Valor do PIS atualizado: veja qual é a mais nova previsão do abono 2023

Abono salarial possui como base de pagamento o valor do salário mínimo vigente. Confira as regras e saiba qual é o valor do PIS atualizado.

O abono salarial é um benefício que contempla os trabalhadores que cumpram os requisitos previstos em lei. Instituído pela Lei nº 7.998/90, seu valor equivale ao de, no máximo, um salário mínimo. Com base nas novas previsões do piso salarial e com a revisão da estimativa de inflação, os beneficiários devem receber o valor do PIS atualizado.

Leia também

Neste sentido, a estimativa oficial para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) foi baixada pela Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia em meados de setembro. Ela passou de 7,41% para 6,54%. Como o INPC serve de base para a correção anual do salário, caso não haja mudança no cálculo, o reajuste será menor que o estimado.

Ainda no último mês, o governo enviou a proposta de orçamento de 2023, com o valor do salário mínimo constando como R$ 1.302. Este valor considera apenas a variação da inflação deste ano. Por conta da estimativa de recuo do INPC, o salário mínimo deve diminuir para R$ 1.291,26; arredondado, iria para R$ 1.292.

Deste modo, tendo o piso como referência para o envio do abono PIS/Pasep, o benefício sofrerá as mesmas alterações. Os trabalhadores devem receber, em 2023, um valor previsto de até R$ 1.292. Contudo, isso depende da consolidação da previsão. Vale lembrar que o piso depende dos níveis corrigidos da inflação.

Por sua vez, a estimativa oficial deve ser liberada até o final do ano, ou pelo menos até o início de 2023, junto do valor do PIS atualizado.

Entenda as regras do abono salarial

abono salarial, abono PIS, PIS 2022
Foto: montagem / Pixabay – Canva PRO

O abono, pago conforme calendário anual estabelecido pela CODEFAT, possui como Agente Pagador a Caixa Econômica Federal, sob gestão do Ministério do Trabalho e Previdência. Já a origem dos recursos vem do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

Trabalhadores que desejam receber os valores devem cumprir certos requisitos para se tornarem elegíveis. São eles:

  • Estar cadastrado no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos;
  • Ter exercido atividade remunerada para Pessoa Jurídica por pelo menos 30 dias, sendo eles consecutivos ou não, no ano-base de referência;
  • Ter recebido remuneração mensal média de até dois salários mínimos no ano-base de referência;
  • Estar com os dados corretamente informados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS/eSocial).

Por meio do calendário deste ano, a Caixa passou a atuar apenas como agente pagador. Assim, o benefício pode ser consultado nos canais da Caixa, tanto no aplicativos Caixa Tem e Caixa Trabalhador. Igualmente, o serviço pode ser requisitado por meio do atendimento Caixa ao Cidadão, no número 0800-726-0207.

Próximo abono já está confirmado?

É comum que o pagamento do abono PIS/Pasep seja feito sempre no ano seguinte ao do ano-base. O de 2017 foi pago em 2018, e o de 2018 foi depositado em 2019. Com a pandemia, porém, a logística foi modificada, e os pagamentos do ano-base 2020, que deveriam ter sido autorizados em 2021, foram adiados.

O abono de 2020 só foi pago recentemente, no começo deste ano. Apesar da expectativa de que o governo federal fizesse os pagamentos de 2021, só haviam recursos para um repasse. Deste modo, acredita-se que o pagamento de 2021 só seja disponibilizado em 2023; resta uma oficialização do governo.

Leia também


você pode gostar também

Auxílio Brasil dobrado em dezembro: veja quem pode receber até R$ 1,2 mil

Auxílio Brasil dobrado em dezembro é uma possibilidade para pessoas que cumprirem regras específicas do programa.

BPC bloqueado ou suspenso? Saiba como reativar o benefício de R$ 1,2 mil

Falta de atualização cadastral é um dos principais motivos para o bloqueio do benefício, pago a um grupo específico de contribuintes previdenciários.

Aposentadoria: saiba quem tem direito ao adicional de 25% no valor

Alguns aposentados do INSS têm direito a receber um adicional de 25% no valor de seus benefícios mensais. Veja como funciona essa regra.

BPC: saiba se o benefício pode ser acumulado com aposentadoria

Por ter natureza assistencial, o BPC gera algumas dúvidas em seus beneficiários. Uma delas é se o benefício pode ser acumulado com aposentadoria. Se você também tem essa dúvida, confira neste texto a resposta.

Minha Casa Minha Vida: comissão aprova projeto para renegociação de dívidas

O objetivo do projeto é oferecer aos beneficiários a oportunidade de regularizar sua situação com descontos sobre multas e juros moratórios. Descubra neste texto o que falta para o projeto virar lei.

Salário-Maternidade Urbano do INSS: veja regras oficiais e como solicitar

Benefício é cedido a pessoas que precisam se afastar do trabalho ao completarem uma gestação e em outras situações como adoção, por exemplo.