Dado e informação: você sabe qual é a diferença entre eles?

Apesar de serem usados como sinônimos em diversas sentenças, existem diferenças entre dado e informação, tanto na definição desses termos quanto na forma como podem ser utilizados dentro do discurso escrito ou falado.

A relação entre os dados e as informações está ainda mais presente no contexto da transformação digital em andamento na sociedade. Ainda que sejam utilizados como sinônimos, esses termos designam conteúdos distintos, mas acabam dependendo um do outro para acontecer. Portanto, é importante saber qual é a diferença entre eles.

continua depois da publicidade

Por meio da definição de cada palavra e alguns exemplos de fácil memorização, pode-se aprender como utilizar cada um no discurso escrito ou falado. Além disso, é uma maneira de entender a importância de cada um e como se manifestam em pesquisas, estudos, notícias e fontes bibliográficas. Saiba mais informações a seguir e aprenda a distingui-los:

Qual é a diferença entre dado e informação?

1. Dado

Por definição, um dado é qualquer tipo de partícula de registro, desde números até métricas de uma ação ou materiais brutos. Sendo assim, refere-se a todo tipo de registro não processado, da forma com que ele é encontrado na fonte original, sem uma organização específica. No dicionário, o dado é conceituado como uma informação que pode ser processada por um computador.

Porém, também assume o papel de um ponto de partida em que se funda uma discussão, enquanto na Matemática consiste em um elemento ou quantidade conhecida que será utilizada na solução de um problema. Como exemplo, pode-se utilizar os dados gerados pelo Google Ads, como as impressões, alcances, interações, cliques e compartilhamentos.

continua depois da publicidade

2. Informação

Por outro lado, a informação consiste no resultado do processamento desse dado e a constatação que foi gerada a partir desse procedimento. Ou seja, é um fator sólido adquirido por meio de uma hipótese ou padrão identificado através dos dados brutos e não processados. Portanto, os dados possuem o potencial de se tornar uma informação, mas são coisas diferentes.

Seguindo o exemplo do Google Ads, pode-se dizer que uma informação adquirida pelo número de cliques comprovou que os títulos mais atrativos nas matérias chamam a atenção do público com maior frequência. Ou então que os alcances dos vídeos são maiores do que das postagens em texto, pois houve uma comparação entre dados para gerar essa conclusão.

continua depois da publicidade

Compartilhe esse artigo

Leia também

Concursos em sua
cidade