Multa por dirigir sem CNH pode chegar a R$ 880; entenda as regras

Os condutores que não conhecem as regras da legislação de trânsito podem ficar surpreso com o valor de infrações, como por exemplo a multa por dirigir sem CNH.

A legislação de trânsito é um verdadeiro enigma para diversos condutores, e existem regras e detalhes que podem gerar grandes problemas. Esse é o exemplo da multa por dirigir sem CNH, que pode chegar a R$ 880 em situações específicas.

Basicamente, a multa por conduzir sem estar portando a Carteira Nacional de Habilitação costuma ser menor. No entanto, existem condições e agravantes que podem multiplicar em até dez vezes o valor original. Saiba mais a seguir para não ser pego de surpresa:

Quais são as regras da multa por dirigir sem CNH?

Em primeiro lugar, o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) é o principal documento na legislação do trânsito dentro do território nacional. Mais especificamente, é responsável por prescrever e regulamentar os aspectos relacionados às regras da CNH, infrações, punições e penalidades, mas também sinalização das vias e outros detalhes mais amplos.

Neste sentido, as regras para quem dirige sem CNH constam no Artigo 162, no Capítulo 15 do CTB sobre as infrações. Logo no início, o primeiro artigo determina que “dirigir veículo sem possuir Carteira Nacional de Habilitação, Permissão para Dirigir ou Autorização para Conduzir ciclomotor” prescreve:

  • Infração de natureza gravíssima;
  • Multa aplicada no valor de três vezes, o que equivale a R$ 88,38;
  • Retenção do veículo como medida administrativa, até apresentação de um outro condutor habilitado com um documento válido.

Entretanto, somente o valor da multa por não portar a habilitação é de R$ 88,38. Ou seja, se o condutor for parado em uma blitz, por exemplo, e não estiver com o documento porque não é habilitado, a legislação estabelece que a multa seja multiplicada em até 10 vezes.

Assim, a infração continua sendo gravíssima, o que prevê o dano de 7 pontos na carteira. Porém, o cidadão será cobrado em R$ 880,41 porque o Código de Trânsito Brasileiro entende que houve um acúmulo de infrações nesse caso. Em outras palavras, o condutor não somente não tem habilitação como está andando com um veículo em vias públicas.

E quais são os outros possíveis agravantes?

Ainda de acordo com o artigo 162, existem outros agravantes que podem dificultar mais ainda a situação do condutor. A princípio, se a pessoa estiver conduzindo um veículo com os documentos citados no primeiro artigo cassados ou suspensos também será punido por outra infração gravíssima.

Sendo assim, haverá a adição de um valor de R$ 957,70 e apreensão do veículo, além de mais 7 pontos na carteira. Neste ponto, a multa deixou de ser R$ 88,38 e se tornou R$ 1.838,11. Essa soma decorre da multa por dirigir sem CNH, que pode chegar a R$ 880, e a nova punição por estar com a CNH cassada.

A medida administrativa segue sendo a mesma, porque o condutor terá o veículo retido no galpão do departamento estadual de trânsito. No entanto, a legislação estabelece que o veículo será liberado quando outra pessoa com documento válido e regular aparecer.

Ainda assim, o condutor originalmente multado deverá pagar as multas acumuladas, regularizar a Carteira de Habilitação e tê-la em mãos antes de retornar ao trânsito. Caso contrário, novas multas serão adicionadas até a cassação definitiva do documento, com a soma chegando a R$ 2.718,22.

Portanto, é fundamental que os condutores fiquem atentos aos prazos de renovação dos documentos, tanto da habilitação quanto do veículo.

Leia também

você pode gostar também

Novidades do MEI 2023: veja o que muda para os empreendedores

Os microempreendedores individuais (MEIs) precisam ficar de olho no reajuste dos valores de contribuição e outras mudanças que ocorrerão neste ano de 2023.

Projeto regulamenta NOVA profissão no setor de turismo

O Projeto de Lei em tramitação no Senado Federal pretende regulamentar uma nova profissão no setor de turismo, a fim de promover mais segurança aos trabalhadores e viajantes.

Brasil criou 2 milhões de postos de trabalho em 2022, segundo o Caged

De acordo com dados divulgados pelo governo federal, houve saldo positivo de postos de trabalho com carteira assinada em 2022.

Valores a Receber: Banco Central alerta para golpe do dinheiro esquecido

Criminosos estão divulgando uma oferta falsa a respeito de montantes supostamente esquecidos no BC; veja como se proteger.

Reforma Tributária deve ser votada sem aumento nos impostos

De acordo com declaração do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, a reforma tributária deve ser neutra, sem aumento nos impostos.

Guia mensal do MEI 2023 já pode ser emitida com os valores atualizados

Reajuste do pagamento mensal está vigente. Taxas para microempreendedores individuais variam de R$ 66 a R$ 162.