Veja o que é considerado como deficiência conforme os critérios do BPC

O BPC é um dos benefícios mais solicitados por idosos e pessoas com deficiência em situação de vulnerabilidade social. Confira quais os critérios de elegibilidade a seguir.

O Benefício de Prestação Continuada (BPC) é um recurso regulamentado pela Lei Orgânica de Assistência Social (LOAS). Por meio dele, mensalmente é destinado um salário mínimo (valor vigente: R$ 1.212 em 2022) a idosos e pessoas com deficiência em situação de vulnerabilidade social.

Desse modo, todo cidadão brasileiro que se enquadre nos critérios de elegibilidade, mesmo que não tenha feito contribuição à previdência, tem direito de receber o BPC.

Assim, esse amparo assistencial pode ser solicitado por toda pessoa com deficiência, seja homem ou mulher, de qualquer idade que comprove situação de baixa renda.

Além disso, é obrigatório estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) e não receber qualquer outro tipo de benefício ou aposentadoria.

O que é considerado como deficiência segundo os requisitos do BPC?

Para ter direito ao recebimento do Benefício de Prestação Continuada, as pessoas com deficiência precisam comprovar quaisquer limitações físicas, intelectuais, mentais ou motoras que a impeçam de exercer normalmente suas atividades e de viver uma vida plena no meio social, através do trabalho e do convívio interpessoal; e com efeitos por pelo menos dois anos.

Portanto, não são apenas pessoas com deficiência física que podem ter acesso ao BPC, mas também pessoas com transtornos mentais e indivíduos com crônicos e graves problemas de saúde.

Nesse caso, o interessado deve apresentar laudos e relatórios médicos para solicitar o benefício. Posteriormente, ele será submetido a uma perícia feita por equipe especializada do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Além desse, outro critério para solicitar o BPC é ter a renda familiar per capita (por pessoa) de no máximo um quarto do salário mínimo.

Ainda é importante mencionar que o BPC não é uma aposentadoria, ou seja, não se trata de um abono previdenciário, mas sim assistencial. Com efeito, os beneficiários do BPC não têm direito a pensão por morte ou 13º salário, por exemplo.

Além de pessoas com deficiência, quem pode solicitar o BPC?

Além das pessoas com deficiência em situação de vulnerabilidade, os idosos também podem requerer o benefício, desde que atendam aos seguintes critérios:

  • Possuir idade mínima de 65 anos;
  • Ser brasileiro nato ou naturalizado;
  • Ter inscrição atualizada no CadÚnico há menos de 2 anos;
  • Ter renda familiar de até 1/4 do salário mínimo (ou seja, R$ 303) por pessoa;
  • Não estar recebendo nenhum outro benefício do INSS, como seguro-desemprego, aposentadoria e pensão, por exemplo.

Como é feito o cálculo da renda bruta do grupo familiar?

O cálculo da renda bruta familiar deve levar em conta todos os rendimentos da família, desde que os membros convivam na mesma casa, bem como sendo devidamente comprovado os seguintes vínculos familiares do titular do BPC:

  • Cônjuge ou companheiro;
  • Pai ou mãe;
  • Madrasta ou padrasto, caso ausente o pai ou mãe (jamais ambos);
  • Irmão solteiro;
  • Filho e enteado solteiro;
  • Menor sob tutela.

Como solicitar o BPC?

O requerimento do BPC pode ser feito nos canais de atendimento do INSS, sendo eles:

  • Pelo telefone 135 (ligação gratuita);
  • Através do site Meu INSS;
  • Pelo aplicativo “Meu INSS” disponível para Android e iOS;
  • Se dirigindo até uma das Agências da Previdência Social (APS).

Documentos necessários para solicitar o BPC

  • Cadastro de Pessoa Física (CPF);
  • Documento com foto (RG, Carteira Nacional de Habilitação-CNH, CTPS);
  • Certidão de nascimento ou casamento;
  • Comprovante de renda;
  • Relatórios médicos que comprovem a condição de saúde grave e que gera incapacidade de longo prazo;
  • Laudos e exames que complementem a documentação;
  • Comprovantes de despesas médicas como remédios, consultas, exames ou deslocamento.

Leia também

você pode gostar também

Abono PIS/Pasep 2023 começa a ser pago neste mês; veja quem recebe

O abono PIS/Pasep é um valor destinado aos trabalhadores da iniciativa privada e aos servidores públicos. Confira quem pode receber e quais são os valores de 2023.

Bolsa Família de fevereiro terá datas diferentes; confira o calendário

Pagamentos do Bolsa Família para o mês de fevereiro já possuem datas definidas. Programa repassa R$ 600 ao beneficiário.

Salário-família é pago para trabalhadores com filhos; veja as regras

O salário-família é um benefício pago pelo INSS. Para terem direito, os trabalhadores com filhos devem preencher os requisitos de acesso. Veja aqui quais são.

Auxílio Gás volta a ser pago neste mês; veja calendário completo

Pagamentos do Auxílio Gás para o mês de fevereiro começarão no dia 13. Milhões de pessoas deverão ser beneficiadas pelo programa.

Bolsa Família vai mudar em 2023? Veja quais são os planos do governo

O Bolsa Família é um programa governamental essencial para milhões de famílias do país. Com a volta do governo Lula, o benefício deve passar por algumas mudanças em 2023.

Nova Prova de Vida é regulamentada pelo INSS; veja como será o processo

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) deverá comprovar que cerca de 17 milhões de beneficiários continuam vivos, em 2023.