Como será possível solicitar empréstimos de até R$ 3 mil pelo Caixa Tem?

Pessoas que precisam de dinheiro poderão solicitar empréstimos no Caixa Tem. Valores variam conforme cada situação.

Recentemente, o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, apresentou uma novidade para pessoas que estão sem dinheiro. O Caixa Tem disponibilizará uma modalidade de empréstimo, para pessoas de baixa renda, com valores de até R$ 3 mil.

Também houve o anúncio de que um cartão de crédito do Caixa Tem será disponibilizado. No caso, a informação partiu do vice-presidente varejista da Caixa, Celso Leonardo Barbosa. Não foram dados detalhes sobre como funcionará o serviço.

Como funcionará os empréstimos no Caixa Tem

Segundo o banco, os empréstimos no Caixa Tem (disponível para Android e iOS) terão valores entre R$ 500 e R$ 3 mil, sendo que as linhas de crédito serão disponibilizadas conforme a situação de cada pessoa. Os pagamentos poderão ser feitos entre 18 e 24 parcelas.

A linha de crédito funcionará em um sistema pré-aprovado. Dessa forma, não será necessário ir até um banco e esperar que cálculos sejam feitos. Tudo será realizado automaticamente, no próprio aplicativo do Caixa Tem. Por isso, é responsabilidade do usuário saber se terá ou não condições de pagar o empréstimo depois.

Não foi informado sobre quando exatamente o serviço começará. A expectativa é de que ainda no mês de setembro seja possível obter o dinheiro. É provável que a Caixa faça um anúncio oficial dando mais detalhes e mostrando como solicitar o empréstimo na nova modalidade.

Caixa quer aproveitar potencial do seu aplicativo

Um dos objetivos da Caixa Econômica Federal é atingir o grande público do Caixa Tem. Cerca de 30 milhões de pessoas utilizam a ferramenta que é usada para os repasses do Bolsa Família e do auxílio emergencial.

Atualmente, o aplicativo já conta com diversos serviços bancários como Pix, transferências, pagamentos de boletos e contas, cartão de débito virtual, entre outros. Portanto, a intenção é expandir o leque de ofertas e fidelizar o público.

Leia também

você pode gostar também

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Ler mais