Novo Bolsa Família: saiba como fazer o cadastro para receber R$ 600 em 2023

Para garantir o seu direito em receber o Bolsa Família no próximo ano é importante estar atento às regras estabelecidas pelo programa. 

O programa assistencial do Bolsa Família irá retornar no próximo ano. O Orçamento de 2023 já foi aprovado pelo plenário e aguarda a sanção presidencial. Dentre vários pontos do documento ficou estabelecido a manutenção do valor de R$ 600 que é pago atualmente pelo Auxílio Brasil, além do adicional de R$ 150 para as famílias que tenham no seio familiar crianças de até 6 anos de idade.

O Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) é a inscrição exigida para garantir a inclusão de famílias de baixa renda em diversos benefícios do governo como a Tarifa Social de Energia Elétrica; o Benefício de Prestação Continuada (BPC); o Auxílio Brasil, entre outros.

Em suma, a inscrição no CadÚnico reúne todas as informações da população que vive em situação de vulnerabilidade social. O Ministério da Cidadania faz a seleção, de forma automática, das pessoas que atendem aos critérios de elegibilidade estabelecidos pelo programa.

Dentre outras regras, exige-se que para o recebimento do benefício às famílias possuam uma renda mensal familiar de até R$ 105 ou entre R$ 105,01 até R$ 120. Veja a seguir quem pode e como se inscrever no CadÚnico.

Quem pode se inscrever no Cadastro Único para Programas do Governo Federal (CadÚnico)?

Atualmente, aproximadamente 21 milhões de pessoas recebem o benefício do Auxílio Brasil, que em 2023 será substituído pelo Bolsa Família. No entanto, para ter acesso ao Bolsa Família, às pessoas devem estar inscritas no CadÚnico, porém, somente podem se cadastrar:

  • As famílias com renda mensal de até meio salário mínimo por membro;
  • As famílias que possuam renda mensal total de até 3 salários mínimos;
  • As famílias que tenham renda mensal superior a 3 salários mínimos, desde que o cadastramento esteja ligado à inclusão em programas sociais nas três esferas do Governo Federal;
  • Pessoas que moram sozinhas;
  • Pessoas que vivem em situação de rua, sendo sozinhas ou com sua família.

Como se inscrever no CadÚnico?

Por fim, no mês de março deste ano, foi criado o aplicativo CadÚnico. O Ministério da Cidadania liberou o pré-cadastro de forma online para agilizar o procedimento e possibilitar que as famílias que ainda não estejam inscritas efetuem o seu cadastro.

No entanto, o restante do procedimento de cadastramento segue sendo presencial. Dessa forma, ainda é preciso o comparecimento em um posto de atendimento do Cadastro Único e do Programa Bolsa Família das prefeituras ou no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) da cidade em que a pessoa reside.

Contudo, é importante deixar claro que esse processo de cadastramento deve ser realizado pelo Responsável Familiar (RF). Desse modo, para as famílias que desejam se inscrever no CadÚnico e receberem as parcelas de R$ 600 em 2023, referente ao Bolsa Família, basta seguir o passo a passo:

  • Fazer o download do aplicativo do CadÚnico que está disponível nas versões Android e iOS;
  • Efetuar o pré-cadastro na plataforma;
  • Reunir os documentos de identificação de todos os membros da família como: certidão de nascimento, CPF, RG, Carteira de Trabalho, Título de Eleitor, entre outros;
  • No prazo de até 120 dias após o preenchimento do pré-cadastro levar toda a documentação no Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) ou em um centro de atendimento do CadÚnico, onde será realizada uma entrevista;
  • Posteriormente, o sistema irá verificar as informações e criar um Número de Identificação Social (NIS) para a família em até 48 horas.

Leia também

você pode gostar também

Calendário do INSS: aposentadoria é depositada para mais um grupo

Nesta sexta-feira, o INSS também paga o benefício a pensionistas e a trabalhadores que recebem o auxílio-doença; veja o calendário de janeiro.

Como saber quanto vou receber de Abono PIS/Pasep? Saiba calcular

Com a chegada de 2023, muitos trabalhadores passam a aguardar pela liberação dos valores do abono PIS/Pasep. Saber quanto irá receber é essencial para se organizar durante os envios.

Desempregados podem ter acesso a transporte público gratuito

Projeto de Lei está tramitando na Câmara dos Deputados. Caso seja aprovado, população de baixa renda e desempregados podem ter acesso a transporte público gratuito.

CadÚnico dá direito à isenção em concurso público? Entenda as regras

Pagar a taxa de inscrição para participar de concursos públicos pode desestruturar as finanças de muitas pessoas; veja se o cadastro no banco de dados do governo ajuda.

Auxílio Gás terá sua primeira parcela de 2023 em fevereiro; confira o valor

O pagamento do Auxílio Gás, benefício destinado às famílias de baixa renda, ocorre a cada dois meses. A primeira parcela deste ano será paga em fevereiro.

Benefício de R$ 1,2 mil é pago para ESTE grupo de trabalhadores

Uma iniciativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) garante a um grupo específico de trabalhadores um benefício de R$ 1,2 mil em parcela única. Saiba mais sobre o assunto.