Cidades-fantasma no Brasil: veja 5 municípios que foram abandonados

Existem no Brasil vários municípios que acabaram sendo abandonados e tornaram-se verdadeiros lugares fantasmas. Confira.

Você já assistiu a algum filme em que populações inteiras sumiram das cidades, transformando estes lugares em verdadeiras cidades-fantasma? Essas histórias também acontecem na vida real e em vários lugares do Brasil e do mundo, hoje existem lugares que foram abandonados.

A decadência de cada município transformou lugares inteiros em ruínas, deixando apenas alguns vestígios do que um dia foi chamado de civilização. Seja por motivos econômicos, políticos ou por falta de itens básicos como distribuição de energia e água.

Confira a lista de cidades abandonadas no Brasil

Cidades-fantasma no Brasil: veja 5 municípios que foram abandonados
Foto: Reprodução / Pixabay.

1 – Fordlândia (PA)

Situada no Pará, a cidade foi fundada por Henry Ford, criador da montadora automobilística Ford.

Em 1927 o empresário e o governo do estado concluíram um acordo que concedia o terreno para que fosse extraída a borracha, matéria-prima para fabricação dos pneus dos carros da marca.

Interessado em se tornar independente da importação do látex malasiano, Henry Ford fundou a cidade para suprir essa necessidade. No entanto, esqueceu-se de fazer um estudo mais detalhado do terreno, que logo depois viria ser descoberto como impróprio para o cultivo.

Mesmo com uma série de incentivos criados pelo governo do Pará, na intenção de fazer com que o projeto prosperasse, essa falha de cálculo fez com que o município tivesse apenas 18 anos de existência antes de ser abandonado.

2 – Igatu (BA)

A baiana Igatu está na Chapada Diamantina e, em seu auge, chegou a ter cerca de 10 mil habitantes. A fama da cidade se deu por conta da extração de diamantes, o que trouxe muita gente interessada até o local.

Abrigou ainda cassinos, bordéis e mansões, remontando ao estilo clássico do Velho-Oeste americano. Entretanto, ao assistir ao esgotamento das jazidas, os habitantes começaram a deixar o local.

Hoje em dia, a Machu Picchu brasileira – como é conhecida pelas suas construções de pedra – abriga cerca de 300 habitantes.

Há ainda pessoas que afirmam ver luzes na montanha e, também, nas ruas da cidade. Segundo os locais, essas luzes seriam as responsáveis por levar embora as pessoas da cidade.

3 – Cococi (CE)

Localizada no estado do Ceará, a cidade de Cococi foi fundada no século XVIII e hoje em dia conta com apenas duas famílias que dividem o cenário cheio de ruínas.

A história da cidade narra a presença de hotéis, cartório, praças e grandes mansões que abrigavam os coronéis do sertão nordestino.

Entretanto, Cococi deixou de ser uma cidade em 1979, devido a um desentendimento de uma das famílias com o governo militar, que não repassou verbas ao município, além da estiagem que assolou o lugar.

Uma lenda em torno da cidade conta que Cococi fora abandonada devido a uma maldição lançada por um padre que se sentiu desrespeitado após ter que rezar a missa duas vezes, devido a um atraso de uma família tradicional da região.

4 – Airão Velho (AM)

Este foi o primeiro povoado, fundado às margens do Rio Negro pelos europeus em 1694. Antes, padres viviam da caça e da pesca, até a chegada de uma linha de navegação, criada pelo Visconde de Mauá, no século XIX.

O povoado se transformou em cidade e seu auge chegou juntamente com o ciclo da borracha, em 1920.

Naquele tempo, foram construídas diversas casas luxuosas, que usavam materiais vindos da Europa. Hoje em dia, as ruínas dessas casas dividem espaço na paisagem com a floresta e a mata que invadiu tudo.

5 – São João Marcos (RJ)

Este município do Rio de Janeiro foi fundado em 1739 e em seu auge, que chegou junto com o ciclo do café, o local chegou a ter teatros, hospital, escolas e clubes.

Entretanto, este pedaço de terra localizado dentro da Mata Atlântica precisou ser desativado em1940, para a construção de uma barragem.

Hoje em dia a cidade abandonada se transformou em parque arqueológico, e suas ruínas dominam a paisagem local.

Leia também

você pode gostar também

Mal ou mau: qual a diferença? Veja exemplos

Uma das maiores dificuldades dos falantes da língua portuguesa é descobrir quando usar corretamente os termos mau ou mal. Para sanar esta dúvida de uma vez por todas, confira algumas dicas para exercitar as palavras.

Recebeu uma multa que não é sua? Veja o que fazer e como recorrer

Se você foi multado, mas a pena foi aplicada de forma equivocada ou indevida, é possível entrar com recurso e regularizar a situação.

Tire estes aparelhos da tomada para Economizar Energia

Economizar energia elétrica pode ser mais simples do que se pensa; veja quais eletrônicos devem ficar fora da tomada.

Por que os palitos de pirulito têm um pequeno furinho na ponta?

Sempre fez questão de aprimorar os seus conhecimentos e tem a curiosidade aguçada, concurseiro? Então, descubra para que serve o furinho na ponta dos palitos de pirulito.

Entenda de onde surgiu o “sentido horário” dos relógios

Você já se perguntou por que o relógio gira em sentido horário? Este é um padrão que vem de relógios de sol antigos. Leia e entenda a seguir.

Afinal, qual é a verdadeira diferença entre poema e poesia? Entenda aqui

Apesar de parecerem idênticos, o poema e a poesia possuem algumas diferenças vitais, e que são de conhecimento essencial no mundo literário.