Em 2022, reajuste salarial a servidores poderá ocorrer em 14 estados

Reajustes salariais já foram garantidos em alguns estados ou já estão sendo motivo de negociações em outras unidades da federação.

De acordo com informações publicadas pelo jornal O Estado de S. Paulo, governadores de 14 estados planejam aumentar os salários dos servidores públicos. A medida entraria em vigor em 2022, coincidentemente, ano eleitoral. Ainda de acordo com o jornal, professores e policiais são as categorias mais visadas.

Por enquanto, somente o Distrito Federal e o estado do Rio Grande do Sul informaram que não farão reajustes para o ano que vem. A alegação é que não há espaço no orçamento e que é necessário fazer um controle das finanças.

Reajuste salarial a servidores: justificativa

O reajuste salarial dos servidores é algo que costuma ser reivindicado frequentemente por quem trabalha na esfera pública. Algumas remunerações estão estagnadas há anos. Além disso, a pandemia, seguida pela alta da inflação, fez com que muitas pessoas tivessem que economizar ou mesmo deixar de comprar.

Ano que vem, 17 governadores concorrerão nas eleições buscando serem reeleitos. Como o desempenho do serviço público é um dos parâmetros analisados pelo eleitor e parte significativa de quem vota também é funcionário público, reajustes costumam ser comuns.

Vale lembrar que, além das eleições, no final de 2021 cai o veto do governo federal para a realização de aumento de salários. A medida foi tomada para que não ocorresse gasto a mais do que o arrecadado pelos cofres públicos e, também, para evitar que repasses emergenciais do governo fossem usados em áreas não relacionadas à saúde.

Estados que devem contar com reajustes

Conforme apurações do jornal O Estado de S. Paulo, os estados do Acre, Amazonas, Pará, Tocantins, Piauí, Sergipe, Mato Grosso do Sul, Paraná e Santa Cantarina estão discutindo sobre os reajustes salariais para os servidores. Projetos estão sendo elaborados ou já estão nas assembleias estaduais.

Por outro lado, Alagoas, Goiás, Mato Grosso, Rondônia e Rio de Janeiro já aprovaram os aumentos salariais para os seus funcionários públicos. A elevação varia em cada um dos estados e também de acordo com a categoria profissional.

Leia também

você pode gostar também

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. Aceitar Ler mais