Parcelas do seguro-desemprego terão novo valor a partir de 2023

Nova MP do governo atualiza o valor do salário mínimo e apresenta ganho real. A mudança afeta as parcelas do seguro-desemprego.

De antemão, o seguro-desemprego é um auxílio pago pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para que os trabalhadores demitidos sem justa causa tenham um suporte financeiro a longo prazo. Porém, as parcelas deverão ter novo valor a partir de 2023, considerando a MP que atualiza o salário mínimo no ano que vem.

Até porque o piso nacional também é visto como referência para o pagamento do seguro-desemprego.

O que muda com o seguro-desemprego em 2023?

A mudança das parcelas do seguro-desemprego em 2023 segue a atualização mais recente do atual governo. Na última segunda-feira (12), o presidente Jair Bolsonaro (PL) editou a Medida Provisória sobre o salário mínimo.

A tradição na presidência nacional nas últimas décadas estabelece que o chefe de Estado vigente publique o valor oficial do salário mínimo até a última semana de dezembro. Porém, a edição mais recente aconteceu 19 dias antes do término do prazo, alterando essa regra.

O orçamento enviado pela equipe econômica em agosto estabelece que o salário em 2023 saia de R$ 1.212 para R$ 1.302. Ou seja, haverá um crescimento real acima da inflação de 1,5%, pela primeira vez nos últimos quatro anos.

Segundo a pesquisa do Dieese, Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos, o reajuste afetará 56,7 milhões de brasileiros. Desse total, cerca de 24,2 milhões são vinculados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), como o seguro-desemprego.

Dessa forma, a previsão atual é de a cota mínimo do seguro-desemprego seja de R$ 1.302. Vale reforçar que a MP do piso ainda será analisada pelas Casas Legislativas, mas já entrou em vigor por ser uma medida provisória.

Como funciona agora?

A parcela do seguro-desemprego equivale ao valor do salário mínimo no país. Por isso, se a MP do piso nacional for aprovada no Congresso, a cota mínima desse benefício será de R$ 1.302 em 2023. Em contrapartida, o teto passará de R$ 2.106 para cerca de R$ 2.262,40 (ainda a confirmar).

As quantias do seguro-desemprego a serem recebidas por cada trabalhador consideram as faixas de salário médio da categoria. Por conta disso, o cálculo de renda mensal e remuneração dos profissionais são fundamentais. No geral, a previsão é que as regras de elegibilidade permaneçam iguais:

  • Ser um trabalhador formal demitido sem justa causa;
  • Não possui renda própria suficiente para manutenção pessoal e da família;
  • Receber salários de pessoas jurídicas ou pessoas físicas equiparadas;
  • Não receber nenhum benefício previdenciário de prestação continua, com exceção do auxílio-acidente, auxílio suplementar e do abono de permanência em serviço.

Os segurados e trabalhadores interessados em mais informações acerca do seguro-desemprego devem acessar os meios de comunicação oficiais. Neste caso, são:

  • Aplicativo do Programa Auxílio Brasil, disponível para Android e iOS;
  • Aplicativo Caixa Tem, disponível para Android e iOS;
  • Telefone 121 do Ministério da Cidadania, com ligações gratuitas para telefone fixo;
  • Postos especializados da prefeitura local;
  • Centro de Referência da Assistência Social (CRAS).

Ademais, o site do Governo Federal e do portal Caixa Econômica Federal organizam outras condições específicas. Por exemplo, quem precisa de atendimento presencial, não tem acesso à internet, busca atendimento especializado com profissionais capacitados e afins.

Leia também

você pode gostar também

Abono PIS/Pasep 2023 começa a ser pago neste mês; veja quem recebe

O abono PIS/Pasep é um valor destinado aos trabalhadores da iniciativa privada e aos servidores públicos. Confira quem pode receber e quais são os valores de 2023.

Bolsa Família de fevereiro terá datas diferentes; confira o calendário

Pagamentos do Bolsa Família para o mês de fevereiro já possuem datas definidas. Programa repassa R$ 600 ao beneficiário.

Salário-família é pago para trabalhadores com filhos; veja as regras

O salário-família é um benefício pago pelo INSS. Para terem direito, os trabalhadores com filhos devem preencher os requisitos de acesso. Veja aqui quais são.

Auxílio Gás volta a ser pago neste mês; veja calendário completo

Pagamentos do Auxílio Gás para o mês de fevereiro começarão no dia 13. Milhões de pessoas deverão ser beneficiadas pelo programa.

Bolsa Família vai mudar em 2023? Veja quais são os planos do governo

O Bolsa Família é um programa governamental essencial para milhões de famílias do país. Com a volta do governo Lula, o benefício deve passar por algumas mudanças em 2023.

Nova Prova de Vida é regulamentada pelo INSS; veja como será o processo

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) deverá comprovar que cerca de 17 milhões de beneficiários continuam vivos, em 2023.