Auxílio-doença e seguro-desemprego podem ser acumulados?

Veja como funciona a regra definida por lei em relação ao seguro-desemprego para trabalhadores demitidos sem justa causa que recebem ou solicitam o auxílio-doença.

Conforme a legislação, demitir um trabalhador doente não é proibido em casos de não comprovação por atestado médico. É comum que nesses casos, mesmo o empregado apresentando sintomas de incapacidade e improdutividade, o empregador o demita sem justa causa.

Leia também

A Lei só protege os trabalhadores que sejam portadores de doença grave, que tenham vivenciado acidentes graves ou que possuem doenças que causam discriminação. Nestes casos, a dispensa é impedida mediante a apresentação de atestado médico para afastamento do trabalho, quando então receberão o auxílio-doença até a alta do INSS.

Quando os trabalhadores nessas condições são demitidos sem justa causa e, após a demissão, são reconhecidos como incapazes para trabalhar, a situação se torna problemática, porque será requerido o seguro-desemprego. Nesse cenário, o trabalhador poderá acumular o auxílio-doença com o seguro-desemprego? Entenda melhor.

É possível solicitar o auxílio-doença enquanto recebe o seguro-desemprego?

A resposta para essa pergunta é não. O seguro-desemprego não pode ser cumulado com o auxílio-doença. Caso o trabalhador seja demitido sem justa causa, ele deverá aguardar receber todas as parcelas do seguro-desemprego para só então solicitar o auxílio-doença, sob pena de precisar restituir o benefício.

Então não será possível cumular os benefícios? Bom, essa resposta envolve a finalidade dos dois. Tanto o auxílio-doença, quanto o seguro-desemprego possuem como fim maior suprir a falta de salário do trabalhador demitido sem justa causa e complementar o do trabalhador que possui doença grave.

Para controlar que os benefícios não sejam acumulados, a Caixa Econômica Federal realiza um cruzamento de dados com o INSS para identificar aqueles que recebem os dois juntos, de forma indevida.

Como solicitar o auxílio-doença?

Para solicitar o benefício do auxílio-doença, confira as etapas a seguir:

  1. Acesse o portal Meu INSS ou o aplicativo (disponível para download nas versões Android e iOS);
  2. Faça o login e no menu lateral esquerdo clique em “Agende a sua Perícia”;
  3. Em seguida, clique em “Agendar Novo”, se for o primeiro pedido, ou “Agendar Prorrogação” se for para estender um benefício;
  4. Fique de olho na solicitação na opção “Resultado de Requerimento/Benefício por Incapacidade”;
  5. Compareça à unidade do INSS escolhida e na data definida na solicitação para realizar a perícia médica;
  6. Para a perícia é preciso portar os documentos: documento de identificação com foto, número do CPF, Carteira de Trabalho, documentos que comprovem o recolhimento para o INSS, documentos médicos que comprovem a doença e declaração assinada pelo empregador que registra o último dia de trabalho. No caso de acidente de trabalho, será preciso portar a CAT – Comunicação de Acidente de Trabalho;
  7. Acompanhe o resultado da solicitação através dos mesmos canais online, clicando na opção “Resultado de Requerimento/Benefício por Incapacidade”, ou consulte através do telefone 135.

Leia também


você pode gostar também

Auxílio-inclusão de R$ 606 passa a ter novas regras; veja quem pode pedir

Portaria autorizou a adição de mais pessoas no auxílio-inclusão de R$ 606. Confira quem poderá ser beneficiado com o repasse.

Quem tem depressão pode receber o auxílio-doença em 2022? Veja regras

Segurados do INSS que precisarem ser afastados do trabalho temporariamente em razão de doença têm direito ao auxílio-doença.

Auxílio Brasil de R$ 600: veja calendário com últimos lotes de agosto

Auxílio Brasil de R$ 600 foi antecipado no mês de agosto. Por isso, os repasses já estão próximos do fim. Confira quem ainda recebe.

Empréstimo Auxílio Brasil: 17 bancos vão oferecer crédito; veja prazo para pedir

Milhões de pessoas poderão solicitar o empréstimo consignado do Auxílio Brasil. Diversas instituições financeiras já estão inscritas para oferecer o crédito.

Auxílio-doença do INSS 2022: veja valor e como solicitar o benefício

O benefício pode ser solicitado pelo site, através do aplicativo do Meu INSS ou diretamente pelo telefone, após avaliação médica e social com profissionais do instituto.

Quem pode obter inscrição no CadÚnico? Veja regras atualizadas

Famílias de baixa renda que ganham até meio salário mínimo por pessoa ou até 3 salários mínimos de renda mensal total devem estar inscritas no projeto.