Lucro FGTS 2023: saiba quem terá direito aos rendimentos

O Lucro FGTS 2023 será distribuído pela Caixa Econômica Federal, mas nem todos os trabalhadores brasileiros têm direito aos rendimentos acumulados no ano anterior.

Em primeiro lugar, o Lucro FGTS é resultado dos juros acumulados recebidos pelo Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. Neste sentido, é redistribuído no final de um ano para os trabalhadores vinculados ao fundo, mas nem todos têm direito aos rendimentos.

Por via de regra, a Caixa Econômica Federal é a instituição financeira gestora, pagadora e administradora do FGTS. Sendo assim, também atende as competências e providências relativas ao Lucro FGTS anualmente. Saiba mais a seguir:

Como funciona o Lucro FGTS?

Antes de mais nada, o Lucro FGTS 2023 refere-se aos juros acumulados ao longo do exercício de 2022 do fundo. Desse modo, as quantias ficam armazenadas no fundo por conta dos valores emprestados por instituições brasileiras, com aplicação de juros.

Comumente, o dinheiro do FGTS parte de empresas que trabalham com empréstimos e investimento em projetos relativos à infraestrutura e saneamento. Além disso, o fundo possui vínculos com companhias de crédito e empresas de financiamento da casa própria.

No entanto, o lucro obtido nessa transação é posteriormente distribuído entre os trabalhadores. Porque os juros acumulados variam de acordo com fatores econômicos, a quantia acumulada no FGTS varia anualmente.

Portanto, é responsabilidade do Conselho Curador do FGTS determinar a porcentagem desse lucro que será repassada aos trabalhadores. No ano passado, por exemplo, a distribuição correspondeu a 99% do lucro obtido, criando um recorde na história desse procedimento.

A princípio, estima-se que a Caixa Econômica distribuiu os valores referentes a 2021 até dezembro do ano passado. Em números mais específicos, R$ 13,2 bilhões foram distribuídos para 107 milhões de trabalhadores com saldo em contas vinculadas ao fundo.

Quem tem direito aos rendimentos do Lucro FGTS 2023?

Como explicado anteriormente, o Lucro FGTS funciona como um mecanismo para proteger o dinheiro dos trabalhadores em relação à inflação e outros fatores econômicos. Por via de regra, há uma correção mensal nos rendimentos, com base na Taxa Referencial (TR).

Em 2022, os rendimentos do FGTS passaram pela porcentagem de 5,83% da Taxa Referencial, superando até mesmo a taxa de correção das poupanças. Como forma de corrigir as eventuais disparidades criadas por esses cálculos, o Lucro FGTS é distribuído aos trabalhadores brasileiros.

Mais especificamente, quem tem direito ao Lucro FGTS 2023 precisa estar com saldos ativos em suas contas durante o ano de acúmulo dos juros. No geral, a distribuição é calculada com base no saldo da conta no dia 31 de dezembro do ano anterior.

Em relação ao funcionamento, os valores são distribuídos com base em um índice. Para calcular uma estimativa do valor a ser recebido pode-se usar como referência os cálculos efetuados em 2022.

De acordo com a Caixa Econômica Federal, a cada R$ 100 de saldo no fundo, o trabalhador recebe R$ 2,72. Sendo assim, basta multiplicar o saldo por 0,272 para encontrar um valor aproximado.

A consulta do saldo do FGTS pode ser feita por meio do aplicativo, disponível para Android e iOS. Ademais, há a possibilidade de acessar o internet banking da Caixa ou o Caixa Tem, igualmente disponível Android e iOS.

Para acessar o saldo, basta informar o CPF e outras informações cadastrais, como senha ou data de aniversário. Caso seja o primeiro acesso, o cadastro poderá ser efetuado de forma gratuita e digital, através dos dados de identificação civil.

Por fim, os trabalhadores que não possuem acesso à internet podem buscar as agências da Caixa Econômica presencialmente em suas regiões.

Leia também

você pode gostar também

Benefício de R$ 1,2 mil é pago para ESTE grupo de trabalhadores

Uma iniciativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) garante a um grupo específico de trabalhadores um benefício de R$ 1,2 mil em parcela única. Saiba mais sobre o assunto.

Calendário Bolsa Família de Janeiro: veja todas as datas

O valor médio do Bolsa Família atualmente é de R$ 614,21; veja quem vai receber o pagamento nesta quinta-feira.

Aposentadoria INSS: veja quem terá as parcelas ainda nesta semana

Além da aposentadoria, o INSS também paga auxílio-doença e pensão aos segurados; confira o calendário de janeiro a seguir.

Prova de Vida: INSS terá 10 meses para provar que segurado está vivo

Saiu uma portaria que regulamenta os novos procedimentos necessários para realizar a prova de vida do INSS dos segurados.

Extrato da aposentadoria do INSS já pode ser consultado via app

Benefício recebeu reajuste, consequência da alta do salário mínimo, que passou a vigorar no começo de 2023.

Empresa é obrigada a pagar auxílio-creche para mães? Confira as regras

O auxílio-creche permite que mães tenham um lugar para deixar seus filhos enquanto trabalham. Contudo, muitos não sabem se a empresa é obrigada a pagar o auxílio às mulheres.