INSS vai antecipar as perícias médicas por ligação; veja como será feito

O INSS anunciou que vai fazer ligação para os segurados que estão aguardando perícia médica para agilizar as análises.

Nesta segunda-feira (25/09), o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) vai começar a entrar em contato com os segurados que estão aguardando perícia médica. A ideia é agilizar as análises para concessão do auxílio-doença, oficialmente chamado de benefício por incapacidade temporária.

continua depois da publicidade

O anúncio foi feito pelo ministro da Previdência Social, Carlos Lupi, na última semana em entrevista ao Jornal Nacional. Segundo ele, o INSS fará ligações para solicitar o envio de laudo médico. Agora, o Instituto divulgou nota confirmando a informação e explicitando quais serão os números utilizados para realizar o procedimento.

Você pode conferir atualizações sobre outros benefícios na nossa aba de Notícias. Aproveite também para conferir o que já se sabe sobre o concurso INSS. Se você está estudando para seleções públicas, dê uma olhada na parte de Concursos Abertos e verifique o que há de disponível na sua região neste momento.

INSS vai ligar para os segurados

Ao Jornal Nacional, Carlos Lupi afirmou que o INSS entrará em contato com os segurados por meio de ligação e não é necessário ter medo de trote. “O 135 vai ligar pedindo que você apresente o seu atestado, porque não precisa ficar na fila esperando a perícia. É só atender o telefone e mandar o atestado”, disse.

continua depois da publicidade

O objetivo é fazer com que as pessoas que estão aguardando por perícia médica há mais de 45 dias possam adiantar o recebimento do auxílio-doença. Para isso, o próprio Instituto irá solicitar o envio de laudo médico comprovando a condição do segurado. Esse documento deverá ser enviado via Atestmed. De acordo com a nota do INSS, o número utilizado será:

  • (11) 2135-0135 para ligações telefônicas; e
  • 28041 para mensagem de texto (SMS),

Se você for contatado por meio desse telefone, pode atender com tranquilidade e seguir as instruções. É importante ressaltar que o Instituto não realiza ligações nem manda mensagens via WhatsApp. “Caso o cidadão fique em dúvida se deve atender a ligação ou ache que é vítima de golpe, basta fazer uma chamada gratuita para o número 135”, instrui o INSS.

continua depois da publicidade

Quais dados devem ser informados?

Em nota, o INSS afirma que não pedirá número de documentos, conta bancária, senhas ou fotos como comprovantes. Caso alguma dessas solicitações seja feita, você deve desligar o telefone e, se possível, denunciar o número que fez a ligação. Durante a ligação, o INSS deverá falar apenas sobre a perícia médica, visando:

  • Remarcar a consulta;
  • Antecipar o atendimento;
  • Informar sobre o seu pedido;
  • Informar sobre o envio de laudo médico.

“É o instituto que informa os dados. Se receber ligação solicitando suas informações ou foto de documento, fuja. É golpe!”, afirma o órgão.

Quem tem direito ao auxílio-doença?

O benefício por incapacidade temporária é pago aos trabalhadores que fazem recolhimento mensal para a Previdência Social. A solicitação pode ser feita pela Internet, utilizando a plataforma Meu INSS. Os interessados em obter esse pagamento devem cumprir os seguintes critérios:

continua depois da publicidade
  • Ter finalizado o período de carência (mínimo de 12 contribuições mensais);
  • Ter qualidade de segurado (estar ativo com as contribuições);
  • Comprovar incapacidade com possibilidade de recuperação.

Normalmente, esse último é feito por meio de perícia médica do INSS. No entanto, com a grande fila de espera, o órgão irá permitir o envio de laudo médico como prova para liberar o auxílio-doença. Atualmente, mais de um milhão de pedidos estão aguardando a análise há mais de dois meses. “Meu compromisso é, até dezembro, a gente estar todos na fila de 45 dias, que é o prazo legal”, pontuou Carlos Lupi.

Compartilhe essa notícia

Leia também

Concursos em sua
cidade