"Ao invés de" ou "em vez de": aprenda a usar e não erre nunca mais!

Saiba a diferença das expressões e quando empregar “em vez de” ou “ao invés de”. Confira exemplos e uma dica infalível para quando ficar em dúvida.

Tanto na fala cotidiana como em textos formais, é comum o uso das expressões “em vez de” e “ao invés de” como se fossem equivalentes. O que muita gente não sabe é que a alteração de poucas letras muda o sentido da frase. O uso correto das locuções é levado em conta na correção de redações de concursos públicos, do Enem, em vestibulares e até mesmo durante a seleção para vagas de emprego, por exemplo.

continua depois da publicidade

Descubra a seguir a diferença entre os termos e em quais situações usar “em vez de” e “ao invés de”. Confira também exemplos práticos e simples de aplicação em frases, além de uma dica infalível para casos de dúvidas.

“Em vez de” ou ao “invés de”?

Embora parecidos, os dois termos apresentam significados distintos segundo a chamada norma culta da língua portuguesa. A diferença é consenso em gramáticas normativas, manuais de editoras e normas de redação adotadas por órgãos públicos diversos, a exemplo do Senado e da Câmara Federal.

Leia também
  • EM VEZ DE significa “em/no lugar de”, “em troca de”, “em substituição a/ao/à";
  • AO INVÉS DE equivale a “ao contrário de”, “ao inverso de”, “em oposição a/ao/à".

A maneira mais fácil de memorizar a diferença e nunca mais errar é por meio de aplicação em frases – confira:

continua depois da publicidade

Exemplos de quando usar “em vez de”

  • Em vez de ler todas as páginas do edital, preferiu primeiramente conferir o resumo no Concursos no Brasil (no lugar de ler o edital);
  • Em vez de ir ao cinema foi estudar para o certame (no lugar de ir ao cinema);
  • Em vez de comprar no supermercado optou por ir à feira (no lugar de comprar no supermercado);
  • Em vez de comemorar o aniversário em casa, ele quis celebrar com a família (no lugar de ficar em casa);
  • Em vez de começar pela redação, ela preferiu responder às questões objetivas (no lugar de começar pela redação).

Exemplos de quando usar “ao invés de”

  • Ao invés de chegar adiantado para a prova, o candidato se atrasou (atrasar e adiantar são ideias nitidamente opostas);
  • Ao invés de parar, avançou o sinal (ao contrário de parar, prosseguiu);
  • Ao invés de diminuir o valor da pensão alimentícia, o juiz decidiu aumentar (diminuir é o contrário de aumentar);
  • Ao invés de subir, o elevador acabou descendo (subir e descer são antônimos);
  • Ao invés de cair, o valor das ações da empresa aumentou (ao contrário de desvalorizar, valorizou).

Ficou em dúvida? Dica infalível!

E o que acontece quando o contexto da frase for complexo ou você ficar em dúvida? Simples: não precisa refletir se as ideias em questão são literalmente opostas ou se abrem margem para mais de dois cenários possíveis. Se achar complicado, opte sempre pelo EM VEZ DE, que vale para qualquer caso e é mais abrangente que “ao invés de”.

Todo “em vez de” pode ser usado em substituição a “ao invés de”, mas nem todo “ao invés de” pode substituir “em vez de”. Assim, o mais seguro em caso de dúvidas é empregar “em vez de”, sem prejuízo de sentido ou da gramática normativa. Nos exemplos citados anteriormente, a norma culta permite usar “em vez de” no lugar de “ao invés de”:

continua depois da publicidade
  • Ao invés de chegar/em vez de chegar adiantado para a prova, o candidato se atrasou;
  • Ao invés de/em vez de parar, avançou o sinal;
  • Ao invés de/em vez de diminuir o valor da pensão alimentícia, o juiz decidiu aumentar;
  • Ao invés de/em vez de subir, o elevador acabou descendo;
  • Ao invés de/em vez de cair, o valor das ações da empresa aumentou.
Leia também

Concursos em sua
cidade