14º salário INSS: abono extra de R$ 2,4 mil finalmente sairá do papel?

Projeto de Lei que determina o pagamento do 14º salário do INSS (abono extra de R$ 2,4 mil) vem avançando no Congresso.

O 14º salário do INSS é um assunto que vem gerando expectativas em milhões de aposentados e pensionistas. No momento, há um Projeto de Lei tramitando na Câmara dos Deputados que prevê o pagamento de um abono extra de R$ 2,4 mil.

continua depois da publicidade

No caso, trata-se do PL nº 4367/2020, de autoria do deputado federal Pompeo de Mattos (PDT – RS). O texto já foi revisado por diversas comissões fixas e, agora, foi parar em uma especial para tratar sobre o assunto.

14º salário INSS: como vai funcionar?

14º salário do INSS, abono salarial do INSS

Foto: montagem / Pixabay - Canva PRO

Leia também

De acordo com o PL, o 14º salário do INSS poderá ser pago ao longo de dois anos, com pagamento de um salário mínimo por vez. Como, atualmente, o valor está em R$ 1.212, o benefício consistirá em um abono de R$ 2,4 mil, aproximadamente. Mesmo quem recebe valores acima do piso também ganhará um salário mínimo adicional.

Entre as justificativas do PL, está a de que os aposentados e pensionistas do INSS não foram beneficiados pelo auxílio emergencial que vigorou entre os anos de 2020 e 2021. O governo federal apenas adiantou os repasses do 13º salário, o que também ocorreu neste ano.

continua depois da publicidade

Assim, essa parcela da população precisaria de um auxílio federal provisório para colocar as contas em dia, visto que muitas famílias dependem de aposentadorias e pensões para viverem ou complementar a renda.

14º salário INSS: calendário

Ainda não há uma data específica para o pagamento do 14º salário do INSS. Para que isso ocorra, será necessário que o PL que regulamenta os repasses seja aprovado pelo Congresso Nacional e, depois, transformado em lei. Somente a partir daí, o INSS poderá desenvolver um calendário com as datas.

continua depois da publicidade

No momento, o texto já foi aprovado pela Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF) e pela Comissão de Finanças e Tributação (CFT). Também já houve sinal verde da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC).

Entretanto, um grupo de parlamentares ainda estão preocupados com os possíveis impactos que a medida poderá ter. Assim, foi solicitado que uma comissão especial sobre o tema fosse instaurada na Câmara dos Deputados.

Então, ficou decidido que a Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa trate do 14º salário do INSS. O texto será avaliado com a possibilidade de ainda ser repassado para outras comissões caso mudanças sejam feitas no projeto inicial.

continua depois da publicidade

Apenas depois que o PL for aprovado pela Câmara dos Deputados que ele seguirá para o Senado. Lá, ele será debatido e colocado para votação no Plenário. Por fim, caso passe, faltará ainda a sanção por parte do poder Executivo. Por conta do tempo, é provável que os pagamentos do 14º salário INSS só sejam feitos a partir de 2023.

14º salário INSS: quem recebe

Segundo o Projeto de Lei que determina o pagamento do 14º salário do INSS, aposentados e pensionistas que recebam recursos da Previdência Social poderão ser beneficiados pela medida, caso haja aprovação.

Quem ganha o Benefício de Prestação Continuada (BPC) não terá direito a receber o abono extra de R$ 2,4 mil. O BPC é considerado um auxílio e prevê recebimento de 13º salário. Portanto, também ficará de fora de um eventual 14º pagamento no ano.

Compartilhe essa notícia

Leia também

Concursos em sua
cidade