Estes trabalhadores não terão direito ao Abono PIS/Pasep em 2023

Para receber o abono PIS/Pasep em 2023, os trabalhadores precisam cumprir as regras de concessão do benefício. Caso isso não ocorra, eles deixam de receber o abono.

O abono PIS/Pasep é um benefício, no valor de até um salário mínimo, pago anualmente, destinado aos trabalhadores da iniciativa privada e servidores públicos. Para esse público ter direito a receber o abono salarial, é preciso que ele cumpra as regras de concessão. Caso isso não ocorra, ele não terá direito a sacar o valor do benefício. Veja, a seguir, quais trabalhadores não terão direito ao abono PIS/Pasep em 2023.

Trabalhadores que não terão direito ao Abono PIS/Pasep em 2023?

Os trabalhadores que não terão direito ao abono PIS/Pasep em 2023 são aqueles que não estão dentro das regras de concessão do benefício, ou seja, trabalhadores que:

  • Não estão inscritos no PIS/Pasep há pelo menos 5 anos;
  • Não receberam remuneração mensal de até dois salários mínimos durante o ano-base, qual seja, 2021;
  • Não trabalharam por pelo menos 30 dias, consecutivos ou não, durante o ano-base (2021);
  • Não tiveram seus dados informados – corretamente – pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) ou no e-Social.

Além desses trabalhadores, não terão direito ao abono PIS/Pasep em 2023, os empregados domésticos. Isso porque, a Lei Complementar nº 150/2015 (Lei dos Empregados Domésticos) não prevê o pagamento de abono PIS a esses trabalhadores.

Qual será o valor do abono PIS/Pasep em 2023?

Recentemente, o Congresso Nacional aprovou o Orçamento de 2023. Nele, está previsto o salário mínimo de R$ 1.320 para o ano que vem, valor maior do que os R$ 1.302 indicado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL). Agora, o texto segue para a sanção presidencial.

Caso o novo valor do salário mínimo seja sancionado, os trabalhadores da iniciativa privada e servidores públicos que têm direito a receber o abono PIS/Pasep em 2023 poderão receber o valor de até R$ 1.320. Isso porque, o valor do benefício tem como base o piso nacional.

O valor a ser recebido varia conforme o número de meses trabalhados durante o ano-base, que, nesse caso, é 2021. Assim, em 2023, os trabalhadores poderão receber os seguintes valores:

  • 1 mês trabalhado em 2021: abono salarial de R$ 110;
  • 2 meses trabalhadores em 2021: abono salarial de R$ 220;
  • 3 meses trabalhadores em 2021: abono salarial de R$ 330;
  • 4 meses trabalhadores em 2021: abono salarial de R$ 440;
  • 5 meses trabalhadores em 2021: abono salarial de R$ 550;
  • 6 meses trabalhadores em 2021: abono salarial de R$ 660;
  • 7 meses trabalhadores em 2021: abono salarial de R$ 770;
  • 8 meses trabalhadores em 2021: abono salarial de R$ 880;
  • 9 meses trabalhadores em 2021: abono salarial de R$ 990;
  • 10 meses trabalhadores em 2021: abono salarial de R$ 1.100;
  • 11 meses trabalhadores em 2021: abono salarial de R$ 1.210;
  • 12 meses trabalhadores em 2021: abono salarial de R$ 1.320.

Quando o abono PIS/Pasep será pago em 2023?

O Conselho do Fundo de Amparo do Trabalhador (Codefat) aprovou, recentemente, o calendário de pagamento do abono PIS/Pasep de 2023. O pagamento terá início no dia 15 de fevereiro e terá prazo máximo para saque dia 28 de dezembro do que ano que vem. Veja a seguir todas as datas:

Calendário de pagamento do PIS 2023

  • Nascidos em janeiro: pagamento será em 15 de fevereiro;
  • Nascidos em fevereiro: pagamento será em 15 de fevereiro;
  • Nascidos em março: pagamento será em 15 de março;
  • Nascidos em abril: pagamento será em 15 de março;
  • Nascidos em maio: pagamento será em 17 de abril;
  • Nascidos em junho: pagamento será em 17 de abril;
  • Nascidos em julho: pagamento será em 15 de maio;
  • Nascidos em agosto: pagamento será em 15 de maio;
  • Nascidos em setembro: pagamento será em 15 de junho;
  • Nascidos em outubro: pagamento será em 15 de junho;
  • Nascidos em novembro: pagamento será em 17 de julho;
  • Nascidos em dezembro: pagamento será em 17 de julho.

Para os trabalhadores da iniciativa privada, o pagamento será feito na Caixa Econômica Federal.

Calendário de pagamento do Pasep 2023

  • Final de inscrição do Pasep 0: pagamento será em 15 de fevereiro;
  • Final de inscrição do Pasep 1: pagamento será em 15 de março;
  • Final de inscrição do Pasep 2: pagamento será em 17 de abril;
  • Final de inscrição do Pasep 3: pagamento será em 17 de abril;
  • Final de inscrição do Pasep 4: pagamento será em 15 de maio;
  • Final de inscrição do Pasep 5: pagamento será em 15 de maio;
  • Final de inscrição do Pasep 6: pagamento será em 15 de junho;
  • Final de inscrição do Pasep 7: pagamento será em 15 de junho;
  • Final de inscrição do Pasep 8: pagamento será em 17 de julho;
  • Final de inscrição do Pasep 9: pagamento será em 17 de julho.

Para os servidores públicos, o pagamento será feito no Banco do Brasil.

Leia também

você pode gostar também

Benefício de R$ 1,2 mil é pago para ESTE grupo de trabalhadores

Uma iniciativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) garante a um grupo específico de trabalhadores um benefício de R$ 1,2 mil em parcela única. Saiba mais sobre o assunto.

Calendário Bolsa Família de Janeiro: veja todas as datas

O valor médio do Bolsa Família atualmente é de R$ 614,21; veja quem vai receber o pagamento nesta quinta-feira.

Aposentadoria INSS: veja quem terá as parcelas ainda nesta semana

Além da aposentadoria, o INSS também paga auxílio-doença e pensão aos segurados; confira o calendário de janeiro a seguir.

Prova de Vida: INSS terá 10 meses para provar que segurado está vivo

Saiu uma portaria que regulamenta os novos procedimentos necessários para realizar a prova de vida do INSS dos segurados.

Extrato da aposentadoria do INSS já pode ser consultado via app

Benefício recebeu reajuste, consequência da alta do salário mínimo, que passou a vigorar no começo de 2023.

Empresa é obrigada a pagar auxílio-creche para mães? Confira as regras

O auxílio-creche permite que mães tenham um lugar para deixar seus filhos enquanto trabalham. Contudo, muitos não sabem se a empresa é obrigada a pagar o auxílio às mulheres.