CadÚnico será diferente a partir de 2023; confira novas regras previstas

As novas regras previstas para o CadÚnico em 2023 estão relacionadas ao reajuste do salário mínimo para o ano que vem. Entenda.

Famílias inscritas no Cadastro Único e que desejam ser beneficiárias de programas sociais no ano que vem devem ficar atentas. É que a partir de 2023, o CadÚnico será diferente. Com o aumento do salário mínimo para R$ 1.302 a partir de 1º de janeiro do ano que vem, as regras relacionadas ao limite da renda mensal familiar para a concessão de benefícios irão mudar.

O reajuste do salário mínimo para o ano que vem foi divulgado recentemente por meio de Medida Provisória (MP) nº 1.143/22 editada pelo presidente Jair Bolsonaro (PL). O valor de R$ 1.302 já está em vigor. Mas, como se trata de MP, o texto ainda terá que ser analisado pela Câmara dos Deputados e pelo Senado Federal.

Caso o novo valor do mínimo seja confirmado pelo Congresso Nacional, os benefícios e serviços que adotam o piso nacional como referência serão reajustados e terão novas regras a partir de 2023. Um deles é o CadÚnico.

As novas regras previstas para o CadÚnico em 2023

O Cadastro Único para Programas Socais (CadÚnico) é um banco de dados que reúne informações sobre as famílias brasileiras que estão em situação de pobreza e extrema pobreza. Assim, para se inscrever no CadÚnico é preciso cumprir regras relacionadas a renda mensal.

Hoje, para se inscrever, as famílias devem ter renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa (R$ 606), ou renda mensal familiar total de até três salários mínimos (R$ 3.606), ou renda acima de três salários mínimos (R$ 3.606), desde que o cadastramento esteja vinculado a programas sociais no governo federal, estado e município. Esses são os valores baseados no salário mínimo vigente de R$ 1.212.

Mas, caso o aumento do salário mínimo para 1.302 seja confirmado pelo Congresso Nacional, o limite da renda mensal exigido para a inscrição no CadÚnico também irá aumentar. Confira a seguir as novas regras previstas:

  • Renda mensal de até meio salário mínimo: de R$ 606 para R$ 651;
  • Renda mensal familiar total de até três salários mínimos: de R$ 3.606 para R$ 3.906;
  • Renda acima de até três salários mínimos: de R$ 3.606 para R$ 3.906.

Essa última regra somente é válida para cadastramento vinculado a programas sociais do governo federal, estado e município.

Por que se inscrever no CadÚnico?

A partir das informações contidas no CadÚnico, o governo federal, estados e municípios criam políticas públicas para atender as famílias que estão em situação de pobreza ou extrema pobreza. O objetivo é melhorar as condições de vida dessas famílias.

Além disso, com essas informações, os entes federativos selecionam famílias que serão beneficiadas por programas e benefícios sociais, como o Auxílio Brasil, vale-gás, a Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE), Programa Casa Verde Amarela, ID Jovem, entre outros. Inclusive, é por esse motivo que o CadÚnico hoje é considerado a porta de entrada para diversos benefícios sociais.

Leia também

você pode gostar também

Governo vai realizar pente-fino no Bolsa Família

O pente-fino do Bolsa Família é uma manobra do novo governo para incluir novos grupos necessitados no sistema de pagamentos do benefício social.

Saque-aniversário FGTS já está liberado para novo grupo

Com o início de mais um mês, os trabalhadores que optarem pela modalidade do Saque-Aniversário devem ficar atentos aos prazos de liberação e novos grupos considerados elegíveis.

BPC tem critério de renda: veja como calcular e saber se você tem direito

O Benefício de Prestação Continuada é um programa assistencial da Previdência Social. No entanto, existem critérios de renda que os brasileiros devem atender para ter direito aos pagamentos mensais.

Consulta do abono PIS/Pasep será liberada na próxima semana

Os beneficiários do abono PIS/Pasep devem ficar atentos ao cronograma do benefício, que será liberado para consulta na próxima semana.

Como consultar o Auxílio Gás de fevereiro? Veja se você tem direito

O Auxílio Gás dos Brasileiros é um programa de transferência de renda para atender os brasileiros de baixa renda. A consulta está disponível para os beneficiários que tem direito aos pagamentos de fevereiro.

Inscrição no CadÚnico dá acesso a 15 benefícios federais; veja quais são

A inscrição no CadÚnico é essencial para garantir alguns benefícios do Governo Federal. Confira quais são eles.