INSS: benefícios de setembro serão pagos em breve; veja calendário completo

Calendário do INSS do mês de setembro foi divulgado pelo governo federal. Pagamentos começam ainda essa semana.

O governo federal já liberou o calendário de setembro dos benefícios do INSS. Portanto, todos os beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social já podem se preparar para receber o dinheiro a partir do dia 24 de setembro (sexta-feira).

Os pagamentos do INSS seguem o dígito final do Número de Identificação Social (NIS), começando com o os repasses para o NIS final 1. Além disso, é válido ressaltar que existem dois cronogramas diferentes. Um calendário é para quem recebe até R$ 1.100,00. O outro cronograma é para quantias acima desse valor.

Calendário INSS para quem recebe benefício de até R$ 1.100,00

Veja o calendário de pagamentos para quem ganha até R$ 1.100,00:

  • NIS final 1: 24/09;
  • NIS final 2: 27/09;
  • NIS final 3: 28/09;
  • NIS final 4: 29/09;
  • NIS final 5: 30/09;
  • NIS final 6: 01/10;
  • NIS final 7: 04/10;
  • NIS final 8: 05/10;
  • NIS final 9: 06/10;
  • NIS final 0: 07/10.

Calendário INSS: quem recebe acima de R$ 1.100,00

Veja agora o cronograma de repasses para as pessoas que recebem mais de R$ 1.100,00:

  • NIS finais 1 e 6: 01/10;
  • NIS finais 2 e 7: 04/10;
  • NIS finais 3 e 8: 05/10;
  • NIS finais 4 e 9: 06/10;
  • NIS finais 5 e 0: 07/10.

Consultar pagamentos do INSS

Caso queira, o beneficiário pode consultar os pagamentos das parcelas mensais realizadas pelo governo federal. Para isso, é preciso baixar de forma gratuita o aplicativo Meu INSS (disponível para as plataformas Android e iOS).

Lá, será solicitado que o indivíduo informe login e senha. Caso ainda não tenha, basta criar um novo login e escolher uma senha com os seus dados pessoais. A ferramenta é do próprio governo federal, portanto possui informações oficiais sobre os benefícios INSS e também mais detalhes em relação aos pagamentos.

O INSS possui mais de 35 milhões de beneficiários, sendo parte deles aposentados e a outra composta por pensionistas. Os valores pagos pelo INSS costumam seguir o salário mínimo, sendo que pagamentos a mais são proporcionais ao piso nacional.

Leia também

você pode gostar também

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Ler mais