BPC: como saber se o meu benefício foi liberado? Descubra aqui

O Benefício de Prestação Continuada é destinado para grupo específico de beneficiários. Veja como saber se o benefício foi liberado.

Idosos com idade superior a 65 anos, além de pessoas com deficiência (PcDs), desde que vivam em situação de baixa renda, possuem direito ao Benefício de Prestação Continuada. Esse auxílio é pago por meio do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e regido pela Lei Orgânica de Assistência Social (LOAS). A seguir, veja se o seu BPC foi liberado.

Leia também

É possível solicitar o benefício por telefone, junto à Central de Atendimento no número 135. Além disso, também é possível pedir o BPC pelo portal Meu INSS, seguindo o passo a passo abaixo:

  1. Acesse o endereço eletrônico e selecione “Novo Pedido”;
  2. Depois, na barra de pesquisa, informe o nome do benefício que deseja solicitar;
  3. Clique sobre o BPC;
  4. Leia as informações, informe os dados e finalize a solicitação;

Para acessar o benefício, o solicitante deve informar o número de CPF de todos os membros da família. De acordo com o governo, o tempo de resposta sobre a solicitação é de 45 dias corridos.

BPC: veja se o benefício foi liberado

Após solicitação de inscrição no Benefício de Prestação Continuada, essa informação deverá ser consultada por meio do site, aplicativo Meu INSS ou na Central de Atendimento 135.

Além disso, o Instituto envia uma carta ao requerente para informar se o benefício foi liberado ou indeferido. A correspondência avisa também quando e em qual agência bancária a pessoa receberá o benefício social.

Criança com deficiência poderá acumular benefícios

O Projeto de Lei nº 220/22, de autoria do deputado Nereu Crispim (União-RS), permite que a criança ou adolescente com deficiência acumule o Benefício da Prestação Continuada e o auxílio-inclusão.

Lembrando que o BPC é pago à pessoa com deficiência que comprove não possuir meios de prover a própria manutenção, nem auxílio da família. Já o auxílio-inclusão é garantido às pessoas que possuem deficiência que passam a exercer atividade remunerada.

O objetivo da proposta é garantir a proteção integral da criança e do adolescente e a efetividade na aplicação das políticas públicas de inclusão, reabilitação e de assistência social.

O projeto de lei ainda precisa ser analisado, em caráter conclusivo, pelas comissões de:

  • Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência;
  • Seguridade Social e Família;
  • Finanças e Tributação;
  • Constituição e Justiça e de Cidadania.

Depois, caso seja aprovado, será apreciado no Senado Federal. Por fim, o texto seguirá para sanção ou veto do presidente.

Leia também


você pode gostar também

Aposentados podem se tornar MEIs sem perder o benefício do INSS?

A crise econômica está forçando os aposentados a consultarem a possibilidade de se tornar MEIs sem perder o benefício do INSS, mas existem regras sobre isso na legislação previdenciária.

Auxílio Brasil: veja quem tem prioridade para ser aprovado no programa

Os inscritos no Auxílio Brasil devem aguardar os procedimentos do Ministério da Cidadania para receber os pagamentos, mas existe um público que tem prioridade para ser aprovado no programa.

Auxílio Brasil terá calendário diferente em dezembro; entenda

O Auxílio Brasil é um programa social do Governo Federal que atende as famílias vulneráveis. Confira calendário de dezembro e o valor das parcelas.

Bolada do INSS de até R$ 72,7 mil: saiba consultar se você tem dinheiro a receber

Beneficiários do INSS que ganharam ações podem ter valores a receber. O dinheiro será pago a mais de 100 mil segurados do instituto.

Auxílio Moradia em São Paulo: confira regras e quem tem direito

Confira abaixo detalhes sobre o Auxílio Moradia, programa disponível no estado de São Paulo, e entenda quais famílias podem ter direito ao benefício.

Calendário Saque FGTS 2023: veja todas as datas previstas para ano que vem

O calendário FGTS 2023 vai contar com 12 saques na modalidade aniversário. Essa é optativa e deve ser solicitada até o mês de resgate.