Abono salarial do PIS/Pasep pode ter valor dobrado em 2022; entenda o motivo

O abono salarial PIS/Pasep não foi pago em 2021. Por isso, o valor poderá ser dobrado em 2022.

Os pagamentos do abono salarial do PIS/Pasep, referente ao ano-base de 2020, que deveria sair em 2021, foram adiados. A informação foi divulga pelo Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat). Por isso, os depósitos devem ser feitos a partir de 2022 e o abono salarial pode ter valor dobrado.

Os pagamentos deveriam ter começado a serem repassados desde julho de 2021. A verba que seria destinada aos pagamentos foi repassada ao Benefício Emergencial de Manutenção de Emprego e Renda (BEm). Com o adiamento do calendário, o pagamento poderá vir dobrado em 2022.

Abono salarial pode ter valor dobrado

O pagamento do benefício é feito anualmente, no valor de até um salário mínimo vigente, com base no ano anterior.

Acontece que em 2021 o governo não realizou os repasses do abono salarial referentes a 2020. Em decisão do Codefat, o benefício será pago no início de 2022.

Dessa forma, caso os pagamentos sejam regularizados no próximo ano, o abono salarial deve ser pago referente ao ano-base de 2020 e 2021. Por isso, o abono salarial pode vir em dobro.

No entanto, não houve nenhuma confirmação por parte do governo de que os dois pagamentos serão liberados em 2022. Nos próximos meses a informação deve ser divulgada oficialmente.

Quem tem direito ao abono salarial?

O benefício é pago aos trabalhadores que trabalham sob regime da CLT, que tenham inscrição ativa no ‘Programa de Integração Social’, por no mínimo cinco anos, e que recebam até dois salários mínimos.

O PIS corresponde aos trabalhadores que exercem suas atividades para iniciativa privada e o pagamento é feito por meio da Caixa Econômica Federal.

Já o Pasep corresponde aos pagamentos de funcionários públicos, sejam municipais, estaduais ou federais. O benefício é pago junto ao Banco do Brasil.

Leia também

você pode gostar também