Proposta do novo Bolsa Família será entregue nos próximos dias; VEJA

A ministra da Secretaria de Governo, Flávia Arruda, disse que o texto com as mudanças no Bolsa Família está praticamente pronto para ser apresentado. Confira.

A ministra da Secretaria de Governo, Flávia Arruda, disse que o novo Bolsa Família é uma das maiores preocupações do governo federal. Em entrevista ao Metrópoles, ela disse que pretende manter conversas com os ministros da Economia, da Cidadania e com o presidente sobre o programa. Flávia Arruda acredita que, em breve, o texto com as alterações deverá ser entregue aos parlamentares.

“Hoje [a ampliação do Bolsa Família] é o ponto mais fundamental de discussão. [...] Eu diria que até o próximo mês, teremos uma proposta de ampliação e de um valor maior para o programa — ou Bolsa Família ou o nome que seja dado. O fundamental é que essas famílias sejam atendidas, principalmente em um momento tão difícil como este que estamos passando no país”, afirmou.

No entanto, a ministra não comentou sobre o orçamento nem explicou quais são as medidas para que o novo projeto se torne possível de ser executado. Arruda foi presidente da comissão especial, que foi criada para discutir as mudanças do Bolsa Família dentro do Congresso.

“Esse tema já estava sendo discutido há muito tempo, porque é uma necessidade grande. Com a pandemia, isso se tornou mais evidente, porque vimos a quantidade de pessoas invisíveis. Muitas famílias que passaram da pobreza para a extrema pobreza e outras que entraram na linha da pobreza”, disse.

Ampliação do Bolsa Família pode contar com corte de outros programas

De acordo com as previsões divulgadas até agora, o novo Bolsa Família deve ter suas parcelas médias aumentadas de R$ 189 para R$ 300. Além disso, o programa deve contar com a inclusão de mais 300 mil famílias em seu cadastro.

Confira outras mudanças que poderão ser implementadas no novo Bolsa Família:

  • Auxílio-creche mensal de R$ 52 por criança;
  • Auxílio-creche mensal de R$ 200 para as mães inscritas no programa Bolsa Família;
  • Prêmio anual de R$ 200 para estudantes com os melhores desempenhos escolares;
  • Bolsa mensal de R$ 100, além de prêmio anual de R$ 1.000, para os estudantes que se destacarem em esportes e Ciência e Tecnologia.

Para que isso aconteça, o governo pretende acabar com outros projetos já existentes, como o abono salarial PIS/PASEP. Outra proposta é unificar projetos sociais, como seguro-defeso e Farmácia Popular, que são considerados ineficazes.

Ao que tudo indica, as Forças Armadas também devem sofrer cortes em seu Orçamento para financiar as mudanças do Bolsa Família.

Compartilhe

Especial Concurso BB

Veja mais »