Confira 5 hábitos infalíveis que fazem bem ao cérebro

Quando mantemos a mente sempre ativa, conseguimos absorver as informações com mais facilidade. Confira boas práticas.

Para você ser aprovado em um disputado concurso, é preciso se dedicar com o máximo de empenho aos estudos. Mas para que o seu aprendizado seja ainda mais efetivo, a sua memória precisa estar funcionando a todo vapor.

Leia também

Esse post vai te mostrar 5 hábitos que fazem bem ao cérebro e que você deve praticá-los todos os dias, para turbinar os seus estudos. Aproveite ao máximo a leitura.

Dormir bem

Não é preciso ser um renomado médico ou um especialista em sono para saber que dormir bem todas as noites é fundamental para o nosso cérebro, principalmente para o aprendizado. Um boa noite de sono relaxante descansa o corpo e a mente.

Então, se você é daqueles que têm o hábito de dormir muito tarde e acordar cedo ou vive sonolento durante o dia, tome cuidado. O sono é crucial para que todas as informações aprendidas fiquem bem consolidadas em nossa mente.

Dessa forma, procure dormir por, pelo menos, 7 horas, todas as noites. Além disso, é importante que você durma e acorde sempre nos mesmos horários, para que o organismo e o cérebro se acostumem com essa rotina.

Exercite o seu cérebro

Assim como o corpo, a nossa mente também precisa ser exercitada. Esse é mais um dos hábitos que fazem bem para o cérebro. Quando mantemos a mente sempre ativa, conseguimos absorver as informações com mais facilidade.

E isso se traduz em um aprendizado muito mais dinâmico e duradouro, principalmente quando o assunto é fazer as provas de um concurso. Seja aprender um novo idioma, um novo dote culinário, a tocar algum instrumento musical ou desenvolver uma nova habilidade técnica relacionada ao seu trabalho. Não importa.

Desde que a sua mente não fique “parada” o tempo todo, está valendo. O fato é que todo ser humano precisa estar sempre aprendendo algo novo. A saúde mental agradece e muito.

Alimentação equilibrada é fundamental

Você sabia que manter uma alimentação equilibrada, além de turbinar os seus estudos, é um dos hábitos que fazem bem ao cérebro? É a mais pura verdade. Determinados alimentos, se consumidos com certa regularidade, pode ativar a nossa memória e deixá-la muito mais receptiva para absorver todas as informações aprendidas.

Por isso, se você deseja aumentar o desempenho do seu cérebro e até raciocinar com mais rapidez, inclua os seguintes alimentos em sua dieta: brócolis, castanhas, cereais integrais, laranja e peixes.

Todos eles são ricos em agentes antioxidantes, vitamina E e aminoácidos. Mas você jamais deve comer com pressa ou ficar mais de 4 horas sem se alimentar. Lembre-se, também, de sempre consultar um profissional da saúde. Ele será capaz de examinar o seu organismo, no sentido de verificar o que você pode ou não ingerir no dia a dia.

Hábitos que fazem bem ao cérebro: leitura

A leitura ajuda e muito a manter o cérebro saudável. Além de contribuir para o nosso desenvolvimento intelectual, a leitura é um exercício e tanto, quando o assunto é deixar a saúde mental em dia. Esse saudável hábito pode evitar diversos distúrbios psicológicos, como o Alzheimer, por exemplo.

A leitura reduz as chances do cérebro perder a sua capacidade de funcionamento na terceira idade em até 30%. Dessa forma, o que você está esperando para começar a desenvolver essa hábito extremamente bem-vindo para a sua mente?

A leitura também auxilia em nossa capacidade de escrever bem, de usar com maestria o vocabulário e construir frases com sentido. Lembre-se de que você vai precisar fazer uma redação no concurso. Por isso, leia muito.

Exercícios físicos também são cruciais

Não. Você não leu errado. Atividades aeróbicas também é um dos hábitos que fazer bem ao cérebro. Mas como isso é possível? A prática constante de exercícios físicos libera substâncias que provocam uma agradável sensação de prazer e bem-estar, além de fazer ser benéfica para as nossas funções cognitivas e, claro, para a saúde física.

Além disso, uma pessoa fisicamente ativa consegue manter o foco com mais facilidade, já que a prática constante de exercícios auxilia no funcionamento da memória e a protege contra a degeneração a longo prazo, obviamente. Vale ressaltar que atividades físicas devem ser praticadas de 3 a 5 vezes por semana, com 1 hora de duração de cada vez.

É sempre conveniente reforçar que as nossas dicas têm o caráter apenas informativo. Se você precisar de orientações mais detalhadas sobre qual dieta adotar ou quais exercícios físicos são os mais recomendados para o seu caso, deve buscar auxílio com um profissional da área da saúde, como um neurologista, nutricionista ou clínico geral.

Leia também


você pode gostar também

Projeto de Lei pretende aumentar limite de pontos na CNH de profissionais

O PL está em discussão no Senado Federal. Confira neste texto qual é o novo limite de pontos na CNH que está sendo proposto e quais profissionais serão beneficiados com o aumento desse limite.

Tarifa de embarque deve ficar menor em 6 aeroportos a partir de 2023

A redução das tarifas de embarque, feita pela ANAC, segue determinação da Lei do Voo Simples. Veja quais aeroportos foram contemplados com a nova medida.

 Dicionário inglês elege “Gaslighting” como palavra do ano; veja o que significa

O dicionário inglês Merriam-Webster escolheu, no dia 28 de novembro de 2022, Gaslighting como a palavra mais procurada neste ano. Leia e descubra o seu significado.

Subsidiômetro: ferramenta da Aneel traz detalhes sobre tarifa de energia

O subsidiômetro é uma nova ferramenta da Aneel que busca simplificar e explicar aos consumidores detalhes sobre a tarifa de energia.

Cobrança do seguro DPVAT voltará a ser obrigatória no próximo ano?

Durante dois anos consecutivos, condutores ficaram isentos de pagar o DPVAT. A Caixa é a responsável por administrar o dinheiro.

525 milhões de anos: cientistas estudam o cérebro fossilizado mais antigo do mundo

O cérebro mais antigo conhecido pertence a uma criatura marinha de aproximadamente 1,5 cm de comprimento, que apresenta um sistema nervoso delicadamente preservado.