Quem tem doença grave pode ter direito a benefícios do INSS

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) assegura o pagamento de alguns benefícios para pessoas com doenças graves desde que cumpridos os requisitos estabelecidos. Leia e entenda como funciona.

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) garante aos trabalhadores que ficaram incapacitados para realizarem suas atividades, devido a doenças graves, o pagamento de alguns benefícios. No entanto, o pagamento assistencial feito pelo INSS depende da duração da incapacidade do trabalhador.

Em suma, se a incapacidade gerada pela doença for permanente, o beneficiário deverá passar por uma avaliação do instituto a cada dois anos para comprovar a invalidez para continuar recebendo. Veja a seguir quais são os benefícios conferidos e quais são as doenças que dão direito à concessão do auxílio.

Quais são os benefícios pagos pelo INSS em caso de doença grave?

Em casos de doença grave do trabalhador que gere a sua incapacidade para o trabalho, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), garante a essas pessoas o pagamento dos seguintes benefícios:

É essencial deixar claro que para ter direito ao recebimento de ambos benefícios mencionados, é preciso ter contribuído com o INSS por no mínimo 12 meses.

Além disso, não é possível solicitar os benefícios quando se tratar de uma doença pré-existente. Isso porque, é necessário a comprovação de que a pessoa portadora da enfermidade grave foi impedida de trabalhar por esse motivo.

Com efeito, o valor médio é calculado com base nas últimas 12 contribuições feitas pelo beneficiário. Atualmente, o menor valor pago é de um salário mínimo, e o máximo segue o teto do INSS, sendo de R$ 7.087,22.

Vale destacar que caso fique provado que o trabalhador já se recuperou e continua recebendo o auxílio-doença ou a aposentadoria por invalidez, o instituto poderá ingressar com uma ação contra o beneficiário para exigir que o valor pago seja devolvido.

No caso de portadores de deficiência de qualquer idade, o Benefício de Prestação Continuada (BPC) está disponível para as pessoas que atendem aos critérios de elegibilidade e que não conseguiram comprovar ao INSS, ou que não efetuaram contribuições, mas possuem doenças que os impedem de trabalhar.

Quais são as doenças abrangidas pelos benefícios?

O Ministério da Saúde juntamente com a pasta do Trabalho e Previdência Social, apresentou uma lista de doenças que dão direito ao recebimento do auxílio-doença e aposentadoria por invalidez, sendo elas:

  • Tuberculose ativa;
  • Hanseníase;
  • Alienação mental; Esclerose múltipla;
  • Hepatopatia grave;
  • Neoplasia maligna (cânceres);
  • Cegueira;
  • Paralisia irreversível e incapacitante;
  • Cardiopatia grave;
  • Doença de Parkinson;
  • Espondiloartrose anquilosante;
  • Nefropatia grave;
  • Estado avançado da Osteíte deformante (doença de Paget);
  • Síndrome da imunodeficiência adquirida (Aids);
  • Contaminação por radiação, desde que comprovada por equipe médica especializada.

Saque do FGTS

Por fim, também é garantido aos trabalhadores impedidos de trabalhar em razão de terem sido acometidos por uma doença grave o saque do Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS). No entanto, é necessário passar por uma análise pela perícia após 30 dias úteis, para que haja a liberação do valor.

É possível solicitar os valores através do aplicativo do FGTS ou em agência da Caixa. Ao fazer isso, o interessado deve ter em mãos os documentos de identificação e comprovação de atividade laboral; exames médicos e o formulário de “Relatório Médico de Doenças Graves para Solicitação de Saque do FGTS”.

Leia também

você pode gostar também

Calendário INSS inicia pagamentos para quem recebe acima de R$ 1.302

O calendário INSS para beneficiários que recebem valores acima de um salário mínimo já começou a ser pago. Confira as datas oficiais.

Caixa libera saque FGTS de até R$ 6,2 mil para ESTAS pessoas

A modalidade especial do saque FGTS que prevê o pagamento de até R$ 6,2 mil atende a um grupo específico. Além disso, possui critérios de elegibilidade para liberação dos valores vinculados ao fundo.

Projeto prevê bolsas de estudo para crianças e adolescentes

O Projeto de Lei Complementar em tramitação na Câmara dos Deputados pretende distribuir bolsas de estudo para crianças e adolescentes, mas existem regras específicas para o acesso.

Acompanhantes de PcD têm direito a desconto em passagens aéreas

Por enquanto, as pessoas com deficiência que não podem viajar sem acompanhante ainda dependem das decisões das empresas aéreas para os descontos nas passagens; veja detalhes.

Seguro-desemprego tem valores atualizados em 2023; saiba como pedir

Com o novo salário mínimo, os valores do seguro-desemprego foram atualizados para 2023. Veja aqui quais são eles e como pedir o benefício.

Aposentados do INSS têm direito a adicional de 25%; saiba em qual caso

Determinado grupo de aposentados do INSS tem direito a receber mensalmente o adicional de 25%. Saiba aqui se você tem esse direito e como solicitar.