Concurso Diplomata (MRE) terá 50 vagas; R$ 21 mil mensais

O Ministério das Relações Exteriores autorizou o próximo concurso Diplomata para o ano de 2024. Oferta será de 50 vagas, mesma do último edital.

O concurso Diplomata 2024 foi autorizado pelo Ministério das Relações Exteriores (MRE) no dia 14 de junho de 2024, com a proposta de preencher mais 50 vagas. O quantitativo é o mesmo do concurso lançado no ano passado (2023), em parceria com o Instituto Americano de Desenvolvimento (IADES), que também organizou a seleção de 2022 – esta, contando com 34 vagas.

continua depois da publicidade

Segundo a portaria nº 540, de 13 de junho de 2024, assinada pela ministra substituta da pasta, Maria Laura da Rocha, o Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD) deste ano terá como meta a provisão de cargos na classe de Terceiro-Secretário, estágio inicial da carreira.

No dia 11 de julho de 2024, uma novidade foi publicada no Diário Oficial da União: saiu a portaria 9/2024, que delegou ao Ministro de Segunda Classe, Luciano Helmold Macieira, a competência para conduzir o concurso. Na prática, é mais um passo rumo à liberação do concurso.

Provas

Leia também

A portaria 540/2024 informa que a primeira fase do concurso Diplomata MRE será composta por uma prova objetiva, de caráter eliminatório. Nesse exame constarão questões de:

continua depois da publicidade
  • Língua Portuguesa;
  • História do Brasil;
  • História Mundial;
  • Geografia;
  • Língua Inglesa;
  • Política Internacional;
  • Economia; e
  • Direito.

Já a segunda fase consistirá em provas escritas, de caráter eliminatório e classificatório, composta de questões de:

  • Língua Portuguesa;
  • Língua Inglesa;
  • História do Brasil;
  • Política Internacional;
  • Geografia;
  • Economia;
  • Direito;
  • Língua Espanhola ou Língua Francesa.

Da segunda fase participarão os mais bem classificados na primeira fase, mediante convocação prévia, em uma quantidade a ser definida no edital, respeitadas todas as políticas de cotas vigentes e de outras ações afirmativas.

No último concurso, das 50 vagas de Terceiro-Secretário, 37 se destinaram à ampla concorrência, dez foram reservadas para candidatos negros e três foram exclusivamente voltadas a pessoas com deficiência. O total de inscritos em 2023 foi de 7.901 candidatos.

continua depois da publicidade

A primeira prova do concurso MRE será aplicada em data a partir de dois meses após a data da publicação do edital de abertura.

Inscrições

Quem for participar do concurso MRE 2024 deve, é claro, aguardar a publicação do edital completo. No entanto, a esquematização do processo de inscrição não devem mudar, pois o último certame está bem recente.

Dessa forma, os interessados deverão acessar a página da organizadora responsável (ainda não está confirmado se continuará sendo o IADES) e preencher toda a ficha eletrônica. A taxa do último edital foi de R$ 229,00.

continua depois da publicidade

Importante ressaltar que o candidato que tiver cônjuge de nacionalidade estrangeira não será inscrito de forma definitiva, mas condicional. Isso acontecerá porque tal categoria de candidato terá que obter autorização do Ministério das Relações Exteriores.

O mesmo procedimento será adotado em caso de inscrição de candidato que tiver cônjuge empregado de governo estrangeiro ou que dele receba comissão ou pensão.

Concurso Diplomata: requisitos

Os principais requisitos para a investidura no cargo de Terceiro-Secretário, da carreira oferecida no concurso Diplomata, são estes:

  • Ser brasileiro nato;
  • Estar no gozo dos direitos políticos;
  • Encontrar-se em dia com as obrigações do Serviço Militar, se do sexo masculino;
  • Estar quite com as obrigações eleitorais;
  • Possuir curso de graduação de nível superior concluído, desde que emitido por uma instituição de ensino credenciada pelo Ministério da Educação (MEC);
  • Caso o curso superior seja de instituição estrangeira, apresentar revalidação do diploma exigida pelo MECe;
  • Ter, no mínimo, 18 anos;
  • Obter aprovação em todas as provas do concurso; e
  • Apresentar aptidão física e mental para o exercício das atribuições.

Quanto ganha um Diplomata

A melhor referência de valor remuneratório para um Diplomata, sem dúvida alguma, é a do edital publicado há menos de um ano. Nele, os aprovados receberiam inicialmente R$ 20.926,98, como valor bruto. Portanto, os candidatos podem ficar tranquilos, pois é esperado valor maior do que esse.

Em troca, cumprem sua jornada realizando “atividades de natureza diplomática e consular, em seus aspectos específicos de representação, negociação, informação e proteção de interesses brasileiros no campo internacional”.

Como foram as provas do último concurso MRE Diplomata

O concurso público para Diplomatas de 2023 foi composto por três fases:

  • Prova objetiva (estilo CERTO ou ERRADO), eliminatória, com questões de Língua Portuguesa, Língua Inglesa, História do Brasil, História Mundial, Política Internacional, Geografia, Economia e Direito;
  • Provas escritas de Língua Portuguesa e Língua Inglesa, de caráter eliminatório e classificatório;
  • Provas escritas de História do Brasil, Geografia, Política Internacional, Economia, Direito, Língua Espanhola e Língua Francesa, de caráter eliminatório e classificatório.

A primeira prova foi aplicada nas 26 capitais dos estados da Federação, bem como no Distrito Federal, em dois períodos (matutino e vespertino). Já as duas fases subsequentes foram aplicadas somente nas capitais onde houve candidatos aprovados na fase anterior.

Desempates

O IADES adotou sete critérios essenciais para resolver as situações envolvendo empates na classificação final do concurso público. Foram eles:

  • Idade superior a 60 anos, até o último dia de inscrição no concurso;
  • Maior nota na prova de Língua Portuguesa da segunda fase;
  • Maior nota na prova de Língua Inglesa da segunda fase;
  • Maior nota na prova de História do Brasil da terceira fase;
  • Maior resultado na soma das notas das provas da terceira fase;
  • Maior idade; e
  • Exercício da função de jurado, conforme o art. 440 do Código de Processo Penal.

Concurso Diplomata: provas anteriores

A prova objetiva aplicada no último concurso Diplomata (2023) pode ser encontrada nos links a seguir:

Provas da primeira fase

Provas da segunda fase

Provas da terceira fase

Quantos anos para virar Diplomata?

Os editais do Ministério das Relações Exteriores não especificam o tempo necessário para “virar Diplomata”. Sabe-se, apenas, que os aprovados no concurso serão considerados habilitados para participar de todos os procedimentos seletivos internos do MRE, rumo à assunção plena da carreira, que é o posto de Embaixador.

Em primeiro lugar, o aprovado ingressará, como lembra o edital mais recente, em cargo da classe inicial da carreira de Diplomata, isto é, Terceiro-Secretário. Dando sequência à hierarquia do MRE, os Terceiros-Secretários passarão às carreiras de:

  • Segundo-Secretário;
  • Primeiro-Secretário;
  • Conselheiro;
  • Ministro de Segunda Classe; e, por fim,
  • Ministro de Primeira Classe (Embaixador).

O MRE informa ainda que:

O período de treinamento durante a carreira é intenso e contínuo, pois o Diplomata tem de ser capaz, entre outros, de bem representar o Brasil perante a comunidade de nações; colher as informações necessárias à formulação de nossa política externa; participar de reuniões internacionais e, nelas, negociar em nome do Brasil; assistir as missões no exterior de setores do governo e da sociedade; proteger os interesses de seus compatriotas; e promover a cultura e os valores de nosso povo. Você será preparado para tratar – tendo sempre como ponto de referência os interesses do país – de uma série de temas, que vão desde paz e segurança, normas de comércio e relações econômicas e financeiras até direitos humanos, meio ambiente, tráfico ilícito de drogas, fluxos migratórios, passando, naturalmente, por tudo que diga respeito ao fortalecimento dos laços de amizade e cooperação do Brasil com seus múltiplos parceiros externos.

Mais informações sobre todos os concursos de Diplomata

O Ministério das Relações Exteriores mantém uma página eletrônica completíssima sobre todos os editais do concurso para a diplomacia brasileira. Na seção chamada “Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata” (CACD) você encontra tudo o que é necessário para se preparar, tais como:

Sobre o Instituto Rio Branco

O Instituto Rio Branco (IRBr) é uma instituição que possui quase oito décadas de serviços prestados à nação brasileira (fez 79 anos no dia 18 de abril de 2024). Criada em 18 de abril de 1945, quando então se comemorava o centenário de nascimento do Barão do Rio Branco, patrono da diplomacia brasileira, é uma das primeiras academias diplomáticas do mundo, de acordo com dados próprios.

O IRBr possui uma missão de grande relevância para o interesse nacional, que é o “recrutamento, a formação e o aperfeiçoamento dos funcionários da carreira de diplomata do Ministério das Relações Exteriores do Brasil”.

O IRBr também foi criado para ser um centro de excelência em estudos sobre diplomacia e relações internacionais. Ao longo de suas quase oito décadas de existência, formou milhares de diplomatas brasileiros e centenas de diplomatas estrangeiros, tornando-se referência internacional como academia diplomática. A seleção para a carreira diplomática no Brasil, a cargo exclusivamente do Instituto, é um dos concursos públicos mais tradicionais do país, tendo-se realizado anualmente desde 1946.

Você também pode
gostar

Concursos em sua
cidade