Auxílio-doença: dispensa de perícia médica é prorrogada pelo INSS

Segurados do INSS terão um prazo maior para solicitar o auxílio-doença sem perícia médica. Esses devem comprovar incapacidade temporária por meio de atestados.

Segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) poderão solicitar auxílio-doença sem a necessidade de passar por perícia médica. A portaria 1.486, publicada pelo órgão nesta segunda-feira, 29 de agosto de 2022, prorroga a dispensa do procedimento por mais 30 dias.

Leia também

Dessa forma, os solicitantes deverão enviar ao INSS laudos médicos comprovando sua situação. O modelo de análise documental para a concessão do benefício por incapacidade temporária foi utilizado nos anos de 2020 e 2021.

Isso porque, durante os primeiros anos da pandemia de COVID-19, as agências da Previdência precisaram ser fechadas. Com o objetivo de reduzir a fila de pedidos do auxílio-doença, o Instituto autorizou a medida que agilizava o tempo de resposta à solicitação.

O formato de concessão do auxílio-doença que dispensa perícia médica se mostrou eficaz e, tendo isso em vista, foi renovado em 2022. É preciso ressaltar que, para isso, o requerimento do benefício deverá ser feito online pelo portal Meu INSS.

Auxílio-doença dispensa perícia médica: como pedir

De acordo com a portaria do INSS, a solicitação nesse formato poderá ser feita até o final de setembro. Para isso, os trabalhadores interessados devem anexar os laudos médicos desde que estejam legíveis e sem rasuras.

É importante que esses documentos tenham sido emitidos há menos de 30 dias na data do pedido do auxílio-doença. O atestado que irá substituir a perícia médica deve conter as seguintes informações:

  • Nome completo do solicitante;
  • Data de início do afastamento e previsão de fim do repouso;
  • Assinatura do médico, com carimbo de identificação que possam ser lidos por equipamentos digitais;
  • Informação sobre a doença ou acidente ou Classificação Internacional de Doenças (CID).

A concessão do auxílio-doença na modalidade que dispensa perícia médica será dada por, no máximo, 90 dias, sem direito à prorrogação. Vale ressaltar que, caso o benefício seja negado, o trabalhador não poderá recorrer ao resultado. Para fazer uma nova solicitação sem perícia médica, será necessário aguardar 30 dias.

Quem pode receber o auxílio-doença do INSS?

auxílio-doença, auxílio-doença inss, regras do auxílio-doença, quem recebe auxílio-doença
Foto: montagem / Pexels – Canva PRO

De acordo com a portaria publicada, quem solicitou o pagamento, e está aguardando a perícia, poderá requerer o auxílio-doença pela internet. Para tanto, a avaliação presencial será cancelada. Para ter direito ao benefício, é necessário:

  • Estar temporariamente incapacitado de trabalhar, com comprovação por laudo médico;
  • Ter sido afastado do trabalho por doença ou acidente por mais de 15 dias corridos;
  • Ter cumprido período de carência de 12 meses (a exceção é para casos de acidente de trabalho ou doenças profissionais).

Os trabalhadores precisam ficar atentos, uma vez que o auxílio-doença é apenas para incapacidade temporária. Se for entendido que o solicitante está impedido de exercer suas atividades permanentemente, então deverá ser solicitada a aposentadoria por invalidez.

Como solicitar o auxílio-doença pelo Meu INSS?

Para pedir o benefício pelo Meu INSS, é preciso seguir os passos abaixo:

  1. Fazer login no portal;
  2. No menu, selecionar “Agente sua perícia”;
  3. Clicar em “Agendar Novo” e depois em “Perícia Inicial”;
  4. Confirmar que quer enviar os laudos para análise documental;
  5. Enviar os documentos solicitados.

No ato do pedido, o segurado será informado pelo Meu INSS se pode pedir o auxílio-doença que dispensa perícia médica ou não. O instituto pode negar a solicitação nesse formato se o trabalhador não atender aos requisitos ou o tempo de afastamento ultrapassar os 90 dias.

Nesse caso, será necessário passar por avaliação dos peritos médicos da Previdência. O prazo máximo para agendamento do procedimento é de 30 dias. Caso o período vença sem que o trabalhador defina uma data, o processo será arquivado e definido como desistência.

Leia também


você pode gostar também

Abono PIS/Pasep esquecido soma R$ 569,2 milhões; veja quem pode sacar

Beneficiários têm direito a receber, do abono PIS/Pasep, até R$ 1.212,00. Veja se possui algum valor esquecido.

Consulta do Auxílio Brasil de outubro será feita pelo CPF; saiba como

Mais de 20 milhões de brasileiros podem receber as parcelas em outubro. A consulta do Auxílio Brasil de R$ 600 será feita pelo CPF.

Recebe menos de R$ 1,6 MIL? Você pode ter direito ao salário-família

O salário-família é um direito trabalhista voltado para complementação de renda das pessoas que vivem com menos de R$ 1,6 mil por mês.

Quem tem direito ao FGTS esquecido de 2022? Montante é de R$ 9,2 bilhões

Os trabalhadores que ainda não movimentaram os valores referentes ao Saque Extraordinário têm direito a movimentar o FGTS esquecido até dezembro deste ano.

Casa Verde e Amarela: saiba como fazer simulação e participar do programa

O Casa Verde e Amarela oferece aos brasileiros a possibilidade de realizar uma simulação para conferir as condições de participar do programa habitacional do Governo Federal.

INSS paga benefício de quase R$ 9 MIL; veja quem recebe o adicional

Alguns aposentados do INSS têm direito a adicional sobre os pagamentos mensais e podem chegar a um benefício de quase R$ 9 mil.