Mais de 1 milhão de pessoas devem devolver o auxílio emergencial; entenda

Governo federal entra em contato com mais pessoas para que haja a devolução do auxílio emergencial pago de forma indevida.

O governo federal notificará mais de 1 milhão de pessoas para que elas possam fazer a devolução do auxílio emergencial. Quem não devolver o dinheiro poderá ter problemas com a Justiça no futuro.

Leia também

O auxílio emergencial começou a ser pago em 2020, quando foram repassadas cinco parcelas de R$ 600 e quatro de R$ 300. Em 2021, o governo modificou o benefício e ofereceu sete parcelas com valores que variavam conforme cada caso.

Notificação da devolução do auxílio emergencial

Segundo o anúncio do Ministério da Cidadania, o governo federal entrará em contato com as pessoas por meio de SMS e apenas pelos números 28041 ou 28042. Nenhuma outra forma será utilizada. Ou seja, se você receber uma mensagem no WhatsApp, e-mail ou ligação, desconfie, pois provavelmente se tratará de um golpe.

Além disso, lembre-se de verificar o número que enviou o SMS. Caso não seja um dos dois utilizados pelo governo, não forneça informações. A mensagem do governo já contará com o seu CPF e não pedirá novas informações. Nela, estará o link para que a pessoa possa acessar uma página online do governo federal.

Esta é a quarta vez que o governo envia mensagens para um novo grupo de pessoas que receberam o auxílio emergencial indevidamente. Desde agosto de 2021, o governo federal já notificou cerca de 1,2 milhão de pessoas que receberam o benefício de forma indevida.

Como devolver o auxílio emergencial

A devolução do auxílio emergencial pode ser feita a qualquer momento. Veja os passos a serem seguidos:

  • Acesso o site de devolução do auxílio emergencial;
  • Informe o seu CPF;
  • Em seguida, uma GRU será liberada com o valor do pagamento;
  • Por fim, é só pagar o boleto em qualquer banco, de forma online ou presencial. Vale ressaltar que quem já tiver DARF feito, só faltando o pagamento, não precisa seguir os passos citados anteriormente.

Leia também


você pode gostar também

Novo saque FGTS é liberado pela Caixa; veja valores e quem recebe

O novo saque FGTS liberado pela Caixa Econômica Federal atende os brasileiros que optaram pela modalidade do Saque-Aniversário e nasceram no mês de outubro.

Não sabe se vai receber o abono PIS/Pasep 2021? Veja como consultar pelo CPF

A consulta do abono PIS/Pasep 2021 pelo CPF pode ser realizada através dos aplicativos, sites das instituições pagadoras e também por ligação telefônica aos atendentes.

Nubank irá oferecer empréstimo consignado em 2022? Veja o que se sabe

O empréstimo consignado do Nubank está sendo organizado para que haja oferta dessa modalidade de crédito ainda em 2022, mas a previsão é atender um público específico.

Quem tem Síndrome do Pânico pode aposentar ou obter auxílio-doença?

Pessoas com doenças mentais, como a Síndrome do Pânico, precisam cumprir requisitos para obter auxílio-doença ou se aposentar por invalidez.

Como fazer para conseguir o BPC de R$ 1,2 mil em 2022? Veja passo a passo

O Benefício de Prestação Continuada de R$ 1,2 mil em 2022 está disponível para as pessoas com 65 anos ou mais e pessoas com deficiência de qualquer idade no país.

Abono PIS/Pasep: quem pode sacar a bolada esquecida de R$ 562 milhões?

Beneficiários têm direito a receber, referente ao abono PIS/Pasep, até R$ 1.212,00. Veja se possui algum valor esquecido.