Haja ou aja: veja como e quando usar cada termo para não errar mais

Apesar de serem parecidas, as palavras haja ou aja possuem significados diferentes. Descubra como e quando usar cada uma delas em uma oração.

"Haja paciência", "aja da forma correta", "haja o que houver": você certamente já escutou frases como essas, mas quando precisou escrevê-las, sentiu uma ou outra dúvida quanto à grafia correta das palavras. A confusão entre os termos haja ou aja é uma das mais antigas quando se trata da boa gramática, e por serem tão similares, é justificada na maioria dos casos.

continua depois da publicidade

Existe um grande número de vocábulos com semelhanças gráficas e sonoras na Língua Portuguesa. Por serem tão parecidos, é comum sentir dificuldade ao escolher a forma correta, principalmente quando o único detalhe que separa um do outro é uma letra, como é o caso do "h". Contudo, apesar de similares, esses dois termos possuem muitas diferenças, já que representam flexões de verbos distintos.

Para entender mais sobre as diferenças entre haja ou aja, confira abaixo o que você precisa saber sobre esses dois termos, bem como quando é indicado utilizar cada um deles em uma oração.

Haja ou aja: como e quando usar cada termo

Leia também

Antes de mais nada, é preciso ter em mente que as duas grafias estão corretas, mas possuem significados diferentes. Esse é um clássico caso de palavras homônimas, ou seja, com significados distintos, mas pronúncias e escrita iguais ou parecidas. Para saber quando utilizar cada uma é preciso analisar o contexto do diálogo, bem como as intenções do falante.

continua depois da publicidade

Haja

O termo haja representa a flexão do verbo haver, na 1º e 3º pessoa do singular do presente do subjuntivo, ou também do imperativo afirmativo ou negativo. Ele pode ser substituído por acontecer, possuir, recuperar, experimentar, ocorrer, existir ou ter. Confira alguns exemplos:

  • Haja paciência para aguentar a ladainha das minhas irmãs.
  • Haja o que houver, não iremos abandoná-lo em momentos difíceis.
  • Tomara que haja sol essa semana. Não aguentamos mais as águas de março.

É importante ter em mente que combinações como "haja vista" não variam, e devem sempre permanecer no feminino. Portanto, "haja visto" não existe.

continua depois da publicidade

Aja

Já aja é a flexão do verbo agir, conjugado na 1º ou 3º pessoa do singular do presente do subjuntivo, ou também do imperativo afirmativo. Essa palavra pode ser substituída por atuar, proceder, conduzir, fazer. Confira mais exemplos:

  • Aja com naturalidade ao cumprimentar os mais velhos.
  • Jamais aja com desrespeito às autoridades, pois pode arrumar problemas.
  • Precisamos que você aja de maneira civilizada da próxima vez para evitarmos situações como aquela.

Palavras homônimas

Além das flexões haja ou aja, existe ainda uma série de termos pronunciados da mesma forma, mas com significados diferentes. Existem três tipos de homônimos: os perfeitos, homófonos e homógrafos.

Os homônimos perfeitos são aqueles que possuem a mesma grafia e o mesmo som, mas significados diferentes. Esse é o caso de termos como caminho, no substantivo, ou o verbo caminhar, no presente do indicativo:

continua depois da publicidade
  • Qual é o caminho para a sua casa? (Substantivo);
  • Eu caminho todos os dias no parque. (Verbo caminhar).

Já os termos homófonos são as palavras com a mesma fonética, mas significados e escritas diferentes. Haja e aja se encaixam nessa denominação. Confira outros exemplos:

  • Acento/assento: acento é um sinal gráfico. Assento é uma cadeira, lugar;
  • Cela/sela: cela é um pequeno compartimento. Sela é o assento acolchoado;
  • Cerrar/serrar: cerrar consiste em fechar, terminar algo. Serrar significa cortar com serra.

Por fim, as homógrafas são as palavras com a mesma grafia, mas significados e pronúncias diferentes. Veja algumas delas:

  • Comprar essa casa foi um grande acerto de seu irmão. (Substantivo);
  • Eu nunca acerto as questões de matemática do simulado. (Verbo);
  • Pegue uma colher para tomar sua sopa. (Substantivo);
  • Não vamos conseguir colher os grãos hoje. (Verbo).
Leia também

Concursos em sua
cidade