Confira quais benefícios podem ser acumulados com o BPC de R$ 1,2 mil

Para ter acesso ao BPC é preciso conhecer suas regras para evitar problemas no recebimento do benefício. Leia e entenda.

O Benefício de Prestação Continuada (BPC) assim como outros amparos assistenciais possui critérios próprios de elegibilidade que dão direito à concessão do benefício. O BPC é coordenado pelo Ministério da Cidadania e operacionalizado pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que é o órgão responsável por garantir o pagamento do BPC às pessoas que atendam às regras do programa.

Além disso, o BPC é um benefício assegurado pela Constituição Federal da República de 1988, assim como garantido pela proteção social não contributiva da Seguridade Social e regulamentado pela Lei Orgânica da Assistência Social – LOAS (Lei nº 8.742/1993), e pelo Decreto nº 6.214/2007.

Em suma, é importante conhecer com quais benefícios o BPC pode e não pode ser acumulado para evitar a perda do seu direito. Diante disso, separamos alguns esclarecimentos para vocês. Veja a seguir quais benefícios podem ser recebidos em conjunto com o BPC e suas regras.

Quais benefícios podem ser acumulados com o Benefício de Prestação Continuada (BPC)?

O Benefício de Prestação Continuada (BPC) paga a cada um dos beneficiários o valor mensal de um salário mínimo vigente, sendo até a presente data R$ 1.212,00. Além dos critérios de elegibilidade, o BPC somente pode ser recebido conjuntamente com os seguintes benefícios:

  • Pensões especiais de natureza indenizatória;
  • Valores relativos à assistência médica;
  • Remuneração do contrato de aprendizagem.

Vale destacar que, dentre vários direitos, às pensões especiais de cunho indenizatório podem ser classificadas como o “auxílio-acidente”, por exemplo. Nesse caso, a pensão especial é configurada quando um segurado do INSS sofre um acidente e, com isso, apresenta danos que podem ser irreparáveis e insuscetíveis de cura, sejam eles físicos, mentais e emocionais que garantem o direito de amparo por meio do benefício previdenciário.

Desse modo, os três benefícios citados podem ser recebidos em conjunto com o BPC. Assim, eles são pagos mensalmente aos segurados sem substituir o outro salário.

Além disso, é importante deixar claro que o BPC não é uma nova espécie de pensão ou aposentadoria, e portanto, ele não dá direito ao recebimento do 13º salário. Ainda, ele também não pode ser acumulado com outro benefício de outro regime ou com benefícios da Seguridade Social como o seguro-desemprego e a aposentadoria.

Quais são as regras gerais para o recebimento do BPC?

O Benefício de Prestação Continuada (BPC) que dá direito ao recebimento mensal de um salário mínimo, é concedido às pessoas idosas que tenham idade igual ou superior a 65 anos e às pessoas que são portadoras de deficiências de qualquer idade, desde que sejam atendidas as regras estabelecidas para a concessão do benefício.

Dessa forma, o Benefício de Prestação Continuada (BPC) é pago às pessoas que se enquadram nos seguintes critérios:

  • Ser brasileiro nato ou naturalizado;
  • Ter renda mensal familiar igual ou menor que ¼ do salário mínimo;
  • Ser idoso com idade igual ou maior que 65 anos;
  • Ser portador de deficiência com qualquer idade;
  • Ter sua inscrição atualizada no Cadastro Único Para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico);
  • Ter o CPF em situação regular.

Por fim, para realizar a consulta do BPC, basta acessar o site ou aplicativo “Meu INSS” (Android ou iOS) ou discar para o número 135. 

Leia também

você pode gostar também

Benefício de R$ 1,2 mil é pago para ESTE grupo de trabalhadores

Uma iniciativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) garante a um grupo específico de trabalhadores um benefício de R$ 1,2 mil em parcela única. Saiba mais sobre o assunto.

Calendário Bolsa Família de Janeiro: veja todas as datas

O valor médio do Bolsa Família atualmente é de R$ 614,21; veja quem vai receber o pagamento nesta quinta-feira.

Aposentadoria INSS: veja quem terá as parcelas ainda nesta semana

Além da aposentadoria, o INSS também paga auxílio-doença e pensão aos segurados; confira o calendário de janeiro a seguir.

Prova de Vida: INSS terá 10 meses para provar que segurado está vivo

Saiu uma portaria que regulamenta os novos procedimentos necessários para realizar a prova de vida do INSS dos segurados.

Extrato da aposentadoria do INSS já pode ser consultado via app

Benefício recebeu reajuste, consequência da alta do salário mínimo, que passou a vigorar no começo de 2023.

Empresa é obrigada a pagar auxílio-creche para mães? Confira as regras

O auxílio-creche permite que mães tenham um lugar para deixar seus filhos enquanto trabalham. Contudo, muitos não sabem se a empresa é obrigada a pagar o auxílio às mulheres.