Não fez o saque do abono PIS/Pasep em 2022? Saiba como reaver o valor

Trabalhadores que não realizaram a retirada no prazo estipulado ainda poderão solicitar os repasses. Descubra como e quando.

Quem perdeu o prazo para sacar o abono salarial PIS/Pasep pode entrar com recurso administrativo a partir do próximo dia 15 de fevereiro, quando começam os repasses do ano-base 2021. A data final para solicitar o pagamento referente a 2020 terminou na última quinta, 29, com repasses na faixa de R$ 101 a R$ 1,2 mil.

Corrigidos pelo novo salário-mínimo, os futuros valores estarão entre R$ 109 e R$ 1,3 mil para 23 milhões de pessoas aptas a sacar o abono referente a 2021/pago em 2023.

Já os trabalhadores que, por algum motivo, não retiraram o abono de 2020 no decorrer de 2022 poderão pedir o resgate fora do prazo regular – confira o passo a passo a seguir.

Como solicitar o abono salarial fora do prazo?

Quem não retira o abono PIS/Pasep no prazo solicitado não perde o valor disponível em conta. No caso do abono salarial de 2020, o saldo ficará disponível até dezembro de 2027, mas, como o prazo para retirada regular já foi encerrado, será necessário entrar com um recurso administrativo no Ministério do Trabalho e Previdência para ter acesso à retirada.

O órgão terá, então, trinta dias para analisar o pedido e, se for o caso, disponibilizar o valor de direito no mês seguinte ao da solicitação. Trabalhadores que entrarem com o requerimento no início do novo prazo, em fevereiro, já poderão ter acesso aos valores em março, por exemplo.

Via aplicativo ou pelo site

O app Carteira de Trabalho Digital está disponível para dispositivos Android e iOS e permite conferir informações sobre o abono e solicitar o saque.

Por e-mail

Para entrar com o recurso administrativo por e-mail, o trabalhador deve primeiramente informar a sigla do estado onde reside, seguindo este modelo de remetente: trabalho.uf@economia.gov. Exemplos:

  • trabalho.acre@economia.gov;
  • trabalho.alagoas@economia.gov;
  • trabalho.amazonas@economia.gov e assim por diante.

Em ligação telefônica

Para solicitar o pagamento do abono salarial esquecido, também é possível recorrer à Central Alô Trabalho – 158, com atendimentos das 7h e às 19h.

Presencialmente

Por fim, quem preferir pode comparecer pessoalmente a um posto de atendimento do Ministério do Trabalho e Previdência para formular o recurso administrativo de reenvio do abono salarial.

Os atendimentos são realizados nas chamadas superintendências e gerências regionais do Trabalho e Emprego (SRTE e GRTE), além das agências do Sistema Nacional do Emprego (Sine) espalhadas pelo país.

Saiba mais

Os três requisitos para ter direito ao abono salarial permanecem os mesmos: estar inscrito no PIS/Pasep ou CNIs por, no mínimo, cinco anos, ter trabalhado de carteira assinada por pelo menos trinta dias no decorrer do ano-base solicitado e ter recebido média de dois salários durante aquele período.

Como de praxe, os repasses são feitos pela Caixa Econômica Federal (PIS/iniciativa provada) e pelo Banco do Brasil (Pasep/serviço público).

Leia também

você pode gostar também

Abono PIS/Pasep 2023 começa a ser pago neste mês; veja quem recebe

O abono PIS/Pasep é um valor destinado aos trabalhadores da iniciativa privada e aos servidores públicos. Confira quem pode receber e quais são os valores de 2023.

Bolsa Família de fevereiro terá datas diferentes; confira o calendário

Pagamentos do Bolsa Família para o mês de fevereiro já possuem datas definidas. Programa repassa R$ 600 ao beneficiário.

Salário-família é pago para trabalhadores com filhos; veja as regras

O salário-família é um benefício pago pelo INSS. Para terem direito, os trabalhadores com filhos devem preencher os requisitos de acesso. Veja aqui quais são.

Auxílio Gás volta a ser pago neste mês; veja calendário completo

Pagamentos do Auxílio Gás para o mês de fevereiro começarão no dia 13. Milhões de pessoas deverão ser beneficiadas pelo programa.

Bolsa Família vai mudar em 2023? Veja quais são os planos do governo

O Bolsa Família é um programa governamental essencial para milhões de famílias do país. Com a volta do governo Lula, o benefício deve passar por algumas mudanças em 2023.

Nova Prova de Vida é regulamentada pelo INSS; veja como será o processo

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) deverá comprovar que cerca de 17 milhões de beneficiários continuam vivos, em 2023.