INMET alerta para chuvas intensas em 784 municípios brasileiros

As chuvas intensas continuam sem dar trégua em várias regiões do país. A partir de hoje, um novo alerta do Inmet foi emitido para mais 784 municípios.

Mais 784 municípios devem sofrer a ação das chuvas intensas que vêm cobrindo várias regiões do país há algum tempo. De acordo com informações do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a partir de hoje (20) até amanhã (21), a previsão deve atingir cidades em estados como Amazonas, Acre, Pará, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. Com base no alerta do instituto, o grau de severidade para estes casos é de “Perigo”.

Em regiões de estados como Amazonas, Acre e Pará, as passadas já são frequentes há alguns dias. Seja como for, os cidadãos de todas as áreas afetadas devem tomar as devidas precauções, assim prevenindo possíveis acidentes. Por meio de avisos diários, o Inmet busca informar a população e evitar este tipo de problema.

INMET alerta para chuvas intensas em 80 municípios

O primeiro alerta emitido hoje referente às chuvas intensas foi feito às 9h57, e é provável que as passadas só terminem a partir de amanhã (21), às 10h. Com base no que foi divulgado no site do instituto, o índice pluviométrico das chuvas está estimado entre volumes de 30 e 60 mm/h, ou 50 e 100 mm/dia. Igualmente, esta previsão está acompanhada de ventos intensos, com velocidade entre 60 e 100 km/h.

Além do acúmulo, existem riscos potenciais que devem ser do conhecimento de toda a população. Há possibilidade de casos como descargas elétricas, queda de galhos e árvores, corte de energia elétrica e alagamentos nas regiões a seguir:

  • Centro Amazonense;
  • Sudoeste Amazonense;
  • Sudoeste Paraense;
  • Norte Amazonense;
  • Baixo Amazonas;
  • Sul Amazonense;
  • Vale do Juruá.

O instituto também disponibiliza uma lista completa de municípios que devem receber a ação das chuvas, através do endereço do Centro Virtual para Avisos de Eventos Meteorológicos Severos para o Sul da América do Sul (Alert-AS).

Chuvas intensas em 704 municípios

Já o segundo alerta do dia foi emitido às 10h, e abrange uma quantidade maior de cidades, cobrindo cerca de 704 delas. Assim como no primeiro informe, as chuvas se iniciaram hoje, e só devem acabar a partir de amanhã (21), às 1oh.

Em relação aos índices pluviométricos, as regiões também devem receber o mesmo volume de chuvas, entre 30 e 60 mm/h, ou 50 e 100 mm/dia. As passadas também devem estar acompanhadas de ventos intensos, com velocidades atingindo uma média entre 60 e 100 km/h.

Nas regiões a seguir, existe o mesmo risco de corte de energia, descargas elétricas, queda de galhos de árvores e alagamentos:

  • Zona da Mata;
  • Central Espírito-santense;
  • Oeste de Minas;
  • Campinas;
  • Sul/Sudoeste de Minas;
  • Sul Espírito-santense;
  • Campo das Vertentes;
  • São José do Rio Preto;
  • Ribeirão Preto;
  • Metropolitana de Belo Horizonte;
  • Araçatuba;
  • Vale do Rio Doce;
  • Noroeste Fluminense;
  • Centro Fluminense;
  • Sul Fluminense;
  • Vale do Paraíba Paulista;
  • Metropolitana do Rio de Janeiro;
  • Norte Fluminense;
  • Macro Metropolitana Paulista.

Para conferir a lista completa de municípios, como de praxe, basta acessar o site do Centro Virtual para Avisos de Eventos Meteorológicos Severos para o Sul da América do Sul (Alert-AS).

Precauções que devem ser tomadas em situações de risco

Para evitar quaisquer prováveis acidentes, os cidadãos destas regiões devem se atentar às recomendações definidas pelo Inmet. Neste sentido, em caso de rajadas de vento, é essencial não se abrigar debaixo de árvores, visto que há um grande risco de descargas elétricas e queda de galhos.

Também é importante evitar estacionar veículos em locais próximos a torres de transmissão e placas de propaganda, pelo mesmo motivo. Quando possível, o ideal é desligar o quadro geral de energia e aparelhos elétricos, impedindo panes e curto-circuito.

Quaisquer emergências devem ser comunicadas à central de atendimento da Defesa Civil, no número 199, ou por meio da Central do Corpo de Bombeiros, no número 193.

Leia também

você pode gostar também

Novidades do MEI 2023: veja o que muda para os empreendedores

Os microempreendedores individuais (MEIs) precisam ficar de olho no reajuste dos valores de contribuição e outras mudanças que ocorrerão neste ano de 2023.

Projeto regulamenta NOVA profissão no setor de turismo

O Projeto de Lei em tramitação no Senado Federal pretende regulamentar uma nova profissão no setor de turismo, a fim de promover mais segurança aos trabalhadores e viajantes.

Brasil criou 2 milhões de postos de trabalho em 2022, segundo o Caged

De acordo com dados divulgados pelo governo federal, houve saldo positivo de postos de trabalho com carteira assinada em 2022.

Valores a Receber: Banco Central alerta para golpe do dinheiro esquecido

Criminosos estão divulgando uma oferta falsa a respeito de montantes supostamente esquecidos no BC; veja como se proteger.

Reforma Tributária deve ser votada sem aumento nos impostos

De acordo com declaração do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, a reforma tributária deve ser neutra, sem aumento nos impostos.

Guia mensal do MEI 2023 já pode ser emitida com os valores atualizados

Reajuste do pagamento mensal está vigente. Taxas para microempreendedores individuais variam de R$ 66 a R$ 162.