Bolsa Família 2023: regra antiga pode ser retomada neste ano; confira qual é

As recomendações da equipe técnica deverão ser avaliadas por Wellington Dias (PT), ministro escolhido por Lula para comandar a pasta de Desenvolvimento e Assistência Social.

O ano de 2023 trouxe novidades para os beneficiários do programa Auxílio Brasil, que voltará a se chamar Bolsa Família. Ao que tudo indica, haverá uma reestruturação nas regras para o recebimento do benefício. O governo também pretende atualizar o CadÚnico, no sentido de zerar a lista de espera.

Em linhas gerais, as mudanças visam corrigir distorções identificadas no ano passado. O grupo técnico de transição do Desenvolvimento Social também recomenda a fusão entre Bolsa Família e Auxílio Gás. Até porque ambos estão relacionados ao mesmo público-alvo: pessoas de baixa renda.

Saiba mais a seguir.

Bolsa Família poderá ter critério retomado neste ano

Conforme apurações do jornal Folha de S. Paulo, o grupo técnico de transição do Desenvolvimento Social sugeriu a reformulação do Auxílio Brasil, que se chamará Bolsa Família neste ano de 2023.

A ideia é de retomar um antigo critério usado nos anos anteriores: considerar o número de integrantes familiares na hora de calcular o valor do benefício. Com isso, o objetivo seria de corrigir irregularidades ocasionadas pelo pagamento de R$ 600 por família, que antes não considerava a quantidade de membros.

Vale lembrar que, ainda em 2022, o TCU divulgou um relatório informando sobre possíveis distorções relacionadas aos pagamentos das parcelas do Auxílio Brasil. Foram identificadas “divisões artificiais” dos cadastros, o que gerou aprovações indevidas de famílias no programa.

O que isso significa em termos práticos? Com o valor médio de R$ 600 por família (piso do programa), pessoas que moram sozinhas recebem a mesma quantia que mães com inúmeros filhos, por exemplo. Não há proporcionalidade e, dessa maneira, os técnicos querem corrigir o problema e retomar o critério de cálculo quanto ao número de integrantes familiares.

Além do mais, existe a intenção de “fundir” o Bolsa Família com o Auxílio Gás. Isso porque ambos os benefícios contemplam o mesmo público-alvo. A diferença é que o segundo benefício não contemplou em 2022 todas as pessoas de baixa renda que estão inscritas no CadÚnico.

Existia, na verdade, uma ordem de prioridade e somente cerca de 6 milhões de pessoas receberam o Auxílio Gás durante os meses em que ficou vigente em 2022. A ideia é de incorporar o benefício dentro das regras do Bolsa Família, no sentido de contemplar todos aqueles que possuem direito.

As recomendações da equipe técnica deverão ser avaliadas por Wellington Dias (PT), ministro escolhido por Lula para comandar a pasta de Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome.

Mudanças no Bolsa Família e próximo calendário

Inclusive, o ministro Wellington Dias informou que haverá uma atualização no Cadastro Único (CadÚnico) para aprimorar o mapeamento das pessoas em situação de vulnerabilidade social. Também existe a intenção de realizar uma busca ativa para identificar pessoas aptas a receberem o Bolsa Família, mas que não fazem jus ao benefício até então.

Vale lembrar que o valor de R$ 600 já consta em nova Medida Provisória do governo, que foi publicada recentemente em edição extra do Diário Oficial da União. O Auxílio Gás também foi confirmado no mesmo documento.

De qualquer maneira, enquanto novas regras não são confirmadas, é importante ficar ciente de quando sairá o próximo pagamento do Bolsa Família. As datas já foram confirmadas pelo governo e devem seguir a mesma lógica dos repasses anteriores: últimos 10 dias úteis de cada mês, considerando o NIS final dos beneficiários.

Confira o calendário de pagamentos referente a janeiro de 2023:

  • NIS com final 1: pagamento dia 18 de janeiro;
  • NIS com final 2: pagamento dia 19 de janeiro;
  • NIS com final 3: pagamento dia 20 de janeiro;
  • NIS com final 4: pagamento dia 23 de janeiro;
  • NIS com final 5: pagamento dia 24 de janeiro;
  • NIS com final 6: pagamento dia 25 de janeiro;
  • NIS com final 7: pagamento dia 26 de janeiro;
  • NIS com final 8: pagamento dia 27 de janeiro;
  • NIS com final 9: pagamento dia 30 de janeiro;
  • NIS com final 0: pagamento dia 31 de janeiro.

Leia também

você pode gostar também

Abono PIS/Pasep 2023 começa a ser pago neste mês; veja quem recebe

O abono PIS/Pasep é um valor destinado aos trabalhadores da iniciativa privada e aos servidores públicos. Confira quem pode receber e quais são os valores de 2023.

Bolsa Família de fevereiro terá datas diferentes; confira o calendário

Pagamentos do Bolsa Família para o mês de fevereiro já possuem datas definidas. Programa repassa R$ 600 ao beneficiário.

Salário-família é pago para trabalhadores com filhos; veja as regras

O salário-família é um benefício pago pelo INSS. Para terem direito, os trabalhadores com filhos devem preencher os requisitos de acesso. Veja aqui quais são.

Auxílio Gás volta a ser pago neste mês; veja calendário completo

Pagamentos do Auxílio Gás para o mês de fevereiro começarão no dia 13. Milhões de pessoas deverão ser beneficiadas pelo programa.

Bolsa Família vai mudar em 2023? Veja quais são os planos do governo

O Bolsa Família é um programa governamental essencial para milhões de famílias do país. Com a volta do governo Lula, o benefício deve passar por algumas mudanças em 2023.

Nova Prova de Vida é regulamentada pelo INSS; veja como será o processo

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) deverá comprovar que cerca de 17 milhões de beneficiários continuam vivos, em 2023.