Saiba como verificar se o seu CPF foi usado por desconhecidos

Cadastro de Pessoa Física (CPF) é utilizado por criminosos em fraudes. Verificação periódica do documento é fundamental.

O Cadastro de Pessoa Física (CPF) é um dos documentos mais importantes que existem. Ele é utilizado como base para cadastros e registros no governo e em entidades privadas. Por isso, fraudes com o documento são muito comuns. Então, saiba como verificar se o seu CPF foi usado por desconhecidos.

Verificar CPF: Registrato do Banco Central

O Registrato do Banco Central (BC) é uma plataforma que possui todas as informações sobre os dados bancários de uma pessoa. Com ele, é possível verificar a situação com qualquer banco ou outro tipo de instituição financeira. Veja as opções:

  • Contas bancárias abertas;
  • Dívidas em aberto ou liquidadas;
  • Remessas de dinheiro para o exterior;
  • Movimentações no geral.

Para verificar o CPF via Registrato, entre no site e clique no botão “Acessar o Registrato”. Em seguida, faça o login por meio da conta gov.br.

Verificar CPF: Serasa Antifraude

A Serasa também oferece a opção de realizar a verificação da situação do CPF de forma gratuita. Para isso, basta realizar um cadastro no site de consulta. Lá ainda é possível utilizar uma ferramenta denominada de Serasa Antifraude. Com ela, o consumidor recebe notificação nas seguintes situações:

  • Quando o seu CPF for consultado no momento em que uma compra for feita;
  • Quando seu CPF for verificado na realização de um empréstimo;
  • Se seu CPF for utilizado para abrir uma empresa;
  • Caso seu nome estiver sendo encaminhado para ser negativado;
  • Caso seu nome seja retirado da lista de inadimplência.

O sistema faz verificações 24 horas por dia e envia notificações via e-mail ou por SMS.

Dicas de segurança para proteger seu CPF

Existem algumas dicas de segurança que qualquer pessoa pode ter para proteger o CPF. Veja algumas abaixo:

  • Não informe seu CPF para pessoas estranhas;
  • Não divulgue o CPF em redes sociais;
  • Evite atrelar contas em sites ou lojas por meio de CPF. Faça só quando for necessário;
  • Periodicamente, consulte o seu CPF no Banco Central e na Serasa.

Leia também

você pode gostar também