Preço da gasolina apresenta ligeiro recuo; confira tabela atualizada de valores

Se comparado com o dia 30 de novembro, o preço da gasolina teve uma leve queda no índice do último domingo (05/12). Saiba mais.

Em outubro e no começo de novembro, o preço dos combustíveis disparou. Agora, segundo dados do IPTL, os valores estão se estabilizando, sendo que até mesmo um ligeiro recuo no preço da gasolina foi registrado.

O IPTL utiliza 18 mil postos de combustíveis espalhados pelo país para fazer uma média nacional. O índice faz parte da Ticket Log, empresa de soluções de logística, uma das maiores do setor.

Preço da gasolina: leve queda

Se comparado com o dia 30 de novembro, o preço da gasolina teve uma leve queda no índice do último domingo (05/12). No entanto, a redução foi tímida, não sendo tão sentida no bolso do consumidor. O etanol também apresentou baixa no valor médio. Veja o último preço atualizado (05/12):

  • Gasolina Comum: R$ 6,968;
  • Etanol: R$ 5,814;
  • Diesel S10 Comum: R$ 5,681;
  • Diesel: R$ 5,600;
  • Gás Natural: R$ 4,468.

Agora, no dia 30 de novembro:

  • Gasolina Comum: R$ 6,972;
  • Etanol: R$ 5,821;
  • Diesel S10 Comum: R$ 5,683;
  • Diesel: R$ 5,590;
  • Gás Natural: R$ 4,458.

Apenas para comparação, confira a média de preços do dia 09 de novembro:

  • Gasolina Comum: R$ 6,889;
  • Etanol: R$ 5,655;
  • Diesel S10 Comum: R$ 5,651;
  • Diesel: R$ 5,561;
  • Gás Natural: R$ 4,398.

De acordo com a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço do litro da gasolina teve acúmulo de 49,6% somente no ano de 2021 . O diesel teve alta de 48,05% no mesmo período.

Por outro lado, a Petrobras justificou que os reajustes se devem a alta do preço do barril de Petróleo e do câmbio do dólar perante o real. A moeda brasileira vem sofrendo com uma forte desvalorização.

Outra preocupação é o gás de cozinha. O botijão de 13 kg já passou a média dos R$ 100 nacionalmente. Muitos brasileiros passaram a utilizar lenha como alternativa mais barata. Por isso, o Congresso aprovou o Auxílio Gás, com pagamento de 50% do valor do botijão para famílias de baixa renda. Os valores serão repassados a cada dois meses.

Leia também

você pode gostar também