Afinal, o que significa a categoria ACC na CNH? Descubra aqui

No Brasil, há seis categorias da CNH, sendo uma delas a ACC. Mas o que ela significa? Descubra a resposta neste texto.

A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) é o documento obrigatório a qualquer cidadão brasileiro que queira conduzir veículos automotores terrestres. Além de conter os dados pessoais do condutor, a carteira de motorista traz também a informação de qual categoria de veículos um determinado condutor está habilitado a dirigir.

continua depois da publicidade

No Brasil, há seis categorias, sendo uma delas a ACC. Mas você sabe o que significa tal categoria? Se não, descubra a seguir.

O que significa a categoria ACC na CNH?

A categoria ACC na CNH significa que condutor tem permissão exclusiva para conduzir ciclomotores ou cicloelétricos. Os ciclomotores são veículos de duas ou três rodas com potência máxima de 50 cilindradas e velocidade máxima de 50/h.

Já os cicloelétricos são veículos de duas ou três rodas com potência máxima de 4KW, com velocidade máxima de 50km/h. A somatória de pesos não pode exceder 140 kg (motorista, passageiro e carga).

continua depois da publicidade

Quais são as outras categorias da CNH?

Como dito, no país, são seis as categorias da CNH. Além da ACC, há ainda as seguintes:

  • Categoria A na CNH: condutor com permissão para dirigir veículo motorizado de duas ou três rodas, com ou sem carro na lateral;
  • Categoria B na CNH: destinada a condutor de veículo motorizado, não abrangido pela categoria B. O veículo deve ter peso bruto total que não exceda 3,5 toneladas e lotação de até oito lugares, excluído o do motorista;
  • Categoria C na CNH: condutor com permissão para dirigir veículo da categoria B e veículo motorizado destinado ao transporte de carga. Nesse caso, o peso bruto total não pode exceder 3,5 toneladas;
  • Categoria D na CNH: condutor com permissão para dirigir veículos das categorias B e C e de veículo motorizado destinado ao transporte de passageiros. A lotação desse veículo não pode ultrapassar os oito lugares, excluído o do motorista;
  • Categoria E na CNH: condutor habilitado a conduzir uma combinação de veículos em que a unidade tratora esteja incluída nas categorias B, C ou D e cuja unidade acoplada, reboque, semirreboque, trailer ou articulada tenha 6.000 kg ou mais de peso bruto total, ou, ainda, cuja lotação exceda a oito lugares.

Quais são as novas categorias da CNH?

Desde 1º de junho deste ano está em vigor a nova CNH que trouxe diversas mudanças. Uma delas está relacionada a inclusão de novas categorias no documento, que somadas as já existentes, totalizam 13 modalidades de habilitação. Conheça cada uma delas a seguir:

continua depois da publicidade
  • Categoria na A1 na CNH: motorista com permissão para conduzir veículos de duas rodas de até 125 cilindradas;
  • Categoria B1 na CNH: abrange triciclos e quadriciclos;
  • Categoria C1 na CNH: abrange veículos pesados de transporte de carga de até 7,5 toneladas. Esses veículos podem ter reboque, mas desde que não ultrapasse 750 kg;
  • Categoria D1 na CNH: abrange veículos de passageiros com lotação máximo de 17 pessoas, contando o motorista. O comprimento desses veículos devem ser de no máximo 8 metros. O reboque não pode ultrapassar os 750 kg;
  • Categorias BE, CE, C1E, DE e D1E na CNH: cada uma dessas categorias possui especificações referentes veículos pesados. Esses veículos podem ter reboque e semirreboque, obedecendo um limite de peso. Essas categorias também trazem especificações relacionadas a idade e tempo de habilitação.

É preciso fazer curso teórico e prático para as novas categorias?

A resposta é não. Isso porque as categorias da CNH não mudaram. Na verdade, elas foram incluídas para seguir o padrão internacional e, assim, facilitar a fiscalização do documento em outros países. No Brasil, as categorias da CNH continuam sendo as mesmas: ACC, A, B,C, D e E.

Compartilhe esse artigo

Leia também

Concursos em sua
cidade