta de férias, terão direito apenas à segunda parcela no final do ano. Esse formato de pagamento pode ser feito mediante acordo entre empregador e funcionário. O sistema para aposentados e pensionistas é um pouco diferente:

  • Primeira parcela: entre os meses de agosto e setembro;
  • Segunda parcela: junto com o benefício INSS de novembro.

Entretanto, o 13° salário em 2022 foi adiantado, assim como nos dois anos anteriores. Os repasses aconteceram entre os meses de abril e maio, injetando cerca de R$ 56,7 bilhões na economia.

Como calcular o 13° salário em 2022?

A gratificação anual equivale à média dos salários recebidos ao longo daquele ano. Dessa forma, quem trabalhou durante os 12 meses, receberá um salário a mais. Quem tiver atuado durante períodos mais curtos deve calcular conforme os meses que esteve em atividade, sendo que 15 dias trabalhados já é considerado um mês inteiro.

Para calcular o 13° salário em 2022, você precisa dividir o valor do salário por 12 e multiplicar pelo número de meses que você atuou. Por exemplo:

  • Remuneração mensal: R$ 2.500;
  • R$ 2.500 / 12 = R$ 208,33;
  • Tempo trabalhado: nove meses;
  • R$ 208,33 x 9 = R$ 1.874,99.

É importante considerar nesse cálculo as horas extras, adicionais noturnos, adicionais de insalubridade, adicionais de periculosidade, comissões e gorjetas se houver. Todos esses fatores influenciam no pagamento da gratificação. Vale ressaltar ainda que faltas não justificadas geram descontos no abono. Outros cálculos do 13° salário em 2022 são:

  • Afastamento por auxílio-doença: o repasse é proporcional e pago pela empresa até o 15° dia de afastamento. Depois disso, a responsabilidade é do INSS;
  • Contratos suspensos: só são considerados os meses nos quais o trabalhador esteve em atividade;
  • Em caso de licença-maternidade: proporcional aos tempo da contratação, incluindo os meses de afastamento pela licença;
  • Jornada de trabalho reduzida: trabalhador recebe 13° salário integral, considerando o salário cheio. Ou seja, não são consideradas as reduções temporárias;
  • Rescisão de contrato sem justa causa: pago de maneira proporcional, com base no calculo geral.

Em caso de demissão por justa causa, o trabalhador fica sem o pagamento extra. Caso já tenha recebido a primeira parcela do 13° salário em 2022, o valor pago será descontado do saldo de salário e das verbas rescisórias.

Leia também


você pode gostar também

Com as novas regras da CNH, o que suspende o documento em 2022?

As novas regras da CNH contam com limite de pontos variável, gerando três possíveis cenários para a suspensão do documento.

Não recebeu a restituição do IR? Consulta ao 5º lote será liberada nesta sexta (23)

A Receita Federal deve liberar a consulta ao 5° lote da restituição do IR ainda nesta semana. Os contribuintes poderão verificar se serão contemplados.

Nota Fiscal Paulista libera mais de R$ 37 milhões; veja quem pode sacar

Nota Fiscal Paulista corresponde ao ICMS recolhido por comércios, repassado aos contribuintes que pediram para incluir o CPF na nota.

Não sabe se cometeu multa de trânsito? Veja como consultar pelo CPF

A consulta às multas de trânsito é realizada pela internet. O procedimento permite que os condutores confiram os detalhes de cada infração.

Agente de Trânsito poderá ter piso de R$ 4,5 MIL? Veja o que se sabe

Uma proposta enviada ao Senado Federal pede a criação de um piso salarial para o cargo de Agente de Trânsito que conta com remunerações variadas.

Eleições 2022: quem não votou em 2020 poderá votar neste ano?

Faltando pouco mais de 10 dias para o primeiro turno, muitas dúvidas sobre a eleição deste ano aparecem. Veja se quem não votou em 2020 poderá votar neste ano.