Pente-fino do INSS tem início; veja quem pode ser afetado

O pente-fino do INSS ficará vigente por 180 dias. Quem for convocado e não cumprir com os requisito pode ter os benefícios bloqueados.

Neste mês de novembro, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) voltou a avaliar os benefícios de alguns segurados para verificar a elegibilidade. O chamado pente-fino do INSS abarca os trabalhadores que estão incluídos no programa de Reabilitação Profissional (RP).

Esse auxilia os profissionais afastados de suas atividades a se readaptar àquela função ou a novas modalidades de serviço. Alguns dos participantes do Programa precisarão comprovar continuar tendo direito aos benefícios. De 150 mil segurados desse grupo, cerca de 45 mil devem ser convocados para a verificação.

Quem vai passar pelo pente-fino do INSS?

A reanálise foi instituída por meio da Portaria 1.514, publicada no dia 1° de novembro, no Diário Oficial da União (DOU). A medida é voltada para trabalhadores que recebem auxílios por incapacidade temporária ou permanente, o auxílio-doença e a aposentadoria por invalidez respectivamente.

De acordo com o texto, “serão objeto desta ação todos os processos de RP em que a DCI [Data de Comprovação da Incapacidade] estabelecida na última perícia médica esteja vencida a mais de 365 dias”. Ou seja, o pente-fino do INSS é para quem deixou de comprovar que ainda está elegível para os benefícios há mais de um ano.

O que fazer se for convocado?

Não foi informado de que maneira serão realizadas as convocações. Por isso, os segurados precisam ficar atentos às mensagens enviadas via Correios ou e-mail. Assim que o trabalhador receber a notificação, deve agendar perícia médica e comparecer na unidade selecionada no dia e hora escolhidos.

Para marcar o procedimento do pente-fino do INSS, basta seguir o passo a passo abaixo:

  1. Entrar no portal Meu INSS;
  2. Fazer login com CPF e senha cadastrados (ou criar uma nova conta);
  3. Selecionar a opção “Agendar Perícia”;
  4. Escolher “Perícia de Prorrogação” ;
  5. Seguir as orientações que aparecem na tela;
    Informar os dados necessários para concluir o seu pedido.

Aquele que for chamado pelo pente-fino do INSS e não realizar o exame médico dentro do prazo poderá ter seu benefício bloqueado. Em alguns casos, o auxílio por incapacidade pode ser cancelado definitivamente. Para a perícia, é importante:

  • Reunir laudos, atestados, receitas de remédio e outros documentos que ajudem a comprovar sua situação;
  • Manter suas informações atualizadas na base de dados do Instituto.

Quanto tempo vai durar a medida?

A Portaria define que as equipes de RP deverão avaliar os benefícios e agendar a perícia médica dentro de um período de 180 dias. Desse modo, o pente-fino do INSS ficará vigente até abril de 2023. Ele será gerenciado por:

  • Divisão de Reabilitação Profissional (DRP) da Coordenação de Serviços Previdenciários da Diretoria de Benefícios e Relacionamento com o Cidadão (DIRBEN); e
  • Serviços de Reabilitação Profissional (SEREAB) da Coordenação de Gestão de Benefícios das Superintendências Regionais (SR).

Com esse prazo definido, o instituto também estipula que “nos locais em que a data de agendamento para a realização da perícia médica ultrapassar o prazo previsto, as equipes manterão a marcação e comunicarão o ocorrido, via mensagem eletrônica, ao SEREAB de sua SR”. Assim, os gestores buscarão uma solução para o ocorrido.

Leia também

você pode gostar também

Benefício de R$ 1,2 mil é pago para ESTE grupo de trabalhadores

Uma iniciativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) garante a um grupo específico de trabalhadores um benefício de R$ 1,2 mil em parcela única. Saiba mais sobre o assunto.

Calendário Bolsa Família de Janeiro: veja todas as datas

O valor médio do Bolsa Família atualmente é de R$ 614,21; veja quem vai receber o pagamento nesta quinta-feira.

Aposentadoria INSS: veja quem terá as parcelas ainda nesta semana

Além da aposentadoria, o INSS também paga auxílio-doença e pensão aos segurados; confira o calendário de janeiro a seguir.

Prova de Vida: INSS terá 10 meses para provar que segurado está vivo

Saiu uma portaria que regulamenta os novos procedimentos necessários para realizar a prova de vida do INSS dos segurados.

Extrato da aposentadoria do INSS já pode ser consultado via app

Benefício recebeu reajuste, consequência da alta do salário mínimo, que passou a vigorar no começo de 2023.

Empresa é obrigada a pagar auxílio-creche para mães? Confira as regras

O auxílio-creche permite que mães tenham um lugar para deixar seus filhos enquanto trabalham. Contudo, muitos não sabem se a empresa é obrigada a pagar o auxílio às mulheres.