Vale gás do governo pode ser pago em breve, diz Bolsonaro

Presidente Jair Bolsonaro anunciou que o governo federal vem trabalhando com possibilidade de ofertar vale gás.

O preço do gás de cozinha vem sendo uma preocupação constante na vida dos brasileiros. Com média de R$ 100, muitos não estão conseguindo comprar. Para isso, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que há um plano do governo para pagar um vale gás em breve.

O anúncio foi feito durante uma entrevista na Rádio Jovem Pan, nesta segunda-feira (27/09). Segundo Bolsonaro, os planos estariam sendo desenvolvidos há algum tempo, e se encontram em estado avançado.

Vale gás do governo federal: quando será pago?

O presidente não informou quando o vale gás do governo federal seria implementado ou o quanto de dinheiro seria empregado. No entanto, ele disse que a maior parte dos recursos seriam da Petrobras, estatal responsável pela importação e distribuição inicial do gás de cozinha.

Além disso, ele falou que a ideia seria entregar um botijão de gás para beneficiários do Bolsa Família de dois em dois meses. Apesar de anunciar os planos do vale gás, Bolsonaro emendou dizendo que a Petrobras teria a palavra final sobre o assunto. Ou seja, tudo indica que a decisão será da estatal.

Gás de cozinha deve aumentar ainda mais

Apesar do preço do gás estar pesando no bolso do brasileiro, a tendência é que novos reajustes sejam feitos nos próximos meses. A matéria-prima do produto, o propano, vem sofrendo com seguidas altas no mercado internacional.

Impulsionado pela demanda chinesa, o valor do gás subiu 15% em um mês no Golfo do México, uma das principais regiões de produção do mundo e de onde vem parte do gás utilizado no país. A Petrobras ainda não fez os repasses dos reajustes e está conseguindo segurar os preços por enquanto. Mas, é provável que aumentos sejam anunciados em breve pela estatal.

Leia também

você pode gostar também

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Ler mais