Concurso Ministério da Economia terá 300 vagas; comissão já foi formada

Concurso Ministério da Economia deverá ter 300 vagas para profissionais temporários. Comissão organizadora já foi definida pela pasta.

Novo concurso Ministério da Economia está cada vez mais próximo de acontecer. Nesta quarta-feira (29/09), a pasta publicou portaria com os membros escolhidos para a organização do certame.

O grupo será designado para realizar todas as ações necessárias, no sentido de viabilizar a nova seleção do Ministério da Economia. Ao todo, haverá oferta de 300 vagas temporárias para profissionais de níveis médio e superior.

A comissão organizadora terá um prazo de até 90 dias para garantir todos os atos necessários para a seleção do Ministério da Economia. Após a conclusão dos trabalhos, a próximo etapa será a contratação da banca organizadora.

A empresa ficará responsável pela elaboração de todos os detalhes referentes ao edital de abertura. Ela também provavelmente organizará as etapas eliminatórias e classificatórias.

Concurso Ministério da Economia já foi autorizado

A seleção do Ministério da Economia foi devidamente autorizada no mês de agosto de 2021. Na época, foi publicado o aval para 300 vagas temporárias, que serão destinadas para profissionais de níveis médio e superior. Haverá oferta de oportunidades para cargos de:

  • Analista de Negócios (nível superior): 40 vagas temporárias;
  • Analista Técnico de Demandas Previdenciárias (nível superior): 145 vagas para temporários;
  • Técnico em Atividades Previdenciárias e de Apoio (nível médio): 115 vagas temporárias.

Conforme a portaria de autorização que saiu em agosto de 2021, o edital deverá ser publicado em até seis meses. Isso quer dizer que o documento regulamentador do seletivo terá que ser divulgado até fevereiro de 2022. Vale lembrar que os dois últimos certames do Ministério da Cidadania também foram para temporários.

Leia também

você pode gostar também

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Ler mais