Eu ou mim: veja quando usar cada pronome corretamente

O emprego de eu ou mim em orações costuma ser equivocado por conta de vícios de linguagem perpetuados pelo formato informal. Saiba quando usar cada pronome corretamente.

Para eu ou para mim? Qual seria a versão correta? Apesar de improvável, a dúvida do eu ou mim segue sendo uma das mais comuns que rodeiam o mundo da gramática. Entender qual pronome usar em determinadas orações nem sempre é simples, e nesse caso, ambos estão corretos, mas para contextos específicos.

continua depois da publicidade

A Língua Portuguesa é vasta o suficiente para que alguns erros passem despercebidos, mas é essencial entender quando usar os pronomes citados. Esse tipo de erro pode ser comum quando se trata do uso da linguagem informal, mas em ambientes profissionais ou acadêmicos, por exemplo, é importante evitar cometer tais deslizes. Para isso, descubra hoje quando usar o eu ou mim corretamente.

Eu ou mim? Quando usar cada pronome corretamente

A linguagem é e sempre será mais livre e informal na fala. O problema surge ao transferir determinadas frases para a escrita, levando alguns vícios de linguagem que não são nada bem-vindos na norma padrão. Um dos erros mais recorrentes ocorre ao utilizar o pronome de caso oblíquo "mim". Muitas pessoas se confundem, e empregam o "mim" no lugar do pronome pessoal de caso reto "eu".

Leia também

Assim, para responder a dúvida do para eu ou para mim, por exemplo, é preciso entender um pouco sobre colocação pronominal.

continua depois da publicidade

Eu e mim são pronomes pessoais, e sua função é substituir o substantivo em uma frase e indicar qual ou quais são as pessoas de um discurso. Enquanto o "eu" é um pronome pessoal de caso reto, exercendo a função de sujeito ou de predicativo do sujeito, o "mim" é um pronome pessoal de caso oblíquo, exercendo a função de complemento verbal ou nominal. Confira alguns exemplos:

  • Eu gosto de viajar para a praia nas férias de dezembro.
  • Eu não acredito que você foi capaz de fazer uma coisa dessas.
  • Eu preciso terminar esse resumo ainda hoje.
  • Quando você vai começar a acreditar em mim?
  • Ele disse que sentiu muita saudade de mim.
  • Eu fiz a sobremesa para você e para mim.

Para evitar deslizes, é importante lembrar da clássica regra do "mim" não conjuga verbo, somente o "eu". Assim, nunca se deve utilizar "para mim fazer", "mim gosta", etc. O correto é "para eu fazer", "eu gosto".

continua depois da publicidade

Junto disso, uma dica de ouro é pensar que, antes do verbo, sempre deve aparecer o pronome "eu". Depois da preposição, porém, quem deve entrar é o pronome "mim".

Para eu ou para mim?

Tanto para eu quanto para mim existem, mas são utilizados em contextos específicos. Para evitar confusões, basta lembrar das seguintes regras:

  • Para mim é utilizado quando o "mim" exerce função de objeto indireto em uma oração, sendo precedido de uma preposição que, nesse caso, é o "para".
  • Para eu é utilizado quando o "eu" exerce função de sujeito da oração, acompanhado sempre de um verbo no infinitivo.

Confira exemplos abaixo:

continua depois da publicidade
  • Esse tipo de trabalho é pesado demais para mim.
  • Eles compraram uma geladeira nova para mim.
  • Esse não deveria ser um serviço para eu fazer.
  • Não crie mais intrigas para eu ter que resolver.

Na hora de escolher o pronome correto, é preciso verificar a ordem das orações: se há preposição + pronome + verbo, o pronome será do caso reto. Já se houver preposição + pronome, sem a presença do verbo, será do caso oblíquo.

Leia também

Concursos em sua
cidade