Bolsa Família terá 3 novas regras de inscrição em 2023; veja o que muda

Programa volta em nova edição, com critérios que tinham sido retirados na gestão anterior. Novidade também é o pagamento adicional para determinado grupo.

Com o retorno do Bolsa Família, o governo já programa algumas mudanças em critérios que foram abandonados durante a última gestão, quando o programa foi substituído pelo Auxílio Brasil. Na ocasião, a decisão do governo gerou também várias críticas nas áreas de saúde e educação.

O Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome é aguardado para uma reunião com o Ministério da Saúde e da Educação para discutir o Bolsa Família, que terá 3 novas regras de inscrição em 2023.

Durante a primeira edição do Bolsa Família, eram exigidos critérios de renda (o programa atendia famílias em situação de pobreza e extrema pobreza), além de outros que envolviam o bem-estar das crianças inscritas.

Bolsa Família: novas regras de inscrição

O Bolsa Família retorna como programa de governo para o ano de 2023, com a volta de regras de inscrição usadas na primeira vigência, em gestões passadas do governo presidencial do Partido dos Trabalhadores (PT).

Nesse sentido, além dos critérios de renda (o Bolsa Família atende pessoas em situação de pobreza e de extrema pobreza), o programa vai voltar a exigir comprovação de vacinação em dia e a assiduidade escolar da criança.

As novas regras de inscrição do Bolsa Família devem ser retomadas em breve. Entretanto, algumas regras de acesso continuam mantidas. O Bolsa Família continua a atender famílias vulneráveis, na linha de pobreza e de extrema pobreza.

Além disso, é necessário que as famílias estejam inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) e que tenham renda per capita mensal de até R$ 210 ou em situação de extrema pobreza, com renda de R$ 105 por pessoa. As famílias também precisam ter em sua composição gestantes, pessoas com menos de 21 anos e mães que estão amamentando.

Nesse sentido, o novo Bolsa Família deve retomar as seguintes regras de inscrição em 2023:

  • Será exigida a atualização da caderneta de vacinação de crianças, adolescentes e gestantes;
  • Manutenção da frequência escolar da criança de 60% (4 e 5 anos) e 75% de frequência para a faixa etária entre 6 anos e 21 anos incompletos;
  • Gestantes devem fazer o pré-natal.

Em busca de irregularidades

O governo anunciou que está em busca de famílias que possuem direito a receber o Bolsa Família, mas que atualmente se encontram fora do programa. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, o monitoramento será feito com foco em pessoas de todas as regiões, em parceria com os municípios.

A pasta também afirma que existem cerca de dez milhões de beneficiários em situação irregular. O pente-fino em busca dessas irregularidades visa excluir famílias que não precisariam do programa. Nesse sentido, o ministério aponta para o alto número de famílias formadas por uma só pessoa, que hoje chega a seis milhões.

A nova versão do Bolsa Família vai pagar um adicional de R$ 150 por criança de até 6 anos de idade na composição das famílias. O ministro da pasta, Wellington Dias (PT), afirmou que o valor será repassado a partir de março.

O pagamento do benefício teve início no último dia 18, contemplando os beneficiários com o final 1 do Número de Identificação Social (NIS), sem considerar o dígito. O cronograma segue até o dia 31 de janeiro, conforme a ordem abaixo:

  • NIS final 1: pagamento dia 18 de janeiro de 2023;
  • NIS final 2: pagamento dia 19 de janeiro de 2023;
  • NIS final 3: pagamento dia 20 de janeiro de 2023;
  • NIS final 4: pagamento dia 23 de janeiro de 2023;
  • NIS final 5: pagamento dia 24 de janeiro de 2023;
  • NIS final 6: pagamento dia 25 de janeiro de 2023;
  • NIS final 7: pagamento dia 26 de janeiro de 2023;
  • NIS final 8: pagamento dia 27 de janeiro de 2023;
  • NIS final 9: pagamento dia 30 de janeiro de 2023;
  • NIS final 0: pagamento dia 31 de janeiro de 2023.

Leia também

você pode gostar também

Abono PIS/Pasep 2023 começa a ser pago neste mês; veja quem recebe

O abono PIS/Pasep é um valor destinado aos trabalhadores da iniciativa privada e aos servidores públicos. Confira quem pode receber e quais são os valores de 2023.

Bolsa Família de fevereiro terá datas diferentes; confira o calendário

Pagamentos do Bolsa Família para o mês de fevereiro já possuem datas definidas. Programa repassa R$ 600 ao beneficiário.

Salário-família é pago para trabalhadores com filhos; veja as regras

O salário-família é um benefício pago pelo INSS. Para terem direito, os trabalhadores com filhos devem preencher os requisitos de acesso. Veja aqui quais são.

Auxílio Gás volta a ser pago neste mês; veja calendário completo

Pagamentos do Auxílio Gás para o mês de fevereiro começarão no dia 13. Milhões de pessoas deverão ser beneficiadas pelo programa.

Bolsa Família vai mudar em 2023? Veja quais são os planos do governo

O Bolsa Família é um programa governamental essencial para milhões de famílias do país. Com a volta do governo Lula, o benefício deve passar por algumas mudanças em 2023.

Nova Prova de Vida é regulamentada pelo INSS; veja como será o processo

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) deverá comprovar que cerca de 17 milhões de beneficiários continuam vivos, em 2023.