Revisão da Vida Toda do INSS: julgamento deve ser retomado pelo STF

A Revisão da Vida Toda do INSS é um procedimento que avalia os benefícios concedidos pelo instituto, mas será realizada apenas a partir de regras específicas.

O julgamento da revisão da vida toda do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) poderá ser retomado no Supremo Tribunal Federal em breve. Isso será possível porque o ministro André Mendonça, do STF, liberou o recurso extraordinário que discute o caso. Na oportunidade, poderão ser beneficiados diferentes cidadãos pelo país.

Leia também

O tema poderá ser discutido no órgão a qualquer momento. A decisão de incluí-lo em pauta é da ministra Rosa Weber, presidente da Corte. A revisão da vida corresponde a uma ação judicial.

Nela, os aposentados pedem que todas as suas contribuições ao INSS, inclusive aquelas realizadas antes da criação do Real no ano de 1994, sejam consideradas na base de cálculo da média salarial com objetivo de aumentar o benefício.

Vale lembrar que, no mês de junho, houve nova decisão do STF. O plenário decidiu que votos de ministros afastados apresentados em processos no plenário virtual deveriam ser suprimidos dos novos julgamentos.

O entendimento do STF acabou afetando a Revisão da Vida Toda do INSS. Conforme as regras anteriores, o julgamento deveria recomeçar do início e em plenário físico, com novo relatório acerca do tema.

Revisão da Vida Toda do INSS: quem tem direito?

A Revisão da Vida Toda do INSS ainda não está valendo no Brasil. Contudo, a expectativa é que beneficie os segurados que realizaram poucos recolhimentos a partir do ano de 1994. Dessa maneira, não inclui todos os cidadãos que são aposentados do instituto no país.

Assim, a medida vai incluir aqueles que receberam altas remunerações antes de 1994 e contou com salários baixos após esse ano. Para as aposentadorias concedidas com base nas regras estabelecidas pela Reforma da Previdência, aprovada recentemente no país, não haverá aplicação da Revisão da Vida Toda do INSS.

Os aposentados que tiveram os valores dos benefícios reduzidos nos últimos anos, em razão do sistema de transição das novas medidas previstas, poderão solicitar a realização de um novo cálculo. Assim, serão incluídas as contribuições realizadas recentemente, o que poderá aumentar o valor do benefício.

Para realizar esse procedimento, os aposentados deverão comparecer em uma unidade do INSS e apresentar a carteira de trabalho, carnês de contribuição à Previdência, documentos relacionados aos processos administrativos da aposentadoria e carta de concessão do benefício.

Atualmente, isso pode ser solicitado nas agências do INSS ou pelo site do instituto.

Revisão da Vida Toda do INSS

A Revisão da Vida Toda corresponde a uma reanálise dos benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social. Com esse objetivo, é considerado o cálculo de todos os salários de contribuição realizados pelo segurado, dentro do Período Base de Cálculo.

Para isso, é considerado o período para realização de uma média aritmética dos salários de contribuição, onde o resultado determina o salário de benefício de cada segurado. Dessa maneira, a estimativa é que a Revisão da Vida Toda  aumente os valores do cidadão que recebe benefícios do INSS.

Contudo, as regras estabelecidas para esse procedimento consideram apenas os valores de contribuição após julho de 1994, como citado inicialmente.

Em resumo, essa especificação é proveniente da mudança de moeda vigente no país para o real. Depois dessa alteração, uma lei modificou o cálculo do Período Básico de Cálculo.

Leia também


você pode gostar também

Calendário INSS novembro: novo grupo recebe benefício hoje (28)

Restam 12 pagamentos, conforme o calendário INSS de novembro. Segurados devem se atentar às datas de recebimento de suas parcelas.

13º salário 2022: primeira parcela deve ser paga até esta quarta, 30

O 13º salário 2022 é um direito de todos os trabalhadores formais, ou seja, que atuem em regime CLT.

13º salário extra do INSS: veja quem recebe o abono nesta segunda, 28

Abono extra do INSS será pago a todos aqueles que passaram a receber algum benefício previdenciário a partir de maio deste ano.

Auxílio Brasil: Caixa faz novo pagamento hoje (28); veja calendário completo

Com a aprovação de mais 400 mil famílias, o programa Auxílio Brasil passou a atender cerca de 21,53 milhões de unidades familiares em novembro.

CNH gratuita para CadÚnico é tema de projeto da Câmara

O Projeto de Lei que prevê a CNH gratuita para o CadÚnico está em tramitação na Câmara dos Deputados, mas existem condições específicas na concessão desse benefício.

Abono PIS: veja como consultar o lote extra que foi liberado neste ano

O novo lote extra do Abono Salarial já foi liberado para aproximadamente 1,1 milhão de beneficiários no Brasil.