Auxílio Gás começa a ser pago; calendário para o mês de janeiro

Governo federal começará a fazer os pagamentos do Auxílio Gás de R$ 52 no mês de janeiro. Repasses seguirão o dígito final do NIS.

Começará na terça-feira, 18 de janeiro de 2022, o pagamento oficial do Auxílio Gás para as famílias beneficiadas. A Caixa Econômica Federal divulgou o calendário do Auxílio Gás, que irá pagar a parcela de R$ 52 no mês de janeiro, com base no dígito final do NIS.

É importante salientar que o governo federal liberou o benefício, em caráter emergencial e de maneira antecipada, para os moradores da Bahia e de Minas Gerais que foram vítimas das fortes chuvas.

Calendário Auxílio Gás para o mês de janeiro

De acordo com o anúncio feito por Pedro Guimarães, presidente da Caixa, as datas seguem os mesmos critérios do Auxílio Brasil em janeiro. Ou seja, os últimos 10 dias úteis, confira:

  • NIS de final 1: 18 de janeiro de 2022;
  • NIS de final 2: 19 de janeiro de 2022;
  • NIS de final 3: 20 de janeiro de 2022;
  • NIS de final 4: 21 de janeiro de 2022;
  • NIS de final 5: 24 de janeiro de 2022;
  • NIS de final 6: 25 de janeiro de 2022;
  • NIS de final 7: 26 de janeiro de 2022;
  • NIS de final 8: 27 de janeiro de 2022;
  • NIS de final 9: 28 de janeiro de 2022;
  • NIS de final 0: 31 de janeiro de 2022.

Quem tem direito ao Auxílio Gás?

Com base na lei que cria o benefício social do Auxílio Gás (Lei n° 14.237), as mulheres que sofreram violência doméstica e estão sob monitoramento terão prioridade para receber o auxílio. Veja os demais casos que terão direito:

  • Pessoas com registro atualizado no CadÚnico;
  • Famílias com renda de até meio salário mínimo, por pessoa;
  • Família com, no mínimo, uma pessoa que receba do Benefício de Prestação Continuada (BPC);
  • Mulheres que são responsáveis pela família.

Os valores serão repassados por meio das contas sociais digitais do Caixa Tem, nas mesmas datas do Auxílio Brasil. Parte dos recursos para custeio do programa virão da área de exploração do petróleo e seus derivados (dividendos da Petrobras e taxas do governo).

Leia também

você pode gostar também