13º salário do Bolsa Família (Auxílio Brasil) é aprovado em comissão do Senado

Caso o projeto de lei seja de fato sancionado, as famílias receberão os benefícios financeiros dobrados em todos os meses de dezembro.

Nesta terça-feira (23/11), a Comissão de Direitos Humanos (CDH) do Senado aprovou o projeto de lei nº 6.394/2019. Ele estabelece o pagamento extra, nos meses de dezembro, aos inscritos no extinto Bolsa Família e no Benefício de Prestação Continuada (BPC). O “abono natalino” terá o mesmo valor das demais parcelas mensais.

O projeto de lei é de autoria do senador licenciado Ciro Nogueira (PP-PI), que recebeu parecer favorável do senador Paulo Paim (PT-RS), com emendas. Agora, o texto seguirá para apreciação na Comissão de Assuntos Sociais (CAS).

Pagamento de abono natalino do Bolsa Família (Auxílio Brasil)

Caso seja aprovado e sancionado, o projeto de lei permitirá que os beneficiários do extinto Bolsa Família (agora, Auxílio Brasil) tenham uma renda extra em dezembro. Em 2019, por meio da Medida Provisória 898/2019, os beneficiários do Bolsa Família tiveram o pagamento de uma parcela natalina autorizado pelo governo federal.

Contudo, os inscritos no BPC não foram inseridos no plano e, além disso, foi válido apenas para o referido ano. Como a medida provisória, aprovada em 2019, possibilitou o pagamento de benefício extra do Bolsa Família, a expectativa é de que ela possa ser paga em todos os meses de dezembro de todos os anos.

“Como se sabe, tanto o BPC como o Bolsa Família se destinam a complementar e mesmo a garantir renda para o sustento das pessoas em situação de profunda necessidade financeira. Não há motivo, portanto, para se introduzir nova parcela do benefício para um grupo e excluir o outro”, explicou o senador Paulo Paim para a Agência Senado.

A proposta objetiva evitar que o pagamento seja politizado por um governo específico. Vale destacar que a proposta de pagar um 13º aos beneficiários do Bolsa Família foi uma promessa de campanha do, na época, candidato a presidente da república, Jair Messias Bolsonaro.

A expectativa era de que esse pagamento fosse realizado todos os anos, mas só aconteceu no primeiro ano do mandato do atual presidente. Caso o projeto de lei seja de fato aprovado e sancionado, os beneficiários do Bolsa Família (Auxílio Brasil) e BPC receberão os benefícios financeiros dobrados em todos os meses de dezembro.

Seria uma espécie de abono natalino ou 13º salário aos inscritos em ambos os programas assistenciais.

Leia também

você pode gostar também