BPC: Jovem Aprendiz pode receber o benefício de 1 salário mínimo?

O recebimento do BPC depende da adequação do interessado aos requisitos do programa, inclusive para quem é Jovem Aprendiz.

O governo federal paga o Benefício de Prestação Continuada (BPC) para pessoas com deficiência (PcD) em diferentes faixas etárias. Para ter acesso ao repasse, é necessário cumprir todos os requisitos do programa. Na matéria abaixo você irá descobrir se Jovem Aprendiz tem direito ao BPC.

É importante ressaltar que esse pagamento equivale a um salário mínimo vigente. Em 2022, as parcelas transferidas foram de R$ 1.212 por mês. A gestão do benefício é feita pelo Ministério da Cidadania (MC) e a operacionalização acontece por meio do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Jovem Aprendiz pode receber o BPC?

Oficialmente, quem é Jovem Aprendiz tem direito ao BPC desde que cumpra as regras do programa. Para ter acesso aos pagamentos é preciso ser idoso de 65 anos ou PcD em qualquer idade. Como o Jovem Aprendiz não se encaixa na primeira categoria, obrigatoriamente precisa comprovar deficiência física, mental, intelectual ou sensorial.

Essa deve ter efeitos a longo prazo, “que impossibilite de participar de forma plena e efetiva na sociedade, em igualdade de condições com as demais pessoas”, informa o MC. Além disso, também é necessário:

  • Estar inscrito no CadÚnico, com as informações atualizadas;
  • Ter renda familiar mensal de até 1/4 do salário mínimo por pessoa.

De acordo com o art. 20, § 9° da Lei 8.742 “os rendimentos decorrentes de estágio supervisionado e de aprendizagem não serão computados para os fins de cálculo da renda familiar per capita”. Ou seja, o pagamento do Jovem Aprendiz não interfere nos repasses do BPC e eles podem acontecer ao mesmo tempo.

Entretanto, as regras do programa informam que esse benefício não pode ser acumulado junto a outro auxílio da Seguridade Social. Desse modo, quem tem acesso a pensão, pensões especiais e seguro-desemprego fica sem o BPC. A única exceção é para pagamentos de assistência médica.

O que fazer para obter o BPC?

Você já sabe que Jovem Aprendiz tem direito ao BPC se cumprir todos os requisitos. Caso você seja essa pessoa, o próximo passo é fazer a solicitação do benefício por meio do portal Meu INSS. Basta seguir o passo a passo abaixo:

  1. Faça login na plataforma com CPF e senha;
  2. Clique no botão “Novo Pedido”;
  3. Informe o benefício desejado na área de pesquisa;
  4. Selecione o BPC na lista de auxílios;
  5. Leia e siga as demais orientações da plataforma.

Também é possível fazer a solicitação dos pagamentos por meio da central de atendimento do INSS, discando 135. Vale pontuar que o BPC não é vitalício e, caso o beneficiário deixe de cumprir os critérios, o pagamento é cessado. Em determinados casos, pode ser trocado pelo auxílio-inclusão.

Leia também

você pode gostar também

Benefício de R$ 1,2 mil é pago para ESTE grupo de trabalhadores

Uma iniciativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) garante a um grupo específico de trabalhadores um benefício de R$ 1,2 mil em parcela única. Saiba mais sobre o assunto.

Calendário Bolsa Família de Janeiro: veja todas as datas

O valor médio do Bolsa Família atualmente é de R$ 614,21; veja quem vai receber o pagamento nesta quinta-feira.

Aposentadoria INSS: veja quem terá as parcelas ainda nesta semana

Além da aposentadoria, o INSS também paga auxílio-doença e pensão aos segurados; confira o calendário de janeiro a seguir.

Prova de Vida: INSS terá 10 meses para provar que segurado está vivo

Saiu uma portaria que regulamenta os novos procedimentos necessários para realizar a prova de vida do INSS dos segurados.

Extrato da aposentadoria do INSS já pode ser consultado via app

Benefício recebeu reajuste, consequência da alta do salário mínimo, que passou a vigorar no começo de 2023.

Empresa é obrigada a pagar auxílio-creche para mães? Confira as regras

O auxílio-creche permite que mães tenham um lugar para deixar seus filhos enquanto trabalham. Contudo, muitos não sabem se a empresa é obrigada a pagar o auxílio às mulheres.