Estudando para concursos: 5 dicas para fazer um bom resumo

Existem diversas técnicas e estratégias para aplicar quando se está estudando para concursos. Porém, estas 5 dicas para fazer um bom resumo podem auxiliar no processo de revisão e aprendizagem do conteúdo programático.

Comumente, estudar para concursos demanda que os candidatos tenham organização, disciplina e foco. Nesse contexto, saber fazer um bom resumo pode facilitar o processo de aprender o conteúdo programático, praticá-lo em exercícios e revisar quando o exame estiver próximo.

Ainda que existam diversas técnicas para estudar, os resumos são caminhos comuns e mais práticos para quem está com um cronograma apertado. Desse modo, é possível agregar todas as informações importantes em um único lugar, contando ainda com recursos visuais ao longo do processo. Saiba mais a seguir:

5 dicas para fazer um bom resumo

1) Determine o objetivo do seu resumo

Qual é a intenção por trás do resumo? É um instrumento de revisão? Serve para organizar as informações de um assunto muito extenso? É uma forma de praticar aquele conhecimento com as suas palavras ou simplesmente um guia para a revisão?

No geral, cada resumo pode ter um propósito específico e isso impacta diretamente na maneira de produzi-lo. Geralmente, é o objetivo que estabelece o tamanho, formato e até quais são as ferramentas a serem utilizadas. Sobretudo, um resumo deve ser um mecanismo para alcançar a aprendizagem de maneira simplificada.

2) Leia atentamente o material de referência

Quando se está estudando para os concursos públicos, é comum lidar com um grande volume de assuntos, livros e matérias. Ainda que seja estressante e cansativo, a leitura atenta é essencial para entender a relação entre as disciplinas, assim como as características de cada uma.

Diante do cronograma de estudos, separe um tempo para ler alguns capítulos e iniciar o resumo logo em seguida. Assim, será mais fácil realizar os exercícios e aprender o que será exigido no concurso.

Basicamente, ao saber superficialmente da temática de cada disciplina será possível delimitar o que é mais importante e depois iniciar um resumo. Ademais, é uma forma de organizar as suas prioridades, identificar as dificuldades e criar dúvidas que poderão orientar a revisão depois.

3) Foque nas palavras-chave

É impossível aprender todo o conteúdo programático, principalmente pela extensão e quantidade de informações. Sendo assim, uma opção interessante para criar conexões entre o que está estudando é marcar as ideias principais nos parágrafos ou capítulos.

Posteriormente, será mais fácil para o cérebro criar conexões e caminhos de cada matéria. Mais ainda, assim é simples para concentrar-se nos principais acontecimentos de cada capítulo, criando um encadeamento dos eventos e suas associações.

Caso queira, pode-se organizar as palavras-chave em uma folha à parte, como nuvens de termos associados a um tema central. Em alguns casos, existem pessoas que usam cores ou desenhos diferentes para a marcação, como um jeito de criar associações específicas no momento de revisar.

4) Escreva com as suas palavras

Ainda que copiar o texto original para o resumo possa ajudar a entender as informações, escrever com as próprias palavras cria trajetórias específicas para o conhecimento adquirido. Como consequência, conectar as partes de uma mesma matéria e pensar com interdisciplinaridade torna-se uma habilidade natural.

Na maior parte das situações, essa técnica ainda auxilia nos exames que possuem questões discursivas ou etapas de redação.

Por isso, considere criar uma introdução, desenvolvimento e conclusão para cada resumo, transformando a aprendizagem em uma contação de história ou sequenciamento de fatos. Se preferir, opte por organizar as ideias em ordem cronológica e adicione observações pontuais para ajudar nas associações.

5) Revise o seu resumo

Mais do que produzir um resumo, é importante lê-lo após a conclusão para identificar se está coerente com o que foi estudado no material de referência. A revisão do resumo ajuda a estudar ainda mais, garantindo que o texto possui coesão e coerência ou conferindo se não existem pontos que ficaram de fora.

Ao longo do tempo, a produção e revisão ajudam a aperfeiçoar os próximos resumos. Gradativamente, o concurseiro absorve as técnicas que funcionam para a sua aprendizagem e passa a aplicá-las com naturalidade. No momento de revisar o conteúdo antes do exame, revisitar os resumos é de grande de ajuda.

Leia também

você pode gostar também

9 dicas de como cuidar de suculentas e mantê-las sempre lindas

As suculentas são cultivadas por sua beleza e facilidade de cuidado, tornando-se populares em jardins, interiores e projetos de paisagismo.

7 coisas que você não deve fazer enquanto o celular estiver carregando

Usar o celular enquanto ele está carregando pode reduzir a vida útil da bateria do aparelho, além de ser perigoso em certas circunstâncias.

Ouvir música faz bem para a saúde? Saiba o que a ciência tem a dizer

Não há nada como ouvir sua música favorita para aliviar a carga de um dia ruim. Mas, você sabia que a música tem mais benefícios para a saúde do que o simples relaxamento? Leia e entenda.

10 expressões e erros de português que acabam com a sua credibilidade

As 10 expressões e erros de português que acabam com a credibilidade de uma pessoa se referem a uma demonstração de desconhecimento em relação à modalidade formal e coloquial do idioma.

Para que servem aquelas bolas laranjas nos fios de transmissão?

Fios de alta tensão geralmente possuem itens de segurança bastante chamativos para evitar acidentes que possam danificar os fios e causar maiores problemas.

Veja 5 formas incríveis de usar a casca da laranja no dia a dia

Você sabia que a casca da laranja possui diversas utilidades? Leia e descubra algumas formas de utilizá-la em sua residência.