Preço da gasolina passa de R$ 7 em alguns estados; confira valores

ANP já registra estados nos quais a média do preço da gasolina já ultrapassa os R$ 7. Veja onde a gasolina é mais barata.

A gasolina continua subindo em todo o país após um reajuste anunciado pela Petrobras. Um levantamento feito pela Agência Nacional de Petróleo (ANP) demonstra o fenômeno da alta. O preço da gasolina já passa de R$ 7 em alguns estados do país.

Petrobras anunciou no dia 11 de janeiro que o preço médio da gasolina nas refinarias passaria de R$ 3,09 para R$ 3,24 por litro. Com isso, os postos passaram a fazer reajustes em todo o Brasil.

Gasolina já passa dos R$ 7

De acordo com o levantamento da ANP, o estado do Rio de Janeiro possui a gasolina comum mais cara, no valor médio de R$ 7,139. Em seguida, vem o Acre. Por outro lado, o Amapá conta com o combustível mais barato.

continua depois da publicidade

A seguir, confira a média do preço da gasolina nos estados (dados até 15/01/2022):

  • Acre: R$ 7,009;
  • Alagoas: R$ 6,525;
  • Amapá: R$ 5,870;
  • Amazonas: R$ 6,595;
  • Bahia: R$ 6,804;
  • Ceará: R$ 6,626;
  • Distrito Federal: R$ 6,783;
  • Espírito Santo: R$ 6,742;
  • Goiás: R$ 6,856;
  • Maranhão: R$ 6,409;
  • Mato Grosso: R$ 6,545;
  • Mato Grosso do Sul: R$ 6,450;
  • Minas Gerais: R$ 6,919;
  • Para: R$ 6,726;
  • Paraíba: R$ 6,487;
  • Paraná: R$ 6,347;
  • Pernambuco: R$ 6,577;
  • Piauí: R$ 6,815;
  • Rio de Janeiro: R$ 7,139;
  • Rio Grande do Norte: R$ 6,958;
  • Rio Grande do Sul: R$ 6,546;
  • Rondônia: R$ 6,705;
  • Roraima: R$ 6,403;
  • Santa Catarina: R$ 6,484;
  • São Paulo: R$ 6,328;
  • Sergipe: R$ 6,631;
  • Tocantins: R$ 6,851.

Média nacional vem subindo

De acordo com as medições realizadas pelo IPTL, índice que conta com cerca de 18 mil postos parceiros em todo o país, a média nacional do preço da gasolina vem aumentando desde o anúncio do reajuste feito pela Petrobras. Veja a escala de preços:

  • 17/01/2022: R$ 6,877;
  • 18/01/2022: R$ 6,887;
  • 19/01/2022: R$ 6,896;
  • 20/01/2022: R$ 6,906 (preço atual).

Como é possível observar, no prazo de apenas quatro dias, o preço da gasolina teve um aumento médio de três centavos e a tendência é que o aumento continue.

Petrobras justificou reajuste da gasolina

A Petrobras, quando fez o anúncio do reajuste, apontou que os novos valores se devem ao mercado de petróleo. Segundo a empresa, houve aumento da demanda da matéria prima, o que encareceu o produto.

Além disso, a Petrobras voltou a apontar para o câmbio. A desvalorização do real perante o dólar vem prejudicando a compra de petróleo, tornando mais caro importar.

Leia também

você pode gostar também